Ex-assessor de Cavaco acusa Sócrates de espiar a Presidência da República

José Goulão / Flickr

O ex-Presidente da República, Cavaco Silva

Cavaco Silva foi vigiado pelo governo de José Sócrates com o intuito de “desqualificar a Presidência da República e o seu titular”. A acusação é feita pelo antigo assessor do ex-Presidente, Fernando Lima, num livro que será lançado a 8 de Setembro.

A Renascença dá conta da nota enviada pela Porto Editora, responsável pela obra intitulada “Na sombra da Presidência – Relato de 10 anos em Belém”, onde Fernando Lima explica que o livro conta a “sequência dos factos de um processo político que pretendia, naquela altura, desqualificar a Presidência da República e o seu titular”.

O chamado “caso das escutas” deu que falar, em 2009, depois de o jornal Público ter noticiado as suspeitas da Presidência da República de que estaria a ser espiada pelo governo de Sócrates, então no poder.

Posteriormente, o Diário de Notícias avançou que a notícia do Público teria sido “encomendada” por Fernando Lima que foi, na seguimento do caso, afastado do lugar de assessor de comunicação de Cavaco Silva.

Agora, Fernando Lima dá a sua versão daquilo que se passou na altura, relatando que no livro que será colocado à venda no próximo dia 8 de Setembro aquilo que define como a “vigilância” do governo de Sócrates ao ex-Presidente da República.

“Situações estranhas, que descrevo no livro, foram-me acontecendo sem que encontrasse uma razão plausível. Só pararam quando o Governo de José Sócrates foi substituído”, refere Fernando Lima na nota citada pela Renascença.

“A Presidência era o único poder que não se deixara submeter à lógica de quem governava em 2009, pelo que era necessário desgastá-la para que, perante os portugueses, fosse perdendo prestígio e autoridade. Surgiram situações da vida pessoal do Presidente, como o BPN e a casa no Algarve, que o marcaram para sempre”, atesta ainda o ex-assessor de Cavaco.

O ex-director do Diário de Notícias também conta que o caso acabou por afectar a sua relação com o ex-Presidente.

“Ainda hoje, não compreendo que tenha tido comigo comportamentos que considero inexplicáveis, depois de termos convivido ininterruptamente, desde que comecei a trabalhar com ele em 1986. Confesso que não o esperava”, escreve Fernando Lima sobre Cavaco.

ZAP

PARTILHAR

16 COMENTÁRIOS

  1. Mais um que vai “comer” á conta de Sócrates. O sabujo presidencial “encomendou” as escutas e foi afastado e até promovido dentro da estrutura. Não foi demitido como era pressuposto que fosse. Fazia parte do “embrulho” de Belém. Na altura não teve “tomates” para esclarecer a situação que ele próprio criou. Vem, agora, apontar o dedo ao “vigilante” Sócrates para ganhar uns tostões. Um exemplo lamentavel e vergonhoso. Mais um deiretolas da caranguejola reacionária, pestilenta e revanchista. Como todos.

    • Meu caro amigo
      Quando li esta notícia, pensei exatamente o mesmo.
      Este é mais um que armou a trapalhada mas, como é imbecil, descobriram-lhe a “careca”, e ele acabou por ter de assumir que, afinal, tudo aquilo foi uma treta montada por ele, ou melhor, por Belém, para tramar Sócrates.. Agora, como não deve ter mais nada que fazer, ele aí está a “escravinhar” umas letras e frases num livro a que chama de “memórias”. Não me parece que tenha grande interesse, excepto para os que continuam a cruxificar Sócrates. Deve ter muitos compradores que são leitores do “jornalixo Correio da Manhã”. Palpita-me que ainda se vai safar a vender uns livritos.

  2. Ó António “Verdades” isso é tudo ódio? Uns são culpados e os outros são inocentes? O mundo é a preto e branco? Ora vai-te matar pá!

  3. Ó António “Verdades”, isso é tudo ódio? O teu mundo a preto e branco mete nojo pá! Essa tese da direita culpada e da esquerda inocente dá vontade de responder com igual nojice. Vai-te matar pá! Abre os olhos mula, o que falta são gajos de esquerda a andar de Mercedes e BMW!

  4. “A Presidência era o único poder” (…) “pelo que era necessário desgastá-la para que, perante os portugueses, fosse perdendo prestígio e autoridade” Perdendo prestígio e autoridade? Desgastando-a? O próprio já o fazia naturalmente! Não era preciso qualquer “escuta”! Ou não se lembram do homem a quiexar-se (coitadinho) que não tinha dinheiro para as despesas? Será que isso foi resultado das escutas? Não! Ele disse-o publicamente e nunca o desmentiu! Enfim… Mais uma forma de vender livros.

  5. O Sócrates com o seu sorrisozinho malandro lá ia levando a água ao moinho e puxando a brasa à sua sardinha, deve haver mesmo no PS uma escola de matreirice julgando pelos artistas de lá saídos.

  6. Ai Sócrates mais uma para se saber se és culpado, na verdade já tens feito muita coisa que é estranho e corrupto e toda essa gente ainda vai atrás de ti como se de salvador fosses. Onde há fumo há fogo dizem os bombeiros e tu não és. A ver se te safas disto tudo sem te queimar, mas uma coisa te digo ainda faltam mais 44 em Évora.

    • Curioso… Não há uma única prova em concreto mas tu sabes que ele é culpado. Não achas que devias colaborar com as autoridades? Parece saberes de coisas que “eles” não sabem. Cuidado! Se nada disseres podes ser considerado cúmplice!

RESPONDER

Governo disponível para retomar reuniões no Infarmed (mas nega falta de informação)

O Governo manifestou esta quinta-feira “abertura para retomar as reuniões” no Infarmed sobre o ponto de situação da epidemia de covid-19, mas rejeitou falhas na informação ao parlamento e aos partidos. Na conferência de imprensa do …

Israel e Emirados Árabes Unidos alcançam "acordo histórico" mediado pelos Estados Unidos

O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou esta quinta-feira que Israel e os Emirados Árabes Unidos concordaram em estabelecer relações diplomáticas plenas, como parte de um acordo para impedir a anexação israelita de terras ocupadas pelos …

Em contingência, Câmaras de Lisboa passam a definir horários do comércio. O (pouco) que muda este sábado

A generalidade de Portugal continental continuará em situação de alerta e a Área Metropolitana de Lisboa em situação de contingência até ao final do mês devido à pandemia de covid-19, anunciou o Governo. Segundo explicou esta …

Três meses depois do anúncio, o apoio de emergência às Artes ainda não chegou

Cinquenta das 311 entidades abrangidas pela Linha de Apoio de Emergência às Artes, dotada de 1,7 milhões, ainda não tinham esta quinta-feira recebido o valor que lhes foi atribuído, três meses depois do anúncio dos …

Avaliação dos professores, "mock exams" e testes no outono. Britânicos podem "escolher" as próprias notas

O Governo britânico deu aos estudantes de liceu três alternativas diferentes para obterem o resultado das suas avaliações deste ano letivo, que foi atípico devido à pandemia de covid-19. De acordo com o jornal britânico The …

Governo reitera que não há exceções para a Festa do Avante. Críticas multiplicam-se

A ministra de Estado e da Presidência destacou que o Governo “não tem competências legais ou constitucionais” para proibir iniciativas políticas como a Festa do Avante!, mas salientou que não serão admitidas exceções às regras. Na …

Trabalhadores que estiveram em lay-off durante pelo menos 30 dias também vão ter bónus

O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que clarifica que os trabalhadores que estiveram em lay-off por mais de 30 dias consecutivos, mesmo sem completar um mês civil, vão receber o complemento de estabilização. "Criado com …

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …