“Falso diagnóstico” de bicos de papagaio terá livrado Trump da guerra do Vietname

Michael Reynolds / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, terá escapado do serviço militar e da guerra do Vietname devido a um “falso diagnóstico” de osteófitos, patologia vulgarmente conhecida como “bicos de papagaio”. 

A informação é avançada nesta quarta-feira pelo New York Times, que cita Elysa Braunstein e Sharon Kessel, filhas do médico Larry Braunstein, que, segundo contaram ao jornal norte-americano, em 1968, fez, a título de “favor”, um falso diagnóstico ao atual Presidente dos Estados Unidos.

De acordo com as filhas de Braunstein, em troca, o seu pai recebeu acesso direto a Fred Trump, pai de Donald Trump e proprietário do prédio localizado em Queens onde funcionava o seu consultório. “Caso existissem alguma coisa errada no prédio, o meu pai ligava a Trump, que tratava do assunto imediatamente. Este foi o pequeno favor que recebeu”, revelou Elysa ao NYT.

O diário norte-americano não consegui encontrar documentação sobre a família do médico que comprou a clínica de Braustein ou dos Arquivos Nacionais para corroborar a versão das filhas de Larry Braunstein, que acabou por morrer em 2007.

O NYT nota que Trump teve direito a quatro adiamentos no alistamento enquanto estudava na Universidade de Fordham de Pensilvânia, embora tivesse sido considerado apto para o serviço militar em 1966.

Mais tarde, em 1968 foi medicamente desqualificado, de acordo com o registo do Arquivo Nacional citado pelo NYT. O livro não detalha, contudo, o motivo pelo qual Trump reprovou no exame. O serviço de seleção destruiu todos os registos médicos e arquivos individuais, depois de em 1973 os militares passarem a ser voluntários.

Durante a campanha presidencial, a equipa do Presidente dos Estados Unidos sustentou que Trump foi dispensado do serviço militar devido a problemas nos pés – o que vai ao encontro ao que é relatado pelo jornal norte-americano -, mas sem nunca apontar com clareza os motivos que deixaram Trump fora da guerra do Vietname. Em igual sentido, também Trump prestou poucas declarações sobre a natureza da sua doença

Elysa Braunstein, de 56 anos, e Sharon Kessel, de 43, revelaram ainda que o seu pai era democrata, tal como as próprias são, acrescentando que, inicialmente, o médico ficou orgulhoso por ajudar uma “pessoa famosa”, mas acabou depois por se cansar das excentricidades de Donald Trump. Ambas revelarem ainda não serem “fãs” de Donald Trump, escreve ainda o NYT.

“Uma carta muito contundente”

Em 2016, numa entrevista ao The Times, o atual chefe da Casa Branca disse que um médico forneceu “uma carta muito contundente”, na qual dava conta das esporas ósseas existentes nos seus calcanhares, que foi depois apresentada aos funcionários do recrutamento militar. O Presidente afirmou não se recordar do nome do médico em causa, não mencionando qualquer ligação entre o seu pai e o profissional de saúde.

O New York Times observa ainda que na década de 1960 havia muitas formas de evitar o serviço militar, especialmente para os filhos de famílias abastadas com importantes conexões, apesar de Trump sempre ter reiterado que  ninguém o ajudou.

“Na altura, eu não tinha poder”, disse o atual Presidente norte-americano ao biógrafo Michael D’Antonio numa entrevista em 2014. “O meu pai era um promotor de Brooklyn, nada era como é agora”, disse Trump.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. E lá tinha que vir o “Jew York Times” com alegações de outros “stein”…
    Q: “- We are saving Israel for last”. Espero bem que seja verdade

RESPONDER

Bélgica enfrenta "tsunami" de infeções. Irlanda e País de Gales são os primeiros a voltar a confinar

O número de casos de covid-19 na Bélgica está a aumentar a um nível galopante, sendo que o ministro da Saúde se refere mesmo a um "tsunami" de infeções. Entretanto, já há países europeus a …

"Preocupante e descontrolada". Covid-19 volta em força ao Norte (e o mau tempo piora tudo)

A pandemia de covid-19 está de regresso em força ao norte do país que, nos últimos dias, voltou a registar o maior número de novos casos. Há uma "preocupante transmissão comunitária" em algumas zonas e …

"Hormona da fome" pode influenciar memória e fazer com que se coma mais

Um novo estudo, liderado por investigadores da University of Southern California, sugere que as hormonas reguladoras da fome produzidas pelo estômago também podem influenciar a memória e a função cognitiva. Em 2018, a equipa de especialistas …

Costa diz que estado de emergência “não está em cima da mesa” (e adia discussão sobre app obrigatória)

O primeiro-ministro António Costa, em entrevista à TVI esta segunda-feira, falou sobre a obrigatoriedade do uso de máscara e da app Stayway Covid, da possibilidade de o país voltar ao estado de emergência e do …

Nove meses depois de ter chegado ao United, Bruno Fernandes vai ser capitão

O futebolista internacional português Bruno Fernandes foi escolhido pelo treinador do Manchester United para usar a braçadeira de capitão no encontro da primeira jornada da Liga dos Campeões. O antigo jogador do Sporting, que deixou os …

Preocupada com casos na Europa e América do Norte, OMS insiste na quebra de cadeias de transmissão

Os responsáveis máximos da Organização Mundial da Saúde (OMS) insistiram esta segunda-feira na importância de os governos quebrarem as cadeias de transmissão da covid-19 e afirmaram-se preocupados com o aumento de casos na Europa e …

Aquecer resíduos plásticos com microondas pode gerar hidrogénio limpo

Uma equipa de cientistas conseguiu gerar hidrogénio limpo através de um processo simples, aquecendo resíduos plásticos com microondas. O crescente uso de plástico descartável gerou um sério problema ambiental, sendo que, todos os anos, são produzidas …

Erupções vulcânicas podem explicar os misteriosos cristais da Dinamarca

Algumas das maiores espécies de cristais raros de carbonato de cálcio do mundo, também conhecidos como glendonitas, são encontrados na Dinamarca e isso pode ser explicado pelas erupções vulcânicas. Os cristais foram formados há cerca de …

O antigo campo magnético da Lua pode ter servido de "escudo" para atmosfera da Terra

Há 4 mil milhões de anos, a Lua pode ter protegido a atmosfera Terra, através do seu já extinto campo magnético, do Sol, sugere uma nova investigação, levada a cabo por um especialista da agência …

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …