Carlos César: Firmar um acordo com o Bloco descriminaria os restantes partidos de esquerda

António Cotrim / Lusa

O dirigente socialista Carlos César mostrou-se esta quarta-feira confiante que o novo Governo será para quatro anos, considerando ainda que firmar um acordo com o Bloco de Esquerda seria discriminar os restantes partidos de esquerda.

Considerando que apenas numa situação de “bloqueio” é que o novo Governo socialista deveria sair do poder, Carlos César disse acreditar que o novo Executivo, que António Costa apresentou esta semana ao Chefe de Estado, durará os quatro anos de legislatura.

“A penalização sobre quem ponha em causa a estabilidade política é muito grande por parte dos portugueses (…) Os portugueses não iriam achar graça nenhuma a quem disse ‘deem-me votos para eu segurar este Governo’ e depois deixá-lo cair”, disse, em entrevista à RTP, dando conta que os eleitores não aceitariam bem que o PS deixasse cair o Governo.

Quanto a uma eventual queda do Governo e realização de eleições antecipadas, o socialista considerou que o PS não o deve fazer. “não o deve fazer, a não ser que estivéssemos numa situação de bloqueio. Esses jogos por meras questões eleitorais também seriam penalizados certamente pelo eleitores”, apontou.

Na mesma entrevista, falou dos antigos parceiros de “geringonça”. O PCP, recorde-se, recusou firmar qualquer acordo de legislatura com o PS; o Bloco, por sua vez, mostrou disponibilidade para os dois cenário: um acordo escrito ou aprovação de medida a medida, apesar de afirmar que preferia que um acordo fosse firmado.

“Aquilo que o PCP nos disse, basicamente foi assim: com acordo escrito ou sem acordo escrito o que vale é a nossa palavra. E estamos disponíveis para sem papéis fazermos aquilo que antes fazíamos”, afirmou, antes de dizer que assinar um acordo com o Bloco era discriminar os restantes partidos de esquerda.

“Fazer um acordo com o Bloco de Esquerda era um pouco como fazer uma coligação de interesses à margem dos restantes partidos que também estávamos a tentar convocar para estes próximos anos”, disse.

A mesma posição foi afirmada por Carlos César aos microfones da TSF: “Não rejeitámos o entendimento com o Bloco de Esquerda, optámos por uma das hipóteses que nos foram dadas (…) Se fizéssemos acordo com o Bloco de Esquerda, estaríamos a discriminar os restantes partidos de esquerda“.

Quanto às Presidenciais, que se realizam no próximo ano, Carlos César disse que o atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, é um forte candidato a receber o apoio do PS, notando, contudo, que este apoio não está garantido, precisando de ser avaliado aquando a apresentação de uma eventual candidatura de Marcelo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Filme fantástico". Novo livro revela cartas entre Kim Jong-un e Donald Trump

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu relacionamento com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como um “filme fantástico”, segundo os editores de um livro a ser publicado, que revela a correspondência entre …

Grupo avisa Bruxelas que Portugal pode tornar-se ilha ferroviária na Europa

Um grupo de portugueses ligados ao setor ferroviário alertou a comissária europeia dos Transportes para a possibilidade de Portugal se tornar uma ilha ferroviária na Europa devido ao atraso em adotar "a bitola europeia" nas …

China encontra traços do coronavírus em asas de frango importadas do Brasil

Traços do novo coronavírus foram encontrados em asas de frango importadas do Brasil, na cidade de Shenzhen, no sul da China, noticiou, esta quinta-feira, um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). Os traços foram detetados …

Denúncia de Rui Pinto leva a congelamento de conta bancária da Doyen

Oito milhões de euros que estavam numa conta bancária do fundo de investimento Doyen foram congelados pelas autoridades portuguesas. Uma denúncia do whistleblower português Rui Pinto levou o fundo a ser investigado por suspeitas de fraude …

Preocupado com a Bielorrúsia, Macron ligou a Putin (e aproveitaram para falar da vacina russa)

O Presidente francês, Emmanuel Macron, manifestou esta quarta-feira ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, "uma preocupação muito grande" quanto à situação na Bielorrússia após a reeleição do chefe de Estado autoritário bielorrusso, Alexander Lukashenko. Segundo indicou …

Obras do Hospital Militar de Belém custaram mais do triplo do valor estimado

As obras no Hospital Militar de Belém, em Lisboa, custaram mais do valor inicialmente estimado, avançou o Diário de Notícias esta quarta-feira. De acordo com o jornal, estava inicialmente previsto que a reabilitação de três …

Autópsia a Valentina revela descolamento do crânio

A autópsia a Valentina, a menina de 9 anos encontrada morta na serra D’el Rei, em Peniche, distrito de Leiria, em meados de maio, revela descolamento do crânio, avança esta quinta-feira o Correio da Manhã. …

Rio pede "coerência" na lotação do Avante e faz comparação com estádios

O líder do PSD pronunciou-se sobre a lotação da festa do Avante, lembrando que, se for reduzida para metade, isso é o mesmo que os estádios do FC Porto ou do Sporting estarem cheios. Na sua …

Juiz Carlos Alexandre desiste de queixa contra Rui Pinto

A proposta do Ministério Público (MP) para que o pirata informático não continuasse a ser investigado dependia da autorização do "super-juiz", avança o Correio da Manhã. De acordo com o Correio da Manhã, o juiz Carlos …

Surto na Nova Zelândia faz 17 novas infeções (e não se sabe de onde veio)

Após 102 dias sem casos de covid-19, a Nova Zelândia registou um novo surto na sua maior cidade, Auckland. O número de infeções subiu para 17, mas não se sabe de onde veio. De acordo com …