Ao contrário dos países vizinhos, funerárias da Noruega têm quebra no negócio (e até recorrem ao apoio do Estado)

Nos países vizinhos, a mortalidade relacionada direta ou indiretamente com a covid-19 aumentou. Porém, na Noruega, a tendência foi contrária. As funerárias viram uma quebra tão grande no negócio que até tiveram de recorrer aos apoios extraordinários do Estado.

De acordo com o jornal espanhol La Vanguardia, muitas funerárias da Noruega estão a atravessar uma crise no contexto da pandemia de covid-19, ao contrário das funerárias dos países vizinhos.

Algumas funerárias norueguesas foram obrigadas a recorrer aos apoios extraordinários do Estado devido à quebra de faturação, uma vez que, na Noruega, a mortalidade desceu – ao contrário dos outros países, onde a pandemia de covid-19 a fez subir.

Durante o primeiro semestre de 2020, o número de mortos foi o mais baixo das últimas duas décadas. “Parou tudo, incluindo os vírus”, disse Erik Lande, da funerária Landes Begravelsesbyrå. “Pessoas que de forma natural teriam morrido de gripe não contraíram a doença. Tivemos uma diminuição de 45% de mortes”.

“Tivemos um bom janeiro, um relativamente bom fevereiro, mas em março, de repente, tudo parou“, disse Odd Øie, de uma funerária de Ålesund, cujas perdas ascenderam a 30% em comparação com o primeiro semestre do ano anterior.

A gestão da pandemia terá contribuído para um baixo número de mortos por covid-19. A Noruega, que tem 5,4 milhões de habitantes, registou 9.028 infetados e 255 mortos. Além disso, a gestão da pandemia terá ajudado a controlar melhor outras doenças infeciosas.

O fenómeno poderá explicar-se com a maior informação e cuidados da população a protegerem da covid-19 e com as medidas de contenção da pandemia, como o confinamento dos mais velhos e a adoção de regras de distanciamento social.

As medidas de distanciamento social, que ditaram a limitação de pessoas nas cerimónias fúnebres, também contribuíram para a descida da faturação, uma vez que representa uma diminuição de mais de 50% no preço de um funeral.

A Noruega é dos países europeus que mais respondeu à pandemia de forma mais eficaz, tendo registado 47 mortos por milhão de habitantes de habitantes. Em 12 de março, com 500 casos detetados e um morto, iniciou medidas de contenção rigorosas: confinamento, encerramento de escolas, estabelecimentos comerciais, cancelamento de atividades culturais e desportivas, limitação de entradas e saídas do país e testagem massiva.

Atualmente, o país tem 635 casos ativos e apenas um em estado grave.

O país reabriu a fronteira com a Dinamarca, Finlândia e Islândia a 15 de junho e pondera levantar a proibição de entrada a outros países do espaço Schengen a 20 de julho. O setor do turismo tem apelado à reabertura com a Alemanha, país de origem de um quarto dos turistas que entram na Noruega no verão.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Novo método permite que painéis solares produzam mil vezes mais energia

Um novo método permite que os painéis solares produzam mais energia do que é habitual. A técnica passa pelo uso de cristais ferroelétricos, em vez de silício. Os investigadores da Martin Luther University Halle-Wittenberg (MLU) descobriram …

"Solo ciborgue" revela a metrópole microbiana secreta debaixo dos nossos pés

Uma equipa de investigadores criou um "solo ciborgue" para poder estudar como é que é a vida dos micoorganismos no solo debaixo dos nossos pés. Cave uma colher de chá do solo mais próximo e o …

Graças a Eunice Foote, cientistas já compreendiam as alterações climáticas em 1856

Há quase dois séculos, os cientistas já sabiam o que causava as alterações climáticas graças ao trabalho da cientista norte-americana Eunice Foote. Muito antes da atual divisão política sobre as alterações climática, e mesmo antes da …

Em Sydney, as cacatuas aprenderam a assaltar caixotes do lixo. A técnica já é popular

A técnica é simples: agarrar a tampa do caixote do lixo com o bico, abri-la, e em seguida arrastar as patas de modo a colocar a tampa para trás. Em Sidney, este é o método …

Bolsonaro já ameaçou um golpe militar. Brasileiros temem agora que esteja a planear um

Há mais de duas décadas, Jair Bolsonaro ameaçou que faria um gole militar se fosse Presidente. Agora, os brasileiros temem que ele cumpra com a sua "promessa". Numa entrevista televisiva de 1999, o então deputado Jair …

Descoberta de naufrágios da Segunda Guerra pode estimular turismo subaquático em Itália

Quem visitar o sul de Itália no futuro poderá vir a contar com uma nova atividade. A recente descoberta de quarenta naufrágios na costa da ilha de Lampedusa poderá dar origem a uma nova oportunidade …

Costa diz que recuperação económica tem de ser feita "com os olhos postos no futuro"

O primeiro-ministro salientou, este domingo, que a recuperação económica do país "tem de ser feita com os olhos postos no futuro", considerando essencial assegurar condições às novas gerações para se autonomizarem. "A recuperação económica tem de …

Centenas de vendedores de rua na Índia são milionários em segredo

O Fisco indiano descobriu que centenas de vendedores de rua são milionários em segredo. Estes comerciantes foram apanhados a fugir aos impostos. Quando pensamos em milionários, provavelmente imaginamos uma pessoa com uma grande mansão, carros desportivos …

Portugal com mais oito mortes e 2625 novos casos de covid-19

Portugal registou, este domingo, mais oito mortes e 2625 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 2625 novos …

"Cabrita transformou-se numa espécie de ministro sempre em pé", diz líder do CDS

O líder do CDS-PP disse, este sábado, que o país já não confia no ministro da Administração Interna, a quem apelidou de "ministro sempre em pé", adiantando que já se fazem apostas sobre quando será …