Ex-assessor de Cavaco acusa Sócrates de espiar a Presidência da República

José Goulão / Flickr

O ex-Presidente da República, Cavaco Silva

Cavaco Silva foi vigiado pelo governo de José Sócrates com o intuito de “desqualificar a Presidência da República e o seu titular”. A acusação é feita pelo antigo assessor do ex-Presidente, Fernando Lima, num livro que será lançado a 8 de Setembro.

A Renascença dá conta da nota enviada pela Porto Editora, responsável pela obra intitulada “Na sombra da Presidência – Relato de 10 anos em Belém”, onde Fernando Lima explica que o livro conta a “sequência dos factos de um processo político que pretendia, naquela altura, desqualificar a Presidência da República e o seu titular”.

O chamado “caso das escutas” deu que falar, em 2009, depois de o jornal Público ter noticiado as suspeitas da Presidência da República de que estaria a ser espiada pelo governo de Sócrates, então no poder.

Posteriormente, o Diário de Notícias avançou que a notícia do Público teria sido “encomendada” por Fernando Lima que foi, na seguimento do caso, afastado do lugar de assessor de comunicação de Cavaco Silva.

Agora, Fernando Lima dá a sua versão daquilo que se passou na altura, relatando que no livro que será colocado à venda no próximo dia 8 de Setembro aquilo que define como a “vigilância” do governo de Sócrates ao ex-Presidente da República.

“Situações estranhas, que descrevo no livro, foram-me acontecendo sem que encontrasse uma razão plausível. Só pararam quando o Governo de José Sócrates foi substituído”, refere Fernando Lima na nota citada pela Renascença.

“A Presidência era o único poder que não se deixara submeter à lógica de quem governava em 2009, pelo que era necessário desgastá-la para que, perante os portugueses, fosse perdendo prestígio e autoridade. Surgiram situações da vida pessoal do Presidente, como o BPN e a casa no Algarve, que o marcaram para sempre”, atesta ainda o ex-assessor de Cavaco.

O ex-director do Diário de Notícias também conta que o caso acabou por afectar a sua relação com o ex-Presidente.

“Ainda hoje, não compreendo que tenha tido comigo comportamentos que considero inexplicáveis, depois de termos convivido ininterruptamente, desde que comecei a trabalhar com ele em 1986. Confesso que não o esperava”, escreve Fernando Lima sobre Cavaco.

ZAP

PARTILHAR

16 COMENTÁRIOS

  1. Mais um que vai “comer” á conta de Sócrates. O sabujo presidencial “encomendou” as escutas e foi afastado e até promovido dentro da estrutura. Não foi demitido como era pressuposto que fosse. Fazia parte do “embrulho” de Belém. Na altura não teve “tomates” para esclarecer a situação que ele próprio criou. Vem, agora, apontar o dedo ao “vigilante” Sócrates para ganhar uns tostões. Um exemplo lamentavel e vergonhoso. Mais um deiretolas da caranguejola reacionária, pestilenta e revanchista. Como todos.

    • Meu caro amigo
      Quando li esta notícia, pensei exatamente o mesmo.
      Este é mais um que armou a trapalhada mas, como é imbecil, descobriram-lhe a “careca”, e ele acabou por ter de assumir que, afinal, tudo aquilo foi uma treta montada por ele, ou melhor, por Belém, para tramar Sócrates.. Agora, como não deve ter mais nada que fazer, ele aí está a “escravinhar” umas letras e frases num livro a que chama de “memórias”. Não me parece que tenha grande interesse, excepto para os que continuam a cruxificar Sócrates. Deve ter muitos compradores que são leitores do “jornalixo Correio da Manhã”. Palpita-me que ainda se vai safar a vender uns livritos.

  2. Ó António “Verdades” isso é tudo ódio? Uns são culpados e os outros são inocentes? O mundo é a preto e branco? Ora vai-te matar pá!

  3. Ó António “Verdades”, isso é tudo ódio? O teu mundo a preto e branco mete nojo pá! Essa tese da direita culpada e da esquerda inocente dá vontade de responder com igual nojice. Vai-te matar pá! Abre os olhos mula, o que falta são gajos de esquerda a andar de Mercedes e BMW!

  4. “A Presidência era o único poder” (…) “pelo que era necessário desgastá-la para que, perante os portugueses, fosse perdendo prestígio e autoridade” Perdendo prestígio e autoridade? Desgastando-a? O próprio já o fazia naturalmente! Não era preciso qualquer “escuta”! Ou não se lembram do homem a quiexar-se (coitadinho) que não tinha dinheiro para as despesas? Será que isso foi resultado das escutas? Não! Ele disse-o publicamente e nunca o desmentiu! Enfim… Mais uma forma de vender livros.

  5. O Sócrates com o seu sorrisozinho malandro lá ia levando a água ao moinho e puxando a brasa à sua sardinha, deve haver mesmo no PS uma escola de matreirice julgando pelos artistas de lá saídos.

  6. Ai Sócrates mais uma para se saber se és culpado, na verdade já tens feito muita coisa que é estranho e corrupto e toda essa gente ainda vai atrás de ti como se de salvador fosses. Onde há fumo há fogo dizem os bombeiros e tu não és. A ver se te safas disto tudo sem te queimar, mas uma coisa te digo ainda faltam mais 44 em Évora.

    • Curioso… Não há uma única prova em concreto mas tu sabes que ele é culpado. Não achas que devias colaborar com as autoridades? Parece saberes de coisas que “eles” não sabem. Cuidado! Se nada disseres podes ser considerado cúmplice!

RESPONDER

Rochas antigas de Vénus apontam para origem vulcânica

Uma equipa internacional de investigadores descobriu que alguns dos terrenos mais antigos de Vénus, conhecidos como "tesserae", têm camadas que parecem consistentes com atividade vulcânica. A descoberta pode fornecer informações sobre a enigmática história geológica …

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …