André Silva não será caso único. Fundadores do PAN querem “mudança radical”

António Cotrim / Lusa

Os fundadores do PAN consideram que o projeto do partido foi desvirtuado e que quem esteve na sua génese foi “completamente posto de lado”. A chamada “corrente Norte” pode estar a ganhar força.

O porta-voz do PAN, André Silva, anunciou, este domingo, que vai abandonar as suas funções executivas no partido e o lugar de deputado, invocando motivos pessoais e a defesa do princípio da limitação de mandatos.

Além de ter dito que não quer perder “o comboio da paternidade”, o líder do Pessoas-Animais-Natureza recordou que carrega a “forte convicção de que numa democracia saudável as pessoas não devem eternizar-se nos cargos, devendo dar oportunidade a outras”.



Segundo o jornal online Observador, quem conhece bem André Silva estranhou o argumento e, nos corredores do partido, denuncia-se o excesso de protagonismo de uma determinada fação e aposta-se que as saídas não ficarão por aqui.

Fontes próximas dos bastidores do PAN dizem ao jornal digital que a raiz do problema está na “corrente Norte”, como é tratada por alguns militantes, que já se faz sentir há alguns meses.

O partido deu os primeiros passos nesta região do país e, até hoje, há quem nas estruturas não concorde com o estabelecimento da sede do partido na capital, o que tem provocado ondas de choque internas.

No início de fevereiro, recorde-se, António Santos, Pedro Taborda e Fernando Leite, três fundadores do PAN, tornaram pública uma carta dirigida a André Silva, na qual o acusavam de ter transformado o partido numa “anedota inofensiva”.

O porta-voz do PAN desmentiu, porém, qualquer relação entre a sua saída e esta carta entretanto publicada. “Não pesou absolutamente nada”, afirmou.

Membros do partido asseguram ao Observador que a saída de André Silva pode ter sido apenas uma forma de antecipar um desfecho anunciado. Isto porque a “corrente Norte” já tomou a iniciativa de tentar uma “maioria de delegados na Comissão Política Nacional”, através do apoio de novos filiados, e estará assim a tentar garantir um maior controlo no partido.

Neste cenário, o atual porta-voz pode não ser a única pessoa a sair. A líder parlamentar Inês Sousa Real, que não exclui uma eventual candidatura à liderança, poderá estar assim numa situação delicada por não pertencer à corrente fundadora do partido.

O Observador sabe, porém, que a deputada não vai sair sem dar luta e estará já a fazer contactos para formar uma lista a apresentar ao Congresso, que vai acontecer em junho.

A verdade é que o perfil da deputada não convence alguns dos fundadores do partido. É o caso de Pedro Taborda que, ao jornal online, disse que Sousa Real “é mais do mesmo” e que o PAN precisa de uma mudança radical de rumo“.

Taborda acrescentou que o projeto do partido foi desvirtuado e que quem esteve na sua génese foi “completamente posto de lado”, estando a assistir à “palhacização” do PAN.

Sobre a saída de André Silva em junho, Taborda não esteve com rodeios: “Encontrou uma maneira cobarde de escapar ao contraditório. É uma saída airosa para um mero floreado”.

O fundador do partido disse ainda que “está em cima da mesa” a possibilidade de apresentar uma lista à liderança.

António Santos, o filiado número um, tem, por sua vez, uma visão mais otimista do trabalho das deputadas Inês Sousa Real e Bebiana Cunha e considera que serão capazes de voltar a colocar o PAN no caminho da proteção dos animais e do ambiente.

“Acho que há condições para o partido retomar a sua matriz. Mas não basta ser uma pessoa, tem que ser o partido a reconhecer e centrar-se naquilo para o qual foi criado, essa vertente animal”, declarou.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Marinha dos EUA está a desenvolver drones para matar ovos em ninhos de pássaros selvagens

A Marinha norte-americana e a empresa Hitron Technologies uniram esforços para desenvolver um drone autónomo projetado especificamente para procurar e destruir o maior inimigo da Marinha: os pássaros. Os drones, que estão já a ser testados …

Cientistas criam hologramas que se movem pelo ar

Uma equipa de cientistas da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, conseguiu desenvolver um holograma que projeta imagens em movimento. Se é fã de Star Treck, ficará impressionado com a mais recente inovação. Um grupo de …

Gangue detido por falsificar a especiaria mais cara do mundo

As autoridades espanholas detiveram um gangue que fazia milhões de euros por ano a falsificar a especiaria mais cara do mundo: o açafrão. Os 17 membros da quadrilha foram detidos na região de Castela-Mancha. Os criminosos …

Santuário medieval recebe escultura em pedra que usa máscara contra a covid-19

Uma catedral histórica do Reino Unido renovou um santuário do século XIV, acrescentando um detalhe que coloca em evidência o momento pandémico que o mundo vive. Agora, a nova escultura está a usar uma máscara …

Aos 10 anos, Adewumi chegou à elite mundial do xadrez (e fugiu ao Boko Haram)

Tanitoluwa Adewumi foi perseguido pelo Boko Haram, fugiu da Nigéria e foi sem-abrigo nos Estados Unidos. Agora, com apenas 10 anos, chegou à elite mundial do xadrez. Grande Mestre é um dos títulos vitalícios concedidos pela …

Hegemonia económica da China cada vez mais longe. Queda demográfica coloca Pequim sob pressão

O objetivo do país é tornar-se na maior potência económica do mundo nos próximos anos, mas a corrida pela hegemonia - disputada com os EUA - pode não ser uma meta fácil de alcançar. O …

Miss Universo 2021. Concorrente da Singapura usa roupa com o slogan "Stop Asian Hate"

Bernadette Belle Ong, uma concorrente do Miss Universo 2021, vestiu uma roupa com as cores de Singapura que continha as palavras Stop Asian Hate ("parem com o ódio contra os asiáticos"). Bernadette Belle Ong aproveitou o …

A Índia está a tornar quase impossível a vacinação dos sem-abrigo

A Índia está a dificultar o processo de vacinação dos sem-abrigo, uma vez que o programa requer um número de telemóvel e uma morada residencial. Muitas pessoas não têm nem um, nem outro.  Na Índia, quase …

Violência contra as mulheres é "uma pandemia", alerta ONU

Uma década após a criação da Convenção de Istambul, o marco dos tratados de direitos humanos para acabar com a violência de género, as mulheres enfrentam um ataque global aos seus direitos e segurança, alertaram …

Já se sabe qual a ocasião mais perdida do ano devido à pandemia (e há uma campanha para compensar)

Tomar um café com um amigo ou um familiar é o momento mais perdido do último ano devido à pandemia de covid-19. Nos últimos 12 meses, e em todas as cidades europeias, estima-se ter havido …