EUA querem desenvolver “mini-bombas” nucleares para responder a pequenos ataques

À medida que a Coreia do Norte, Índia, China e outros países expandem os seus arsenais nucleares, o vice-presidente do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos está a tentar que os EUA construam “dissuasores nucleares de pequeno rendimento”.

Num discurso em Washington durante um evento do Instituto Mitchell, Paul J. Selva, general da Força Aérea e vice-presidente do Estado-Maior Conjunto dos EUA, disse que “se tudo o que tivermos para responder a um ataque de baixo rendimento, forem armas de alto rendimento, estaremos ainda a falar de um ataque nuclear”.

“Mas se os EUA fossem alvo de um ataque nuclear limitado ou direccionado, responder com uma arma convencional provavelmente não teria valor dissuasivo, diz o general norte-americano.

Siegfried Hecker, professor da Universidade de Stanford, estima que existam cerca de 25 ogivas nucleares no arsenal da Coreia do Norte e que as forças armadas de Pyongyang podem produzir entre seis e sete bombas nucleares por ano.

A China tem o programa de mísseis balísticos mais activo e diversificado no mundo, enquanto a Rússia espera “continuar a ter a maior força de mísseis balísticos estratégicos fora dos Estados Unidos”.

A Índia, por seu turno, tem 120 a 130 armas nucleares, mas especialistas sugerem que a nação asiática tem plutónio suficiente para uma força nuclear de 150 a 200 armas.

Em dezembro do ano passado, o DSB, Conselho de Ciências da Defesa do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, publicou um relatório sobre as prioridades do governo norte-americano. Entre os temas de interesse estavam as armas de baixo rendimento.

O DSB incluiu várias recomendações no seu relatório – algumas das quais levantam diversas preocupações com a segurança dos EUA, de acordo com críticos que discordam do desenvolvimento de uma ogiva nuclear de pequena dimensão.

O Conselho encoraja a administração norte-americana a “fornecer outras opções” para reduzir a proliferação nuclear, incluindo uma “alternativa nuclear mais flexível que pudesse produzir, se necessário, uma opção rápida adaptada, num caso em que as opções não-nucleares ou nucleares existentes se revelem insuficientes”.

A única possibilidade estipulada no relatório é desenvolver armas de baixo rendimento.

Dianne Feinstein, senadora da Califórnia, expressou a sua oposição ao desenvolvimento de mais opções nucleares no arsenal dos EUA, observando que “a proposta de desenvolver armas nucleares de baixo rendimento é apenas o primeiro passo para as construir“.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Isto só num planeta dos macacos humanos que temos no poder! mas não só! Há a população que está mal e a passar fome, e que não tem tempo nem estaleca para tentar fazer alguma coisa, pois normalmente os seus paises e governos são aquilo que sabemos, e os outros dos paises ditos ricos ou 1º mundo com governos também que não prestam, com democracias que não funcionam e que deixam acontecer aquilo que toda a gente sabe, podridão em todo o lado! Há os bons, mas são ainda muito poucos para tanto problema pela frente. Se deixassemos de pensar que o mundo é um conjunto de países que agem na maioria como animais, e admitissemos que todos estamos a viver num mesmo planeta e que todos somos irmãos, em um não pode estar bem se o outro também não estiver, poderiamos pensar que seria diferente no futuro! Tenho dúvidas!

  2. Porque não pedem ao Jerônimo de Sousa fo PCP para acalmar a Coreia do Norte ? Eles são muito amigos. Essa amizade vem do tempo do camarada Álvaro Cunhal que era unha com carne com Kim Il Sung o maior socialista da história e grande humanista anti-nuclear.
    O PCP sempre teve bons amigos naquele país democrático.

Humanidade não será capaz de controlar máquinas superinteligentes, avisam cientistas

Uma equipa de investigadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano sugere que seria impossível controlar máquinas superinteligentes. A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) continua a evoluir de vento em popa, enquanto alguns cientistas e …

Em 1950, a vacinação em massa salvou a Escócia

Em 1950, Glasgow, na Escócia, viu-se a braços com um surto de varíola e o cenário era muito semelhante ao que vivemos hoje: as autoridades sanitárias tentavam rastrear todos os contactos de pessoas portadoras do vírus, …

Japonês aluga-se a si próprio "para não fazer nada". E tem milhares de clientes

Um homem japonês que ganha a vida a alugar-se a si próprio “para não fazer nada” atraiu milhares de clientes. O negócio começou em 2018. Por 10.000 ienes (cerca de 79 euros) - mais despesas com …

Documentos de vacinas roubados por hackers também foram "manipulados"

A Agência Europeia do Medicamento, entidade reguladora da União Europeia (UE), informou este sábado que os documentos da vacina contra a covid-19 roubados e colocados na Internet por hackers foram também "manipulados". A manipulação aconteceu depois …

Há 11 anos que não se consumia tanta eletricidade num só dia. A culpa é do frio

O país está a bater recordes de energia, tanto em termos de pico como de consumo diário. A culpa é da vaga de frio que assolou Portugal neste Inverno. O consumo de eletricidade bateu, na quarta-feira, …

Dymka, a gata que perdeu as patas e recebeu próteses de titânio impressas em 3D

Dymka, uma gata russa, ganhou um novo estímulo na sua vida depois de um grupo de veterinários realizar uma cirurgia para substituir as suas patas por próteses feitas de titânio impressas em 3D. A universidade revelou …

Hélder Amaral: "O meu partido de sempre está a morrer"

Em declarações ao semanário Expresso, o antigo deputado do CDS-PP, Hélder Amaral, diz-se desiludido com o seu partido. O ex-deputado centrista Hélder Amaral, que foi também presidente da distrital de Viseu, não está feliz com o …

EDP antecipa pagamento a mais de mil fornecedores em Portugal e Espanha

A EDP vai antecipar o pagamento a mais de mil fornecedores, uma iniciativa que, à semelhança do que já aconteceu no último ano, irá manter-se para todos os pagamentos a fornecedores ao longo do primeiro …

Há centenas de pessoas em busca de tesouros que não existem na Índia (e a culpa é de um boato)

Moradores de pelo menos três vilas no distrito de Rajgarh, no estado indiano de Madhya Pradesh (MP), passaram a última semana à procura de um tesouro antigo que provavemente não existe. Centenas de aldeões estão a …

João Ferreira diz que Marcelo deixou jovens em situação de "vulnerabilidade" (e elogia lay-off a 100%)

João Ferreira criticou este sábado o atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa por deixar os jovens em situação de "vulnerabilidade". O candidato presidencial João Ferreira afirmou, este sábado, que o Presidente da República, Marcelo …