Gémeas suspeitas de matar recém-nascido confessaram o crime

Tiago Henrique Marques / Lusa

A mãe e a tia da bebé recém-nascida, que foi encontrada morta num saco de plástico, com golpes de faca, num apartamento em Corroios, no Seixal, estão em prisão preventiva. As duas irmãs gémeas de 25 anos já confessaram o crime e são acusadas de homicídio qualificado.

O crime terá ocorrido na noite de segunda-feira em Corroios, no Seixal, quando Rafaela Cupertino terá dado à luz a filha, após ter sido assistida no parto pela irmã gémea Inês, relata o Diário de Notícias.

Rafaela terá escondido a gravidez, incluindo do seu companheiro e pai dos seus filhos gémeos de 20 meses. Inês Cupertino também alegou à Polícia Judiciária que não sabia da gravidez da irmã e que “só soube do que se passava” quando ela lhe pediu “para a ir ajudar a casa”, relata o DN.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal disse na terça-feira à Lusa que, segundo informação transmitida aos bombeiros, o crime terá sido praticado pela mãe da criança pouco depois do parto realizado em casa.

O alerta foi dado pouco depois da meia-noite, mas, de acordo com o CDOS, quando os Bombeiros Voluntários da Amora chegaram ao local a criança já não apresentava sinais de vida.

A bebé foi encontrada morta pela Polícia dentro de um saco de plástico, “golpeada com três facadas no peito” que terão sido alegadamente desferidas pela mãe.

A mãe da criança estava hospitalizada no Hospital Garcia de Orta, em Almada, também no distrito de Setúbal, desde segunda-feira e teve alta hospitalar esta quarta-feira. Logo nessa altura, foi detida e acusada de um crime de homicídio qualificado, tal como a irmã.

A mãe “estava perturbada”

O advogado das duas gémeas revela à SIC que elas confessaram o crime, que “foram claras, foram explícitas, deram as suas declarações com firmeza, colaboraram” com a Justiça. Sobre a mãe, que terá morto a criança, o advogado nota que “estava perturbada”.

A Polícia Judiciária de Setúbal refere, em comunicado, que há “fortes indícios da prática do crime de homicídio qualificado” contras as duas irmãs.

A mesma nota refere que o crime terá ocorrido por volta das 21:30 horas de segunda-feira, quando “na sequência do parto de uma menina, a progenitora, com a colaboração da irmã gémea, golpeou a recém-nascida com uma arma branca, provocando-lhe morte imediata”.

O director da PJ de Setúbal, Vítor Paiva, refere à Lusa que as provas recolhidas permitiram concluir que as facadas que vitimaram a criança recém-nascida foram desferidas pela mãe. Mas também acrescentou que a irmã gémea revelou igualmente “condutas relevantes em termos criminais”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Este crime nao consigo encaixar… como é que alguém espeta uma faca num bebé recém nascido?
    Espero que apodreçam na cadeia…

  2. E como de costume vão ser meiguinhos com estas mulheres que nem bichos são. Não há pena que compense o ato que cometeram. Inventem o pior, por favor!!!! Cortadas aos pedaços na praça publica?

  3. Tantas mulheres que não conseguem ter filhos, que dariam tudo para passar pela experiência da maternidade… e estas cabras do monte, além de todos os outros maus nomes possíveis que me passam pela cabeça, fazem uma coisa destas!!!???

RESPONDER

Coronavírus chegou à Europa. Dois casos confirmados em França

O novo coronavírus chegou à Europa. A ministra da Saúde francesa anunciou, esta sexta-feira, que há dois casos confirmados no país. "Há dois casos confirmados", vincou a ministra da Saúde francesa, Agnes Buzyn, em conferência de …

Ucrânia perdeu 11 milhões de habitantes desde 2001

A Ucrânia perdeu mais de 11 milhões de habitantes desde o último censo de 2001 devido à imigração, à anexação da Crimeia e à guerra no leste do país. De acordo com os novos dados oficiais, …

CGD sobe comissões a partir deste sábado (incluindo MB Way)

As transferências por MB Way, as contas-pacote e os serviços mínimos bancários na Caixa Geral de Depósitos vão sofrer um agravamento a partir deste sábado. Tal como tinha sido anunciado em outubro do ano passado, a …

Isabel dos Santos não vai ser detida se for a Angola, garante PGR

O procurador-geral da República de Angola afirmou, esta sexta-feira, que a justiça quer esgotar todos os procedimentos para notificar a empresária angolana antes de pedir um mandado internacional de captura. "Primeiro vamos esgotar a possibilidade de …

Assange deixa ala médica da prisão e passa para área com outros reclusos

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, foi transferido da ala médica da prisão de Belmarsh, no sudeste de Londres, onde estava isolado, para uma área da prisão com outros presos, anunciou hoje um membro do …

"Saudações da Tailândia." Depois de fugir da prisão, Sekkaki enviou um postal aos diretores

Depois de fugir da prisão, Oualid Sekkaki provocou os responsáveis do estabelecimento prisional e enviou-lhes um postal. Em dezembro do ano passado, Oualid Sekkaki e outros quatro indivíduos fugiram do estabelecimento prisional de Turnhout, na Bélgica. …

Irlanda. Tribunal decide extraditar motorista acusado da morte de 39 migrantes vietnamitas

O tribunal de Dublin sentenciou, esta sexta-feira, que o motorista acusado da morte de 39 imigrantes vietnamitas - encontrados em outubro num contentor refrigerado, perto de Londres - pode ser extraditado para o Reino Unido, …

Atriz norte-americana confronta em tribunal Weinstein com acusação de violação

A atriz americana Annabella Sciorra, conhecida por ter participado na série "Os Sopranos", confrontou na quinta-feira o produtor Harvey Weinstein em tribunal, acusando-o de a ter violado, em meados dos anos 1990. Segundo avançou o Expresso, …

Mulher agride médica na Urgência do Hospital de Águeda

Uma médica foi agredida, esta quinta-feira, na Urgência do Hospital de Águeda, por uma mulher que acompanhava o filho a uma consulta. De acordo com o Jornal de Notícias, a médica, de 33 anos, que estava …

Polícia do Rio de Janeiro matou cinco pessoas por dia em 2019

A polícia do Rio de Janeiro matou 1.810 pessoas em 2019, um recorde de cinco mortes por dia e um aumento de 18% em relação ao ano anterior, informou o Instituto de Segurança Pública (ISP) …