EUA revelam preocupação com desenvolvimento de armas nucleares russas

Heikki Saukkomaa / Lehtikuva Handout / EPA

Os EUA demonstraram esta quarta-feira preocupação com o desenvolvimento de armas nucleares não estratégicas por parte da Rússia, numa reunião com uma delegação russa, na Suíça, para tentar “reduzir mal-entendidos”.

A reunião em Genebra, que juntou altos funcionários da diplomacia e da defesa dos EUA e da Rússia, terminou com um comunicado da delegação norte-americana afirmando a necessidade de “um compromisso com o cumprimento pleno e verificável para o controlo efetivo das armas”.

A frase do comunicado da delegação dos EUA remete para o ponto mais delicado da reunião de Genebra, relacionado com as questões das armas nucleares e dos mísseis balísticos, num momento em que os dois países procuram entendimentos estratégicos na área da defesa e dissipar dúvidas e mal entendidos nestas matérias.

A Rússia não emitiu nenhum comunicado no final da reunião.

Entre as questões abordadas pela delegação norte-americana, liderada pelo subsecretário de Estado, John Sullivan, pontuavam estratégias de segurança interna e de defesa nacional.

Sullivan aproveitou para transmitir ao vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Ruabkov, que liderava a sua delegação, a visão do Presidente dos EUA, Donald Trump, sobre “a nova direção a ser tomada no controlo de armas nucleares com a Rússia e com a China”.

A delegação dos EUA quis deixar claro que é necessário um compromisso de “cumprimento total e verificável” com o tratado que regula essas questões, para que um controlo efetivo de armas seja alcançado, segundo o comunicado emitido no final da reunião.

Na versão norte-americana sobre o encontro de hoje em Genebra, a reunião permitiu que as delegações “discutissem as suas políticas estratégicas nacionais”, em matéria de segurança, para “reduzir mal-entendidos e equívocos em várias questões-chave de segurança”.

Washington explicou ainda que esta reunião faz parte de uma série de encontros que os Estados Unidos pretendem realizar com a Rússia, desde as primeiras conversas em 14 de maio, em Sochi, entre o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, e o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov.

Ao longo destas reuniões e no encontro de hoje, segundo o comunicado da delegação norte-americana, os EUA têm expressado as suas preocupações sobre o desenvolvimento de armas nucleares não estratégicas por parte da Rússia, bem como a “falta de transparência” em relação às obrigações assumidas em diversos tratados.

Em 2018, o Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou que abandonava o tratado de mísseis de curto e médio alcance, assumido com a União Soviética em 1987, acusando o Governo russo de não cumprir com os seus compromissos.

Em reação, o Presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que também abandonava o tratado, acusando os EUA de não o respeitarem, e anunciou o desenvolvimento de mísseis SSC-8, que a NATO diz ter capacidade de transportar armas nucleares.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …

Oficial: Pardal Henriques candidato a deputado pelo partido de Marinho Pinto

O advogado Pedro Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar …