Facebook processado por violar privacidade dos utilizadores

familymwr / flickr

-

O Facebook está a enfrentar nos Estados Unidos uma acção colectiva devido a acusações de que monitoriza as mensagens privadas dos utilizadores.

A acção, interposta num tribunal do norte do Estado da Califórnia, alega que quando os utilizadores da rede social partilham um link para outro site por meio de uma mensagem privada, o Facebook examina a mensagem para fazer um perfil da actividade do usuário na web.

Os responsáveis pela acção alegam que o Facebook intercepta estas mensagens sistematicamente para recolher dados dos utilizadores e lucrar ao ceder esses dados a anunciantes e empresas de publicidade que os agregam e sistematizam.

Por isso a acção exige, por cada utilizador monitorizado, o pagamento de 10.000 dólares, ou 100 dólares por cada dia em que o Facebook realizou as supostas violações de privacidade – o valor que seja mais elevado.

O Facebook, por sua vez, alega que as acusações “não têm mérito”.

“Vamos defender-nos vigorosamente”, informou a maior rede social do mundo.

Investigação independente

O processo cita uma investigação independente que alega ter descoberto que o Facebook analisa o conteúdo das mensagens privadas dos utilizadores “para propósitos não relacionados com a facilitação da transmissão da mensagem”.

Segundo o processo, citado pela BBC, pelo facto de os utilizadores acreditarem que estão “a comunicar num serviço livre de vigilância, é provável que eles revelem fatos sobre si próprios que não revelariam se soubessem que o conteúdo estava a ser monitorizado”.

“Assim, o Facebook posicionou-se de forma a adquirir partes dos perfis dos usuários que provavelmente não estariam disponíveis para outros agregadores de dados.”

Mas nem todos criticam a postura do Facebook ao examinar as mensagens privadas dos utilizadores.

O especialista em segurança Graham Cluley escreveu no seu blog que se o site não examinasse os links partilhados nestas mensagens, o Facebook estaria a fracassar no “dever de cuidar” dos utilizadores.

“Se não se analisar de forma apropriada os links, há um risco muito real de que spam, fraudes, ataques do tipo phishing e URLs de conteúdo criminoso criado para infectar os computadores com malware possam aumentar.”

Políticas de privacidade

Esta não é a primeira vez que o Facebook é criticado devido às suas políticas de privacidade.

Em setembro de 2013, a rede social foi criticada devido a uma proposta de mudança na sua política que iria permitir que fossem criados anúncios publicitários usando nomes e fotos de perfil dos usuários.

A companhia alegou que esta proposta apenas tornava mais clara a linguagem da sua política de privacidade e não fazia nenhuma mudança concreta nesta política.

O Facebook prometeu mudar as palavras usadas na sua política de privacidade depois de um processo de 2011 que resultou no pagamento de 20 milhões de dólares para indemnizar utilizadores que alegaram que os seus dados foram usados pela rede social sem que eles tivessem dado permissão explícita para isso.

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. 1° Se os utilizadores do face book escarrapacham lá toda a sua vida privada, do que têm que se queixar?
    2° Se o governo americano dá o exemplo, porque é que as empresas e particulares têm de proceder diferentemente?
    3° Porque é que eu estou comentando, se a minha opinião desaparece no nada?

RESPONDER

Herdeiros e casais têm até hoje para pedir alteração no Adicional ao IMI

Os casais e os beneficiários de heranças indivisas têm até esta terça-feira para entregar no Portal das Finanças o pedido de alteração à forma como foram tributados no Adicional ao Imposto Municipal sobre os Imóveis …

Tribunal de Contas trava medicamento "essencial" no Hospital de Guimarães

O Tribunal de Contas (TdC) recusou o visto a um contrato, no valor de 2,9 milhões de euros, celebrado pelo Hospital de Guimarães para aquisição de um medicamento considerado “essencial” para a prestação de cuidados …

Francisco Rodrigues dos Santos não se quer eternizar "na cadeira de presidente do CDS"

"À medida que as pessoas se vão eternizando nos lugares, começam a confundir o interesse público com o interesse particular". Por isso, Francisco Rodrigues dos Santos não se quer eternizar no CDS-PP. Em entrevista à TVI, …

Menos 115 deputados. Itália realiza referendo para reduzir Parlamento

A Itália organiza em 29 de março um referendo sobre a alteração da Constituição e a redução do número de deputados, uma data esta proposta pelo Governo de coligação entre o Movimento Cinco Estrelas (M5S) …

Flamengo chega a acordo com o Inter por Gabigol

Flamengo e Inter de Milão já chegaram a acordo para a transferência definitiva de Gabigol, jogador que esteve durante a última temporada na equipa brasileira por empréstimo. Segundo o portal brasileiro Globo Esporte, os dirigentes do …

Espanha quer "assaltar" o lugar de Centeno no Eurogrupo

Nadia Calviño, a número dois do Governo Espanhol, assume-se como favorita para assumir a presidência do Eurogrupo, caso o ministro das Finanças português, Mário Centeno, decida não entrar na corrida. A notícia é avançada esta terça-feira …

Dívidas de hospital de Lisboa travam compra de dois medicamentos para cancro

As dívidas do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte, que inclui os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, levaram o Tribunal de Contas (TdC) a chumbar a compra de dois medicamentos para um cancro …

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões da Sonangol para uma empresa de Isabel dos Santos

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões das contas da petrolífera estatal Sonangol no private banking do Eurobic, em Lisboa, para uma empresa de Isabel dos Santos, avança o Correio da Manhã esta terça-feira. …

Livro de John Bolton pode prolongar julgamento de Donald Trump

  Ao segundo dia de defesa dos advogados da Casa Branca no julgamento do impeachment de Donald Trump, caiu uma "bomba" no Senado. O livro escrito por John Bolton, ex-conselheiro de segurança nacional do Presidente dos …

Afinal, Bruno Fernandes pode rumar ao Barcelona (e fazer escala no Valência)

Afinal, o futuro do internacional português Bruno Fernandes pode passar por Espanha e não por Inglaterra, onde foi dado como quase certo. O negócio envolve dois emblemas espanhóis e o avançado ex-Benfica Rodrigo Moreno. De …