Gémeas suspeitas de matar recém-nascido confessaram o crime

Tiago Henrique Marques / Lusa

A mãe e a tia da bebé recém-nascida, que foi encontrada morta num saco de plástico, com golpes de faca, num apartamento em Corroios, no Seixal, estão em prisão preventiva. As duas irmãs gémeas de 25 anos já confessaram o crime e são acusadas de homicídio qualificado.

O crime terá ocorrido na noite de segunda-feira em Corroios, no Seixal, quando Rafaela Cupertino terá dado à luz a filha, após ter sido assistida no parto pela irmã gémea Inês, relata o Diário de Notícias.

Rafaela terá escondido a gravidez, incluindo do seu companheiro e pai dos seus filhos gémeos de 20 meses. Inês Cupertino também alegou à Polícia Judiciária que não sabia da gravidez da irmã e que “só soube do que se passava” quando ela lhe pediu “para a ir ajudar a casa”, relata o DN.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal disse na terça-feira à Lusa que, segundo informação transmitida aos bombeiros, o crime terá sido praticado pela mãe da criança pouco depois do parto realizado em casa.

O alerta foi dado pouco depois da meia-noite, mas, de acordo com o CDOS, quando os Bombeiros Voluntários da Amora chegaram ao local a criança já não apresentava sinais de vida.

A bebé foi encontrada morta pela Polícia dentro de um saco de plástico, “golpeada com três facadas no peito” que terão sido alegadamente desferidas pela mãe.

A mãe da criança estava hospitalizada no Hospital Garcia de Orta, em Almada, também no distrito de Setúbal, desde segunda-feira e teve alta hospitalar esta quarta-feira. Logo nessa altura, foi detida e acusada de um crime de homicídio qualificado, tal como a irmã.

A mãe “estava perturbada”

O advogado das duas gémeas revela à SIC que elas confessaram o crime, que “foram claras, foram explícitas, deram as suas declarações com firmeza, colaboraram” com a Justiça. Sobre a mãe, que terá morto a criança, o advogado nota que “estava perturbada”.

A Polícia Judiciária de Setúbal refere, em comunicado, que há “fortes indícios da prática do crime de homicídio qualificado” contras as duas irmãs.

A mesma nota refere que o crime terá ocorrido por volta das 21:30 horas de segunda-feira, quando “na sequência do parto de uma menina, a progenitora, com a colaboração da irmã gémea, golpeou a recém-nascida com uma arma branca, provocando-lhe morte imediata”.

O director da PJ de Setúbal, Vítor Paiva, refere à Lusa que as provas recolhidas permitiram concluir que as facadas que vitimaram a criança recém-nascida foram desferidas pela mãe. Mas também acrescentou que a irmã gémea revelou igualmente “condutas relevantes em termos criminais”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Este crime nao consigo encaixar… como é que alguém espeta uma faca num bebé recém nascido?
    Espero que apodreçam na cadeia…

  2. E como de costume vão ser meiguinhos com estas mulheres que nem bichos são. Não há pena que compense o ato que cometeram. Inventem o pior, por favor!!!! Cortadas aos pedaços na praça publica?

  3. Tantas mulheres que não conseguem ter filhos, que dariam tudo para passar pela experiência da maternidade… e estas cabras do monte, além de todos os outros maus nomes possíveis que me passam pela cabeça, fazem uma coisa destas!!!???

Ventura quer ser Sá Carneiro do século XXI e ter juventude partidária

O presidente do Chega vai apresentar-se este fim de semana em Évora para a II Convenção Nacional do partido populista de direita como “o principal continuador em Portugal” de Sá Carneiro, o falecido líder fundador …

Alemanha tem provas materiais de que Maddie está morta

As autoridades alemãs têm provas materiais de que Madeleine McCann está morta, garante o porta-voz da Procuradoria de Braunschweig, Hans Christian Wolters, à RTP. Apenas está por provar o envolvimento de Christian Brueckner no homicídio …

BE quer que direito das grávidas a acompanhante seja respeitado

O Bloco de Esquerda (BE) quer que as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre gravidez e parto no âmbito da covid-19 sejam revistas para que o direito das mulheres grávidas a estarem acompanhadas seja …

Proposta do PCP para passar Novo Banco para esfera pública foi chumbada

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal …

Trump ataca voto por correspondência. Resultados podem não ser "determinados de forma precisa"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou na quinta-feira no Twitter os ataques ao voto por correspondência nas eleições de novembro, ao que a rede social reagiu ligando duas das suas mensagens a informação verificada …

Quatro candidatos disputarão sucessão de Santana no Aliança

O novo líder do Aliança, que sucederá ao fundador do partido, Pedro Santana Lopes, vai ser escolhido entre quatro candidatos no próximo congresso nacional, agendado para 26 e 27 de setembro em Torres Vedras. Segundo noticiou esta …

Recomendação do PS para tarifa social de Internet sem oposição (mas partidos querem mais)

A recomendação do PS ao Governo para que crie uma tarifa social de acesso à Internet não mereceu esta quinta-feira oposição de nenhuma bancada, mas foram vários os partidos que defenderam a necessidade de “ir …

Ex-deputado PS acusado de uso abusivo de viaturas da Câmara de Barcelos

O Ministério Público acusou de peculato e abuso de poderes o ex-deputado socialista Domingos Pereira, pela alegada utilização de viaturas do município de Barcelos para deslocações de e para a Assembleia da República. Segundo nota publicada …

Quim Torra acusa Governo espanhol de tentar "excluir um presidente no meio de uma pandemia"

Um recurso do presidente separatista catalão Quim Torra contra uma condenação por desobediência que pode afastá-lo do exercício de cargos públicos durante ano e meio foi analisado na quinta-feira pelo Supremo Tribunal de Espanha. Antes …

Cinco anos depois, Volkswagen nega reembolso a 125 mil portugueses lesados

A marca alemã Volkswagen respondeu à Deco Proteste, cinco anos após o caso "dieselgate", informando que não irá indemnizar mais consumidores, tendo em vista os processos judiciais em curso. Segundo noticiou esta sexta-feira a Madremedia, em …