Ao contrário dos países vizinhos, funerárias da Noruega têm quebra no negócio (e até recorrem ao apoio do Estado)

Nos países vizinhos, a mortalidade relacionada direta ou indiretamente com a covid-19 aumentou. Porém, na Noruega, a tendência foi contrária. As funerárias viram uma quebra tão grande no negócio que até tiveram de recorrer aos apoios extraordinários do Estado.

De acordo com o jornal espanhol La Vanguardia, muitas funerárias da Noruega estão a atravessar uma crise no contexto da pandemia de covid-19, ao contrário das funerárias dos países vizinhos.

Algumas funerárias norueguesas foram obrigadas a recorrer aos apoios extraordinários do Estado devido à quebra de faturação, uma vez que, na Noruega, a mortalidade desceu – ao contrário dos outros países, onde a pandemia de covid-19 a fez subir.

Durante o primeiro semestre de 2020, o número de mortos foi o mais baixo das últimas duas décadas. “Parou tudo, incluindo os vírus”, disse Erik Lande, da funerária Landes Begravelsesbyrå. “Pessoas que de forma natural teriam morrido de gripe não contraíram a doença. Tivemos uma diminuição de 45% de mortes”.

“Tivemos um bom janeiro, um relativamente bom fevereiro, mas em março, de repente, tudo parou“, disse Odd Øie, de uma funerária de Ålesund, cujas perdas ascenderam a 30% em comparação com o primeiro semestre do ano anterior.

A gestão da pandemia terá contribuído para um baixo número de mortos por covid-19. A Noruega, que tem 5,4 milhões de habitantes, registou 9.028 infetados e 255 mortos. Além disso, a gestão da pandemia terá ajudado a controlar melhor outras doenças infeciosas.

O fenómeno poderá explicar-se com a maior informação e cuidados da população a protegerem da covid-19 e com as medidas de contenção da pandemia, como o confinamento dos mais velhos e a adoção de regras de distanciamento social.

As medidas de distanciamento social, que ditaram a limitação de pessoas nas cerimónias fúnebres, também contribuíram para a descida da faturação, uma vez que representa uma diminuição de mais de 50% no preço de um funeral.

A Noruega é dos países europeus que mais respondeu à pandemia de forma mais eficaz, tendo registado 47 mortos por milhão de habitantes de habitantes. Em 12 de março, com 500 casos detetados e um morto, iniciou medidas de contenção rigorosas: confinamento, encerramento de escolas, estabelecimentos comerciais, cancelamento de atividades culturais e desportivas, limitação de entradas e saídas do país e testagem massiva.

Atualmente, o país tem 635 casos ativos e apenas um em estado grave.

O país reabriu a fronteira com a Dinamarca, Finlândia e Islândia a 15 de junho e pondera levantar a proibição de entrada a outros países do espaço Schengen a 20 de julho. O setor do turismo tem apelado à reabertura com a Alemanha, país de origem de um quarto dos turistas que entram na Noruega no verão.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Arqueólogos egípcios encontram cópia de capítulo do "Livro dos Mortos"

Arqueólogos egípcios encontraram, em Sacara, uma cópia do Capítulo 17 do "Livro dos Mortos" numa zona de túmulos próximos da pirâmide do faraó Teti. De acordo com o site Live Science, que cita um comunicado do …

Senado avalia processo de destituição de Trump na semana de 8 de fevereiro

O Senado norte-americano irá ouvir na semana de 8 de fevereiro os argumentos iniciais do processo de destituição de Donald Trump por incitamento dos recentes motins do Capitólio, anunciou o senador democrata Chuck Schumer. "Todos queremos …

Portugal é o país do mundo com mais mortes. Vacinas da AstraZeneca vão chegar com atraso

Pela primeira vez, desde o início da pandemia da covid-19, Portugal é o país com maior número de vítimas mortais e mais casos de infeção por milhão de habitantes em todo o mundo. Más notícias, …

Fóssil de dinossauro dá novas pistas sobre como estes animais acasalavam

É verdade que já sabemos muitas coisas sobre dinossauros – como eram, o que comiam e a causa da sua extinção. Mas nenhum fóssil nos permitiu ainda perceber coisas tão simples como, por exemplo, em que …

Itália bloqueia TikTok após morte de menina de 10 anos em desafio na rede social

A rede social TikTok foi hoje bloqueada temporariamente em Itália, para utilizadores cuja idade não está confirmada, na sequência da morte de uma menina de 10 anos que participava num desafio naquela plataforma. A Autoridade para …

Infetados ocupam mais de metade das camas das UCI. Hospital de campanha de Lisboa recebe primeiros doentes

Os dados são do boletim divulgado esta sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde, mas reportam-se às 24 horas anteriores, nos cuidados intensivos estavam internados 715 doentes com covid. O hospital de campanha de Lisboa está pronto …

Circular entre concelhos, só para ir votar. A partir de hoje deixa de haver missas

As medidas decretadas pelo Governo para travar o avanço da pandemia em Portugal têm novas diretrizes. Num fim de semana de eleições presidenciais existem exceções para ir votar. Desde as 20h de ontem, e até às …

Nova terapia genética tratou mieloma múltiplo em ratos

Uma equipa de cientistas desenvolveu uma nova terapia genética que conseguiu tratar o mieloma múltiplo em ratos. Após duas semanas, os ratos já mostravam melhorias. O mieloma múltiplo é um cancro com origem nos plasmócitos da …

Golo polémico de Bernardo Silva: "As pessoas deveriam conhecer as leis do futebol"

Rodri estava em posição irregular quando o seu companheiro de equipa colocou a bola na frente. Mas como houve interferência de um defesa na jogada... A explicação e o "recado" de Robbie Savage. O Manchester City …

Um megassatélite em órbita de Ceres daria "um ótimo lar" para seres humanos

Enquanto Elon Musk, CEO da SpaceX, olha para Marte, o físico e astrobiólogo Pekka Janhunen, do Instituto Meteorológico da Finlândia, está de olho no planeta anão Ceres. Seres humanos a viver noutros planetas do Sistema …