Facebook guarda vídeos que os utilizadores nem sabiam que tinham

Com o Facebook sob escrutínio, vão-se descobrindo cada vez mais detalhes que confirmam as muitas preocupações com o tratamento dos dados dos utilizadores  – neste caso, descobrindo-se que por lá permanecem vídeos que os utilizadores nem sabiam que existiam.

Quem tem usado a funcionalidade de pedir os dados que o Facebook tem sobre si, tem descoberto coisas bastante curiosas – como o histórico de todas as chamadas e mensagens que alguma vez fez – e entre as quais também se incluem vídeos que se pensavam nunca ter ficado guardados.

Quando se grava um vídeo directamente no Facebook, é apresentada um preview antes da publicação do mesmo, para que os utilizadores confirmem se está como pretendiam; caso esteja, podem clicar para publicar, caso contrário podem repetir a gravação.

Até aqui nada de mal. O problema é que todos esses vídeos temporários, que se pensavam terem sido descartados, continuam a ser guardados pelo Facebook.

Ou seja, imagine que estava a gravar um vídeo no Facebook e que, por qualquer motivo, apanhou momentaneamente algo que não deveria ser visto publicamente. Passa à frente para fazer nova gravação, confiante de que o vídeo anterior desapareceu…

Na verdade, o vídeo fica guardado, acessível a um qualquer funcionário mais bisbilhoteiro do Facebook, ou às autoridades que solicitarem toda a informação que o Facebook tenha sobre um utilizador, ou eventualmente a familiares e amigos que venham a ter acesso à vossa conta por um motivo ou por outro.

Novamente, é mais um dos casos em que o Facebook está tecnicamente salvaguardado, pois nas condições do serviço está expresso o consentimento de que irá captar e guardar as nossas imagens (de outra forma o utilizador não estaria a gravar lá um vídeo)…

Mas guardar gravações que o utilizador pensava estarem a ser descartadas é subverter as regras e um abuso da confiança dos utilizadores. Isto demonstra o verdadeiro problema que terá que ser enfrentado, e que não se limita a ter regras bem claras. Importa garantir que estes serviços não abusam das permissões que tecnicamente são dadas, de formas que vão para além do que seria esperado.

Por exemplo, pedir o acesso aos contactos para procurar amigos é algo que muitos utilizadores poderiam aceitar, mas isso não significa que aceitem que todas as suas chamadas e mensagens passem a ficar registadas.

Da mesma forma, dar acesso à câmara a uma app que faz efeitos em vídeos, não deverá dar o direito para que de hora a hora grave um vídeo automático que é enviado para local indeterminado…

Este último comportamento tem preocupado de tal forma a Google, que no próximo Android P haverá restrições adicionais que limitam o acesso por apps em background à câmara, microfone e sensores.

Parece que chegámos verdadeiramente ao admirável mundo novo há muito tempo adivinhado por Aldous Huxley e George Orwell, em que os utilizadores deixaram de poder confiar nas aplicações que instalam, nos equipamentos que usam… e nas empresas a que entregam os seus dados.

PARTILHAR

RESPONDER

Oposição levou mais gente às ruas do que Bolsonaro

Manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro e da reforma da previdência, o principal objetivo do governo neste ano, moveram milhares de brasileiros em pouco mais de 130 cidades de 26 estados do Brasil. No passado …

Utentes da Soflusa estão “cansados” de constantes supressões

Os utentes da Soflusa mostraram-se esta segunda-feira "cansados" das constantes supressões das ligações fluviais entre o Barreiro e Lisboa, que estão hoje a acontecer durante todo o dia devido à falta de mestres. "Já estou a …

Banco Alimentar recolhe 1.605 toneladas de alimentos no fim de semana

O Banco Alimentar contra a Fome recolheu 1.605 toneladas de alimentos durante o fim de semana da campanha nacional que decorreu em mais de duas mil superfícies comerciais, anunciou a presidente do Banco Alimentar contra …

Sérgio Conceição apontado à Lazio

A imprensa italiana aponta esta segunda-feira o treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, à Lazio. O técnico português, recorde-se, passou pelo emblema italiano em duas ocasiões como jogador de futebol. O jornal italiano Il Messaggero adianta …

Filial portuguesa de multinacional alemã envolvida em subornos em Angola

A sucursal portuguesa em Angola da multinacional alemã Fresenius Medical Care, que actua na área médica, esteve envolvida num esquema de pagamento de subornos a médicos e militares angolanos que renderam 124 milhões de euros …

CGD acaba com empresa que criou há quase 20 anos com a PT

Criada há quase 20 anos pela Caixa Geral de Depósitos (CGD) e pela Portugal Telecom (PT), a Caixanet foi liquidada no início deste ano, bem como a Caixa Tec e a Sogrupo, duas outras empresas …

MB Way. Bancos "fecham" aplicação para cobrar comissões diferenciadas nas transferências

Em pleno arranque do 'open banking', os bancos estão a substituir a aplicação MB Way por soluções próprias que "amarram" os clientes, com o propósito de cobrar comissões diferenciadas nas transferências através do telemóvel. Segundo noticiou …

A abstenção venceu. É a mais alta de sempre

A abstenção foi a grande figura das eleições europeias deste domingo, tendo 68,7% dos portugueses optado por não votar. A abstenção em Portugal voltou a atingir um novo recorde, enquanto que a taxa de participação …

Neurocirurgia do Hospital de São João deixa os contentores ao fim de 12 anos

O novo serviço de neurocirurgia do Hospital de S. João, no Porto, está a funcionar desde este sábado. Ao fim de 12 anos, os serviços de neurocirurgia do Hospital de S. João, no Porto, deixaram de …

Derrota histórica para o PSD. O PS resiste, o Bloco chega-se à frente e o PAN estreia-se

A derrota do PSD, com uma desvantagem de mais de 10 pontos percentuais sobre o PS que foi o vencedor da noite eleitoral, o reforço do Bloco de Esquerda como a terceira força política e …