Funcionários judiciais querem paralisar tribunais. Inspetores da PJ fazem ultimato

Manuel de Sousa / Wikimedia

Palácio da Justiça / Tribunal da Relação do Porto

A paralisação de cinco dias alternados começa esta terça-feira e vai até 12 de julho. Os inspetoras da PJ dizem que também fazem greve se não obterem resposta da ministra até ao fim de semana.

Esta terça-feira, os oficiais de justiça iniciam uma greve de cinco dias alternados (a 25 e 28 de junho e a 2, 4 e 12 de julho), com o objetivo de “paralisar os tribunais a 100%”. Segundo António Marçal, secretário-geral do Sindicato dos Funcionários Judiciais (SFJ), é “inadmissível a falta de respeito do Governo para com os oficiais de Justiça”.

A palavra da senhora Ministra da Justiça não está a ser honrada“, disse o sindicalista ao jornal Público.

Segundo o responsável, Francisca Van Dunem, na discussão do Orçamento de Estado para 2019, referiu a integração no vencimento do suplemento de recuperação processual dos oficiais de Justiça – um suplemento de 10% do vencimento, concedido há mais de 20 anos, e já sujeito a tributação em sede de IRS e aos descontos para a CGA, mas não é isso que o Governo pretende fazer.

Querem fazer uma divisão por 14 meses do suplemento recebido nos 11 meses e isso significa uma redução efetiva do vencimento líquido dos oficiais de Justiça, numa altura em que, por exemplo, para os Juízes e Procuradores, o Governo não só passará a pagar 14 meses, como aumentará o valor do subsídio de forma a compensar a questão da tributação”, explicou António Marçal.

O argumento do SFJ é que “os oficiais de justiça estão sujeitos a deveres especiais e trabalham muitas horas para além do horário de trabalho, sem receberem qualquer compensação e, não obstante sustentarem nos seus ombros o Sistema de Justiça, têm vindo a ser sistematicamente tratados como o seu parente pobre”.

Além deste argumento, António Marçal acrescenta que “à conta do não preenchimento de lugares, o Governo está a poupar cerca de 14 milhões de euros por ano”. Assim, o SFJ aponta o dedo ao Governo, afirmando que o Executivo está a “privatizar a Justiça e quem vai pagar é o cidadão”.

“O Governo quer entregar a privados as Execuções em que foi concedido apoio judiciário ao cidadão, saindo estas da esfera pública. O que até agora não tinha qualquer custo para o Estado passará a ser pago pelo Orçamento de Estado aos Solicitadores de Execução”, disse o secretário-geral.

Além dos funcionários judiciais, a Justiça enfrenta também o descontentamento dos inspetores da Polícia Judiciária (PJ), que fizeram um ultimato à ministra: Francisca Van Dunem tem até ao fim da semana para responder ao projeto de revisão estatutária do sindicato.

Citado pelo mesmo jornal, Ricardo Valadas, presidente da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal (ASFIC), disse que, caso não haja resposta da tutela, será iniciada uma greve ao trabalho extraordinário (entre as 17h00 e as 09h00). Em causa ficam as megaoperações.

Os inspectores exigem uma revisão das carreiras, algo que não acontece há 20 anos. Além disso, recusam a proposta do Governo para o novo estatuto da PJ, com cortes salariais que chegam aos 400 euros.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mas alguém vai notar alguma diferença?
    Já não estão paralisados mesmo durante todo o ano?
    Só existem penas suspensas, o criminoso volta sempre para a rua e se for criminoso de milhões nem lhe tocam, aliás até o protegem portanto qual é a diferença mesmo?
    Só se não pagarem enquanto estiverem de greve a aí sim o estado ainda ganha uns milhares pois esta gente paga-se bem para nada fazer!!!

RESPONDER

EUA. Florida recruta insetos para matar plantas invasoras

A Florida, nos Estados Unidos (EUA), está a importar insetos para travar as espécies invasoras que estão a destruir as plantas do Parque Nacional de Everglades. Estes insetos parecem ser menos prejudiciais do que as …

Falcao colocado na órbita do FC Porto

O avançado do Mónaco está a ser apontado pela imprensa francesa como possível reforço do FC Porto. De acordo com o portal Le10Sport, os dragões estão no mercado a tentar garantir a contratação de Radamel Falcao, internacional …

TAP deu prémios em ano de prejuízos quando era totalmente pública

O presidente executivo da TAP disse que os prémios atribuídos relacionam-se com a melhoria de indicadores e que não é a primeira vez que a companhia paga prémios em ano de prejuízos, incluindo quando era …

MP pede à Hungria extensão do Mandado de Detenção Europeu de Rui Pinto

O Ministério Público (MP) pediu à Hungria o alargamento do Mandado de Detenção Europeu (MDE) de Rui Pinto para assim poder acusar o colaborador do Football Leaks por novos factos apurados na investigação relacionada com …

Alcochete. Bruno de Carvalho está na lista internacional de terroristas

Juntamente com os outros 43 arguidos do processo do ataque à Academia de Alcochete, Bruno de Carvalho, antigo presidente do Sporting CP, está na lista internacional de terroristas. A advogada de Fernando Mendes, antigo líder da …

O primeiro golfinho boto-branco ibérico visitou praias de Matosinhos e Porto. Chama-se Gaspar

O primeiro golfinho boto-branco registado na Península Ibérica tem visitado as praias do Porto e de Matosinhos e, além de ser bastante "sociável", os pescadores acreditam tratar-se de uma fêmea por já o terem avistado …

Centro nos EUA com condições "cruéis e ilegais" mantém quase 2 mil crianças detidas

A Amnistia Internacional (AI) denunciou nesta quinta-feira as condições "cruéis e ilegais" em que vivem quase duas mil crianças migrantes, a maior parte desacompanhada, num centro de detenção em Homestead, na Florida, Estados Unidos (EUA), …

Governo vai agravar penalização por uso do telemóvel ao volante

O Governo anunciou esta quinta-feira que está a fazer “alterações cirúrgicas” ao Código da Estrada que passam por agravar a penalização ao uso do telemóvel durante a condução e reduzir o período de notificação das …

Encontrado no Alentejo anfiteatro romano da antiga Lusitânia

O quinto anfiteatro romano conhecido na província da Lusitânia foi identificado por arqueólogos na cidade romana de Ammaia, no concelho de Marvão, no Alto Alentejo. Num comunicado enviado à agência Lusa, a Câmara de Marvão, distrito …

Depois da glória o calvário. Jesus assobiado após eliminação do Flamengo da Copa do Brasil

O Flamengo do português Jorge Jesus foi eliminado nos quartos de final da Copa do Brasil de futebol, ao perder frente ao Athletico Paranaense, por 3-1, nas grandes penalidades, após um empate a 1-1 no …