Islâmicos “têm o direito” de matar franceses. Twitter retira comentário de ex-primeiro-ministro da Malásia

A rede social Twitter retirou um comentário controverso do antigo primeiro-ministro malaio ​​​​​​​Mahathir Mohamad, relativo ao debate desencadeado pelas palavras do Presidente francês, Emmanuel Macron, sobre o islão.

Numa série de mensagens, em que Mahathir Mohamad defendeu os valores do islão e as diferenças culturais e religiosas em relação aos países ocidentais, o antigo governante da Malásia classificou Macron como “primitivo”

O malaio, que nas primeiras publicações afirmou “não aprovar o assassínio, como muçulmano”, elevou gradualmente o tom das mensagens e escreveu que “os mullah [clérigos islâmicos] têm o direito de se zangarem e matarem milhões de franceses por causa dos massacres cometidos pela França no passado”.

O comentário, que durante horas se manteve visível no perfil do primeiro-ministro, que governou a Malásia de 1981 a 2003 e de 2018 a fevereiro deste ano, foi removido pela rede social por ter sido declarado que violava as regras da plataforma.

Mahathir, famoso pelos ataques contra o Ocidente e Israel, proferiu este comentário após o ataque terrorista com uma faca numa igreja católica no centro de Nice, no sul de França, onde três pessoas morreram. O suspeito, um tunisino de 21 anos que gritou “Alá é grande”, foi neutralizado pela polícia e permanece num hospital em estado crítico.

O ataque ocorreu duas semanas após a decapitação de um professor na região parisiense. Samuel Paty foi assassinado depois de ter mostrado caricaturas de Maomé numa aula sobre liberdade de expressão.

Numa homenagem ao professor, Macron reiterou o compromisso de França com a liberdade de expressão, incluindo a publicação de caricaturas.

As declarações do chefe de Estado francês suscitaram uma onda de contestação em vários países muçulmanos, incluindo manifestações e boicotes aos produtos franceses.

A Malásia juntou-se esta semana ao coro dos países muçulmanos que criticaram as palavras de Macron, embora, ao contrário de outras nações, não tenha apelado para um boicote aos produtos franceses.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Um animal que acredita em fantasmas e em estorinhas medievais a chamar primitivo ao Macron!!
    Melhor só a do “direito de matar franceses”!..
    Religiões…

RESPONDER

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" a incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …

O maior elevador panorâmico do mundo tem vista para os cenários de Avatar

Com o recente lançamento de fotografias subaquáticas dos bastidores do Avatar 2 e a notícia de que Avatar 3 está quase a terminar as filmagens, não há melhor momento para revisitar o parque nacional que …

Pandemia tirou comida da mesa, mas deu asas a startup que transforma plástico do mar em máscaras

A startup portuguesa Skizo transformou a pandemia numa oportunidade de crescimento. Quando faltava comida nalgumas mesas, a empresa de produção de sapatilhas e bolsas passou a fazer máscaras a partir de plástico retirado dos oceanos …

Na Irlanda, o Pai Natal é considerado um "trabalhador essencial"

A Irlanda fez esta semana um anúncio especialmente dedicado às crianças, afirmando que o Pai Natal é considerado um trabalhador essencial no país e, por isso, não terá as suas deslocações restringidas no período natalício. …

Mais 2400 novos casos. Portugal ultrapassa os 300 mil desde o início da pandemia

Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou mais 2.401 novos casos, tendo passado a contabilizar …

Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”. “O Governo …