Facebook guarda vídeos que os utilizadores nem sabiam que tinham

Com o Facebook sob escrutínio, vão-se descobrindo cada vez mais detalhes que confirmam as muitas preocupações com o tratamento dos dados dos utilizadores  – neste caso, descobrindo-se que por lá permanecem vídeos que os utilizadores nem sabiam que existiam.

Quem tem usado a funcionalidade de pedir os dados que o Facebook tem sobre si, tem descoberto coisas bastante curiosas – como o histórico de todas as chamadas e mensagens que alguma vez fez – e entre as quais também se incluem vídeos que se pensavam nunca ter ficado guardados.

Quando se grava um vídeo directamente no Facebook, é apresentada um preview antes da publicação do mesmo, para que os utilizadores confirmem se está como pretendiam; caso esteja, podem clicar para publicar, caso contrário podem repetir a gravação.

Até aqui nada de mal. O problema é que todos esses vídeos temporários, que se pensavam terem sido descartados, continuam a ser guardados pelo Facebook.

Ou seja, imagine que estava a gravar um vídeo no Facebook e que, por qualquer motivo, apanhou momentaneamente algo que não deveria ser visto publicamente. Passa à frente para fazer nova gravação, confiante de que o vídeo anterior desapareceu…

Na verdade, o vídeo fica guardado, acessível a um qualquer funcionário mais bisbilhoteiro do Facebook, ou às autoridades que solicitarem toda a informação que o Facebook tenha sobre um utilizador, ou eventualmente a familiares e amigos que venham a ter acesso à vossa conta por um motivo ou por outro.

Novamente, é mais um dos casos em que o Facebook está tecnicamente salvaguardado, pois nas condições do serviço está expresso o consentimento de que irá captar e guardar as nossas imagens (de outra forma o utilizador não estaria a gravar lá um vídeo)…

Mas guardar gravações que o utilizador pensava estarem a ser descartadas é subverter as regras e um abuso da confiança dos utilizadores. Isto demonstra o verdadeiro problema que terá que ser enfrentado, e que não se limita a ter regras bem claras. Importa garantir que estes serviços não abusam das permissões que tecnicamente são dadas, de formas que vão para além do que seria esperado.

Por exemplo, pedir o acesso aos contactos para procurar amigos é algo que muitos utilizadores poderiam aceitar, mas isso não significa que aceitem que todas as suas chamadas e mensagens passem a ficar registadas.

Da mesma forma, dar acesso à câmara a uma app que faz efeitos em vídeos, não deverá dar o direito para que de hora a hora grave um vídeo automático que é enviado para local indeterminado…

Este último comportamento tem preocupado de tal forma a Google, que no próximo Android P haverá restrições adicionais que limitam o acesso por apps em background à câmara, microfone e sensores.

Parece que chegámos verdadeiramente ao admirável mundo novo há muito tempo adivinhado por Aldous Huxley e George Orwell, em que os utilizadores deixaram de poder confiar nas aplicações que instalam, nos equipamentos que usam… e nas empresas a que entregam os seus dados.

PARTILHAR

RESPONDER

FC Porto contra-ataca acusações do Benfica com "palha para burros"

O FC Porto reagiu às acusações do SL Benfica de pressão às equipas de arbitragem, argumentando com várias suspeitas de corrupção que os 'encarnados' estão envolvidos. A troca de galhardetes entre FC Porto e SL Benfica …

OE2020. PSD Madeira não avisou direção de Rio sobre eventual voto a favor

A direção nacional do PSD foi apanhada de surpresa pelo anúncio de um possível voto favorável do PSD Madeira ao Orçamento do Estado para 2020. Em declarações à SIC, a direção de Rui Rio diz que …

Estado quer retomar Campus da Justiça no Porto

Na reunião de câmara desta segunda-feira, Pedro Baganha, vereador do Urbanismo, revelou que o Estado tem intenção de retomar o projeto do Campus da Justiça na Quinta de Santo António, no Porto, cuja primeira pedra …

As tartarugas-gigantes podem aprender coisas (e lembrar-se durante anos)

Um novo estudo sugere que as tartarugas-gigantes podem ser treinadas e lembrar-se daquilo que aprenderam durante vários anos. De acordo com o IFLScience, uma nova pesquisa mostra como as tartarugas-gigantes podem aprender novas tarefas e até …

Avião chileno desaparece com 38 pessoas a bordo a caminho da Antártida

A Força Aérea do Chile anunciou ter perdido "o contacto via rádio" com um avião militar C130 com 38 pessoas a bordo, que descolou de Punta Arenas, sul do país, para uma base na Antártida. "Um …

Tiroteio num hospital da República Checa faz pelo menos seis mortos. Atacante suicidou-se

Pelo menos seis pessoas morreram esta terça-feira num tiroteio no hospital da cidade de Ostrava, no nordeste da República Checa, de acordo com o ministro da Saúde Adam Vojtech. O autor do ataque suicidou-se. O tiroteio …

Genes alienígenas das bactérias ajudaram as plantas a conquistar a terra

Através da análise do genoma de dois tipos de algas, uma equipa de investigadores concluiu que genes alienígenas das bactérias ajudaram as plantas a conquistar a terra. Cientistas analisaram o genoma de uma rara alga encontrada …

Jovem vulcão descoberto nas profundezas da Placa do Pacífico

Uma equipa de cientistas da Universidade de Tohoku, no Japão, descobriu um pequeno e jovem vulcão na secção mais antiga da Placa do Pacífico. O vulcão foi encontrado na parte ocidental do Oceano Pacífico, perto …

Composição dos planetas gasosos não é igual à das suas estrelas (e os cientistas não percebem porquê)

Os planetas e as estrelas formam-se a partir da mesma nuvem de gás e poeira.  Uma análise da composição dos exoplanetas gigantes gasosos e das suas estrelas hospedeiras mostra que não há uma forte correlação …

Nova espécie de titanossauro descoberta no Equador

Uma universidade equatoriana anunciou na sexta-feira a descoberta de uma espécie de dinossauro, que, segundo a instituição, não tinha sido ainda descrito, denominando-o de 'Yamanasaurus lojaensis'. O nome foi escolhido em referência a duas localidades: Yamana, …