Gémeas suspeitas de matar recém-nascido confessaram o crime

Tiago Henrique Marques / Lusa

A mãe e a tia da bebé recém-nascida, que foi encontrada morta num saco de plástico, com golpes de faca, num apartamento em Corroios, no Seixal, estão em prisão preventiva. As duas irmãs gémeas de 25 anos já confessaram o crime e são acusadas de homicídio qualificado.

O crime terá ocorrido na noite de segunda-feira em Corroios, no Seixal, quando Rafaela Cupertino terá dado à luz a filha, após ter sido assistida no parto pela irmã gémea Inês, relata o Diário de Notícias.

Rafaela terá escondido a gravidez, incluindo do seu companheiro e pai dos seus filhos gémeos de 20 meses. Inês Cupertino também alegou à Polícia Judiciária que não sabia da gravidez da irmã e que “só soube do que se passava” quando ela lhe pediu “para a ir ajudar a casa”, relata o DN.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal disse na terça-feira à Lusa que, segundo informação transmitida aos bombeiros, o crime terá sido praticado pela mãe da criança pouco depois do parto realizado em casa.

O alerta foi dado pouco depois da meia-noite, mas, de acordo com o CDOS, quando os Bombeiros Voluntários da Amora chegaram ao local a criança já não apresentava sinais de vida.

A bebé foi encontrada morta pela Polícia dentro de um saco de plástico, “golpeada com três facadas no peito” que terão sido alegadamente desferidas pela mãe.

A mãe da criança estava hospitalizada no Hospital Garcia de Orta, em Almada, também no distrito de Setúbal, desde segunda-feira e teve alta hospitalar esta quarta-feira. Logo nessa altura, foi detida e acusada de um crime de homicídio qualificado, tal como a irmã.

A mãe “estava perturbada”

O advogado das duas gémeas revela à SIC que elas confessaram o crime, que “foram claras, foram explícitas, deram as suas declarações com firmeza, colaboraram” com a Justiça. Sobre a mãe, que terá morto a criança, o advogado nota que “estava perturbada”.

A Polícia Judiciária de Setúbal refere, em comunicado, que há “fortes indícios da prática do crime de homicídio qualificado” contras as duas irmãs.

A mesma nota refere que o crime terá ocorrido por volta das 21:30 horas de segunda-feira, quando “na sequência do parto de uma menina, a progenitora, com a colaboração da irmã gémea, golpeou a recém-nascida com uma arma branca, provocando-lhe morte imediata”.

O director da PJ de Setúbal, Vítor Paiva, refere à Lusa que as provas recolhidas permitiram concluir que as facadas que vitimaram a criança recém-nascida foram desferidas pela mãe. Mas também acrescentou que a irmã gémea revelou igualmente “condutas relevantes em termos criminais”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Este crime nao consigo encaixar… como é que alguém espeta uma faca num bebé recém nascido?
    Espero que apodreçam na cadeia…

  2. E como de costume vão ser meiguinhos com estas mulheres que nem bichos são. Não há pena que compense o ato que cometeram. Inventem o pior, por favor!!!! Cortadas aos pedaços na praça publica?

  3. Tantas mulheres que não conseguem ter filhos, que dariam tudo para passar pela experiência da maternidade… e estas cabras do monte, além de todos os outros maus nomes possíveis que me passam pela cabeça, fazem uma coisa destas!!!???

RESPONDER

"Mário Centeno está a perder influência no Governo". Os (maus) sinais para o Orçamento de Estado 2020

A proposta de Orçamento do Estado para 2020 [OE 2020] vai ser apresentada daqui a uma semana e alguns economistas antecipam os riscos do documento, falando de uma "situação potencialmente perigosa para as contas públicas" …

Utilizadores russos do Reddit terão divulgado documentos comprometedores sobre o Brexit

A rede social Reddit anunciou ter concluído que utilizadores russos estiveram na origem da divulgação de documentos confidenciais do governo britânico sobre as negociações comerciais do Brexit. O Reddit anunciou, num comunicado citado pela Associated Press, …

Concorrência quer novas regras para fidelizações nas telecomunicações

A Autoridade da Concorrência (AdC) quer mudanças nas regras impostas pelas operadoras de telecomunicações nos contratos de fidelização. Segundo um relatório da AdC, ao qual o Jornal de Negócios teve acesso e que será esta segunda-feira …

Se Trump fosse julgado perante um júri, seria condenado "em três minutos"

Caso o processo de impeachment avance, e Trump seja apresentado perante um júri, Jerry Nadler acredita que o presidente norte-americano seria considerado culpado "em três minutos". O presidente da comissão de Justiça da Câmara dos Representantes, …

Sangue, lágrimas e crianças escoltadas na primeira despromoção da história do Cruzeiro

O Cruzeiro desceu de divisão pela primeira vez na sua história. O último jogo do campeonato, que selou a despromoção, ficou marcado por episódios violentos entre adeptos e polícia. O cenário vivido no 'Mineirão', este domingo, …

Movimento "Convergência" prepara moção para convenção do Bloco (mas rejeita cisão)

Largas dezenas de elementos do Bloco de Esquerda (BE) estiveram reunidos para preparar uma moção para apresentar na próxima convenção do partido, mas rejeitam estar a criar uma nova tendência ou a preparar uma cisão. João …

Empresário lesou Fisco em 60 milhões, mas não tem de devolver nada

Um empresário do setor do ouro condenado a sete anos de prisão por fraude fiscal agravada não terá de devolver nenhuma parte dos 60 milhões de euros de prejuízo que deu ao Estado por não …

Maioria das pistolas Glock roubadas da PSP pode ter estado sempre com a polícia

Luís Gaiba defende que a contagem do armamento não estava atualizada e que, por isso, a maioria das armas alegadamente desaparecidas pode nunca ter saído da posse da polícia. O agente Luís Gaiba, suspeito do roubo …

Rússia banida dos Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos

A Rússia foi banida, esta segunda-feira, de Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos, na sequência de uma decisão, tomada por unanimidade, do comité da AMA que avalia o cumprimento dos regulamentos. A Rússia foi excluída dos …

Governo chinês bane compras públicas de computadores e software estrangeiros

O Governo chinês ordenou que todos os escritórios governamentais e instituições públicas removam computadores e software estrangeiros, ao longo dos próximos três anos, depois da decisão de Washington de banir aquisição de equipamentos da Huawei. A …