Função pública sem tolerância de ponto no Ano Novo

Mário Cruz / Lusa

O primeiro-ministro afirmou, esta quarta-feira, que o Governo não vai dar tolerância de ponto no Ano Novo este ano por ser necessário “um período de contenção” para avaliar os efeitos que poderá ter tido o aligeirar das medidas no Natal.

Em declarações aos jornalistas no final da inauguração da nova Unidade de Cuidados Intensivos nível II do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF), na Amadora (Lisboa), António Costa adiantou ainda que, também por esse motivo, “será seguramente prorrogado o atual estado de emergência“.

“A administração central não terá este ano tolerância de ponto. Como sabem, optámos por medidas muito restritivas na passagem de ano, já que no período de Natal felizmente pudemos aligeirar e agora precisamos de um período de contenção para avaliar os resultados”, afirmou.

António Costa considerou que só na segunda semana de janeiro será possível “avaliar o impacto que o Natal teve” no número de casos de covid-19. “Esperamos que não tenha tido o efeito nefasto que teve noutros países, estou confiante que não”, disse.

Questionado sobre o aumento do número de casos registado hoje – 6049 novos casos, o mais alto desde 5 de dezembro -, o primeiro-ministro disse que “muito provavelmente” são a compensação do menor número de testes realizados durante o período natalício.

“Os efeitos verdadeiros do Natal ainda é cedo para os termos presentes, se eles existirem seguramente chegarão entre a próxima semana e a semana seguinte, é só fazer as contas”, disse.

Por essa razão, António Costa manifestou a convicção de que o atual estado de emergência, que termina a 7 de janeiro, “será seguramente automaticamente prorrogado” para que se possam avaliar esses efeitos.

Vamos voltar a ter 15 dias de grande contenção para que tudo possa correr bem”, disse.

A agência Lusa já tinha avançado, esta manhã, que tudo indicava que este ano não haveria tolerância de ponto, uma vez que os sindicatos não tinham recebido ainda qualquer informação nesse sentido.

Para o Ano Novo o Governo decidiu aplicar medidas restritivas a todos os concelhos de Portugal continental, mais apertadas do que no Natal.

Assim, a circulação entre concelhos está proibida a partir das 00h00 de 31 de dezembro e até às 05h00 de 4 de janeiro e o recolher obrigatório no último dia do ano é as 23h00. Além disso, nos dias 1, 2 e 3 de janeiro está proibida a circulação na via pública a partir das 13h00.

No dia 31 de dezembro os restaurantes podem funcionar até às 22h30 e nos dias 1, 2 e 3 de janeiro podem funcionar até as 13h00, exceto para entregas ao domicílio.

No Ano Novo, estão também proibidas as festas públicas ou abertas ao público, bem como os ajuntamentos na via pública com mais de seis pessoas.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

“Não acho que o CDS esteja a viver uma crise interna”, diz Francisco Rodrigues dos Santos

O presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, defendeu esta segunda-feira que a situação interna que o partido atravessa, com congresso eletivo marcado para o final de dezembro, "não é uma crise, é a democracia …

Em sessão acesa, primeiro-ministro polaco diz ao Parlamento Europeu que o país não cederá a chantagens

Guerra de palavras entre representantes do governo polaco e as instituições europeias tem vindo a escalar ao longo das últimas semanas, depois de o Tribunal Constitucional do país ter determinado que a lei nacional se …

China nega lançamento de míssil hipersónico - mas Estados Unidos estão “muito preocupados”

Em agosto, a China terá lançado um míssil com capacidade nuclear. Os Estados Unidos mostram-se muito preocupados com este tipo de atividade. Segundo noticia o Financial Times, o míssil terá sido lançado pelos militares chineses num …

O ex-Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Trump luta para manter sob sigilo documentos sobre ataque ao Capitólio (e avança para tribunal)

Donald Trump processou a comissão do Congresso responsável pela investigação do ataque ao Capitólio, alegando que fez um pedido ilegal dos seus registos da Casa Branca. O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump entrou com uma …

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva, o governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, e o presidente do Partido Social Democrata, Rui Rio

Rio defendeu, Rangel atirou, Balsemão marcou e Montenegro fez o relato. A luta interna do PSD fez-se nas entrelinhas da posse de Moedas

Podia ter sido um jogo de futebol, mas foi só a tomada de posse de Carlos Moedas. Na Praça do Município, em Lisboa, Rio defendeu ao não ter notado a presença de um dos protagonistas …

Proposta Coba Consultores para nova ponte sobre o Douro

Nova ponte do Porto já tem desenho conhecido. Vai servir para metro, ciclovia e peões

A Metro do Porto recebeu 28 propostas para o concurso público de elaboração de projeto e execução da nova ponte sobre o rio Douro. Já foram selecionadas as três melhores. Esta segunda-feira, foram apresentados os três …

AC Milan não esconde: jogos com o FC Porto serão decisivos

Italianos recordam que vão defrontar uma equipa que está quase sempre presente na Liga dos Campeões. "Os nossos dois jogos contra o FC Porto vão ser decisivos para a classificação final do grupo". O treinador do …

Aristides de Sousa Mendes no Panteão Nacional. "Aqui permanecerá até ao fim dos tempos, se os tempos tiverem fim"

O antigo cônsul português Aristides de Sousa Mendes, que salvou milhares de judeus do regime nazi, recebe hoje honras de Panteão Nacional, em Lisboa, através de um túmulo sem corpo. Esta cerimónia acontece 67 anos após …

Besiktas avisa os adeptos: "Contra o Sporting...não se sentem nas escadas!"

Turcos e portugueses chegam à terceira jornada na Liga dos Campeões com zero pontos. "Isto não é um caminho fácil", admite o treinador Sergen Yalçın. Um dos primeiros jogos da terceira jornada da Liga dos Campeões …

Real Madrid está disposto a oferecer Hazard por Salah

Mohamed Salah, uma das estrelas do plantel do Liverpool, está a ser adorado pelo Real Madrid. Os merengues estão a pensar apresentar uma proposta que envolve Eden Hazard. Mohamed Salah termina contrato com o Liverpool em …