Bispo diz que as festas no Panteão são como “os bacanais romanos nos cemitérios”

Jose Carlos Babo / Flickr

A Igreja de Santa Engrácia, Panteão Nacional, em Lisboa

O jantar de encerramento da Web Summit no Panteão Nacional continua a motivar críticas. Desta vez é o Bispo emérito de Beja que diz que fazer festas naquele monumento nacional é como realizar “bacanais nos cemitérios”.

As declarações do Bispo emérito de Beja, D. António Vitalino, foram recolhidas pelo jornal Correio da Manhã à entrada para a Assembleia Plenária da Conferência Episcopal, em Fátima. “Os romanos realizavam bacanais nos cemitérios, mas o nosso povo não tem esses hábitos”, disse o Bispo ao jornal.

“É lá que estão sepultados alguns dos mais ilustres da nossa História e encontram-se lá porque conquistaram em vida honras de destaque para além da morte. Não me parece que a melhor forma de homenagearmos essas grandes figuras seja através da realização de jantares”, acrescentou D. António Vitalino.

Jantar no Palácio da Ajuda rendeu 14 mil euros

Entretanto, a polémica do Panteão Nacional estende-se a outros monumentos nacionais que, nos últimos anos, têm acolhido vários eventos privados.

Nesse mesmo dia do jantar da Web Summit no Panteão, o Palácio Nacional da Ajuda acolheu um evento de uma empresa de vinhos italiana, a Di Meo. O Público revela que o aluguer do espaço rendeu à Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) 14 mil euros.

No total, nos últimos dois anos, diz o CM, aquela entidade recebeu 877 mil euros pelo aluguer de 23 edifícios, entre museus, monumentos e palácios nacionais. Em 2015, a receita obtida terá sido de 458 mil euros, enquanto em 2016, o valor situou-se nos 419 mil euros.

O equipamento que mais receitas rendeu foi o Mosteiro dos Jerónimos, monumento que  já esteve envolvido em polémica, devido a festas privadas lá realizadas que estão a ser investigadas pelas autoridades.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Se calhar o Sr. Bispo está a confundir a realidade com os seus desejos, a avaliar pela pouca vergonha que tem sido o descortinar de histórias do Vaticano e do clero um pouco por tudo o mundo

  2. Stª Engrácia é um espaço laico e não existem túmulos no espaço central do edifício, mas em compartimentos anexos que se fecham quando se usa o corpo central. Ao contrário, na Idade Médio as Catedrais eram recintos polivalentes abertos a todos os usos laicos que se realizavam no mesmo espaço das sepulturas. Desde os romanos até ao seculo XVI eram frequentes os banquetes funebres junto das sepulturas e era tido como positivo o convivio dos vivos com os mortos. Nada disso é possível na nave central do Panteão. O Panteão romano dedicado a todos os deuses era palço das mais variadas utilizações cívicas. O caso presente é apenas uma chicana política sem nexo.

Holanda reduz velocidade máxima nas autoestradas em prol da qualidade do ar (e deixa o primeiro-ministro "muito infeliz")

O Governo holandês vai baixar os limites de velocidade nas autoestradas do país para travar as emissões de monóxido de nitrogénio, que contribui para a degradação da camada de ozono. O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, anunciou …

Facebook para iOS utiliza câmara do iPhone sem que o utilizador note

Há um erro na aplicação do Facebook para iOS - sistema operativo do iPhone - que liga a câmara do telemóvel sem que o utilizador se aperceba quando este faz scrool no feed de …

Tesla vai abrir a sua primeira fábrica na Europa

O construtor de carros elétricos Tesla vai abrir uma fábrica nos arredores de Berlim, anunciou o presidente executivo da empresa, Elon Musk, na terça-feira à noite ao receber um prémio na capital alemã. “Tenho uma informação …

Continental vai contratar 300 engenheiros para o Porto

A Continental vai instalar no Porto um centro de desenvolvimento de tecnologias que poderá empregar "cerca de 300 engenheiros" e apoiará o desenvolvimento de soluções para veículos elétricos, condução autónoma e cibersegurança, anunciou esta quarta-feira …

Comissão Europeia aprova comercialização da primeira vacina para o Ébola

A Comissão Europeia anunciou no início da semana que concedeu uma autorização para a comercialização da primeira vacina contra o Ébola, designada Ervebo e produzida pela farmacêutica Merck. A vacina estava a ser produzida desde o …

Facebook lança o seu próprio MB Way

O Facebook lançou nos Estados Unidos uma nova funcionalidade para facilitar pagamentos através das quatro principais aplicações do grupo, que é semelhante ao funcionamento das transações com o MB Way. Em comunicado, Deborah Liu, responsável do …

O dilema dos chumbos, o "engano" de Ventura e o "falso liberal". O primeiro debate aqueceu

O primeiro debate quinzenal da legislatura arrancou esta quarta-feira e ficou marcado pelas retenções até ao 9.º ano - Chumba ou não chumba?, quis saber a direita, bem como pelo aumento do salário mínimo nacional …

Sondagem europeia defende tratado internacional que proíba "robôs assassinos"

Quase três em cada quatro pessoas querem que o seu governo colabore com outros países para proibir sistemas letais de armas autónomas. A organização não-governamental Human Rights Watch (HRW) divulgou esta quarta-feira os resultados de uma …

Pentágono está a criar bactérias que detetam explosivos no subsolo

O Pentágono, em conjunto com a empresa de defesa Raytheon, está a desenvolver um sistema capaz de produzir bactérias geneticamente modificadas no subsolo, com o objetivo de detetar explosivos no subsolo. Neste projeto, iniciado pela Agência …

Hospitais voltam a não poder aumentar número de trabalhadores sem visto da tutela em 2020

Os hospitais vão continuar em 2020 impedidos de aumentar o número de trabalhadores sem a autorização prévia do Ministério da Saúde, segundo um despacho a que a agência Lusa teve acesso. O despacho assinado pelo secretário …