Carlos César: Firmar um acordo com o Bloco descriminaria os restantes partidos de esquerda

António Cotrim / Lusa

O dirigente socialista Carlos César mostrou-se esta quarta-feira confiante que o novo Governo será para quatro anos, considerando ainda que firmar um acordo com o Bloco de Esquerda seria discriminar os restantes partidos de esquerda.

Considerando que apenas numa situação de “bloqueio” é que o novo Governo socialista deveria sair do poder, Carlos César disse acreditar que o novo Executivo, que António Costa apresentou esta semana ao Chefe de Estado, durará os quatro anos de legislatura.

“A penalização sobre quem ponha em causa a estabilidade política é muito grande por parte dos portugueses (…) Os portugueses não iriam achar graça nenhuma a quem disse ‘deem-me votos para eu segurar este Governo’ e depois deixá-lo cair”, disse, em entrevista à RTP, dando conta que os eleitores não aceitariam bem que o PS deixasse cair o Governo.

Quanto a uma eventual queda do Governo e realização de eleições antecipadas, o socialista considerou que o PS não o deve fazer. “não o deve fazer, a não ser que estivéssemos numa situação de bloqueio. Esses jogos por meras questões eleitorais também seriam penalizados certamente pelo eleitores”, apontou.

Na mesma entrevista, falou dos antigos parceiros de “geringonça”. O PCP, recorde-se, recusou firmar qualquer acordo de legislatura com o PS; o Bloco, por sua vez, mostrou disponibilidade para os dois cenário: um acordo escrito ou aprovação de medida a medida, apesar de afirmar que preferia que um acordo fosse firmado.

“Aquilo que o PCP nos disse, basicamente foi assim: com acordo escrito ou sem acordo escrito o que vale é a nossa palavra. E estamos disponíveis para sem papéis fazermos aquilo que antes fazíamos”, afirmou, antes de dizer que assinar um acordo com o Bloco era discriminar os restantes partidos de esquerda.

“Fazer um acordo com o Bloco de Esquerda era um pouco como fazer uma coligação de interesses à margem dos restantes partidos que também estávamos a tentar convocar para estes próximos anos”, disse.

A mesma posição foi afirmada por Carlos César aos microfones da TSF: “Não rejeitámos o entendimento com o Bloco de Esquerda, optámos por uma das hipóteses que nos foram dadas (…) Se fizéssemos acordo com o Bloco de Esquerda, estaríamos a discriminar os restantes partidos de esquerda“.

Quanto às Presidenciais, que se realizam no próximo ano, Carlos César disse que o atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, é um forte candidato a receber o apoio do PS, notando, contudo, que este apoio não está garantido, precisando de ser avaliado aquando a apresentação de uma eventual candidatura de Marcelo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

É oficial. Cotrim Figueiredo é candidato à liderança da Iniciativa Liberal

O deputado único da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim Figueiredo, confirmou este domingo que vai candidatar-se à presidência do partido na Convenção Nacional marcada hoje para “7 ou 8 de dezembro, algures na região centro”. “No …

Ponte colapsa em Toulouse. Há pelo menos um morto

Uma ponte colapsou, esta segunda-feira de manhã em Toulouse, em França, provocando a morte de pelo menos uma pessoa. A ponte suspensa sobre o rio Tarn, na cidade de Mirepoix-sur-Tarn, caiu esta manhã. Um carro e …

ADN revelou quem teve casos extraconjungais nos últimos 500 anos

Os cientistas revelaram que membros da sociedade tinham mais probabilidade de ter filhos fora do casamento ao estudar o ADN de pessoas da Europa ocidental nos últimos 500 anos. A densidade populacional do local onde uma …

O Ártico pode ficar sem gelo no verão de 2044

As mudanças climáticas provocadas pelo Homem estão muito perto de tornar o Ártico livre de gelo, já a partir do verão de 2044. Um artigo científico, publicado recentemente na Nature Climate Change por investigadores da Universidade …

Estamos sozinhos no Universo? Cientistas detalham que exoplanetas poderiam albergar vida

Através da modelagem climática, uma equipa de cientistas da Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos, apontou que tipo de planetas têm maior probabilidade de serem habitáveis. A descoberta pode ajudar os astrónomos a selecionar áreas …

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …