/

Rio tentado a recandidatar-se por temer pelo futuro do PSD

1

Ricardo Castelo / Lusa

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio

O atual líder do PSD, Rui Rio, pondera uma recandidatura ao cargo por temer pelo futuro do partido, escreve o jornal Público esta sexta-feira.

Rui Rio pouco ou nada tem revelado sobre a decisão: desde as legislativas de 6 de outubro que o social democrata esta “em ponderação”. E nem o avanço de Luís Montenegro, antigo líder parlamentar de Pedro Passos Coelho, alterou esta situação.

De acordo com o jornal Público, para uma eventual candidatura vão pesar dois fatores: questões pessoais, como o desgaste, mas também as questões políticas.

No âmbito político, Rio teme pelo futuro do partido, havendo o receio sobre a natureza que o PSD assumirá no futuro e a possibilidade de a força política ficar subjugada a interesses instalados. De acordo com o matutino, Rio pondera candidatar-se por sentir que essa é a sua responsabilidade e para não defraudar as expectativas daqueles que o apoiaram.

“O PSD corre o risco de ficar esfrangalhado”, avisou Manuel Ferreira Leite, antiga líder dos sociais democratas, em entrevista à TVI 24, dando conta do que poderá acontecer caso o atual líder do PSD não se candidate.  “Se Rui Rio não continuar, o PSD esfrangalha-se. Porque isto que ele conseguiu não vejo agora no horizonte que possa consegui-lo”, disse a antiga secretária-geral do PSD e ministra da Educação e Finanças.

O Público observa ainda que Rio, que reúne apoios para uma eventual recandidatura junto dos seus apoiantes mais próximos e da comissão política nacional, parece não ter pressa em decidir: não há ainda data para que o conselho nacional analise os resultados eleitorais e marcar eleições e congresso.

Sabe-se, contudo, que o encontro vai decorrer em Bragança, distrito onde o PSD recolheu mais votos nas legislativas. Ainda assim, a decisão não agradou a oposição interna, segundo conta o Público, que considera que a escolha, um local distante dos grandes centros urbanos, é uma forma de dissuadir a participação de muitos conselheiros nacionais.

Para já, estão já confirmadas as candidaturas de Luís Montenegro e Miguel Pinto Luz, que anunciou esta sexta-feira, através de um vídeo do YouTube, que vai entrar na corrida pela cadeira de Rui Rio.

O PSD de Rui Rio obteve no passado dia 6 o pior resultado do partido em Legislativas dos últimos 20 anos, mas apenas em percentagem, já que conseguiu eleger mais deputados do que Pedro Santana Lopes em 2005. Contados os votos dos emigrantes, os sociais-democratas obtiveram 27,76% dos votos, correspondentes a 79 deputados.

O jornal Observador avançou, na quinta-feira, que Rio pode vir a acumular as funções de líder do partido e líder parlamentar. O objetivo passa por evitar divisões na bancada e esvaziar a oposição de Luís Montenegro.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.