EUA expulsam 15 diplomatas cubanos após “ataques sónicos”

Rolando Pujol / EPA

Embaixada dos EUA em Havana, Cuba

O Departamento de Estado dos EUA anunciou, esta terça-feira, que vai expulsar 15 diplomatas cubanos, dando um prazo de sete dias para deixarem o país.

“Esta manhã, o Departamento de Estado informou o Governo de Cuba que está a ordenar a saída de 15 dos seus funcionários da sua embaixada em Washington”, disse um representante norte-americano.

A decisão não reflete uma mudança na política de laços diplomáticos, afirmou aos jornalistas um alto funcionário do Departamento de Estado. Em causa estão as falhas na proteção dos diplomatas americanos sujeitos a misteriosos “ataques sónicos” em Cuba.

Segundo o mesmo funcionário, foi dado aos diplomatas cubanos em questão um prazo de sete dias para saírem do país. O Departamento de Estado também anunciou que não serão enviados mais funcionários diplomáticos norte-americanos para Havana até que o Governo cubano consiga assegurar a sua segurança e proteção.

Na semana passada, já tinha sido noticiado que 60% dos diplomatas que ainda se encontravam na embaixada dos EUA em Havana iam ser retirados devido à onda de “ataques sónicos”.

Em setembro, o secretário de Estado Rex Tillerson confirmou que o Presidente dos EUA está a considerar fechar novamente a embaixada norte-americana em Havana. “Estamos a avaliar. (…) É um assunto muito sério, tendo em conta as lesões que alguns indivíduos sofreram. Trouxemos algumas dessas pessoas para casa. Está sob avaliação”.

Os diplomatas afirmaram que sentiram sintomas como náuseas, perda de audição, dores de cabeça e problemas de equilíbrio. A CBS, que disse ter tido acesso a relatórios médicos destes casos, apurou que o ataque sónico pode ter provocado danos cerebrais em alguns diplomatas.

Segundo a imprensa norte-americana, os “rumores” são de que a perda de audição pode ter sido provocada por um aparelho de ondas sónicas plantado à entrada das casas dos diplomatas, que emitiu ondas de som inaudíveis que podem causar surdez.

Os dois países reabriram embaixadas em 2015, depois de quase meio século de relações cortadas, numa tentativa de reaproximação iniciada por Barack Obama.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Sabendo agora que os supostos ataques sónicos foram produzidos por grilos, esta expulsão de diplomatas mostra o quão ridículos nos tornamos quando nos deixamos levar por “teorias da conspiração” perante aquilo que desconhecemos. Felizmente há Ciência e o esclarecimento é possível!

RESPONDER

França investe oito mil milhões de euros para aumentar profissionais de saúde

O Governo francês anunciou, esta segunda-feira, que vai disponibilizar quase oito milhões de euros para que os profissionais de saúde possam ter aumentos salariais.  De acordo com a rádio Renascença, a medida foi anunciada pelo novo …

Máscaras e luvas usadas para proteger contra covid-19 enchem rios europeus

Os principais rios da Europa estão cheios de máscaras cirúrgicas e luvas médicas descartadas por pessoas que utilizaram estes equipamentos para se protegem contra o novo coronavírus, denunciaram cientistas. Segundo noticiou na segunda-feira a agência AFP, …

Dez milhões de crianças "podem nunca voltar à escola" após coronavírus

A pandemia de coronavírus causou uma "emergência educacional sem precedentes", com 9,7 milhões de crianças afetadas pelo encerramento de escolas em risco de nunca voltar às aulas, alertou na segunda-feira a Organização Não Governamental (ONG) …

Nos Estados Unidos, há uma máquina obsoleta a dificultar a resposta à pandemia. Chama-se fax

O facto de vários departamentos de saúde pública norte-americanos ainda utilizarem o fax para trocarem informação com hospitais, centros de saúde e laboratórios que realizam testes de deteção do novo coronavírus é um grande problema …

Uber passa a estar disponível em todo o país

A plataforma de transporte pode, a partir desta terça-feira, ter operadores em todo o território nacional, considerando ser um passo importante num contexto em que o turismo interno ganha relevância, no âmbito da pandemia da …

Profissionais do SNS já trabalharam oito milhões de horas extra no primeiro semestre

No primeiro semestre de 2020, contam-se mais 1,2 milhões de horas suplementares trabalhadas, sendo que só em maio a subida foi superior a 471 mil. Segundo o Jornal de Notícias, nos primeiros seis meses deste ano, …

Rui Moreira diz que não é possível prevenir festejos de adeptos do FC Porto

O presidente da Câmara Municipal do Porto disse, esta terça-feira, não ser possível tomar medidas de prevenção em relação a possíveis festejos de adeptos do FC Porto pela conquista do título, pedindo apenas que se …

Mulher assintomática provoca surto de 71 infetados na China. Bastou entrar sozinha num elevador

A passagem de uma mulher infetada com covid-19, mas assintomática, por um elevador de um edifício habitacional na China deu origem a um surto de 71 contagiados. De acordo com o estudo publicado pelo Centro de …

Detido em França um dos pedófilos da "darknet" mais procurados do mundo

A polícia francesa prendeu um suspeito de gerir portais na "darknet" que permitiram a "milhares de internautas de todo o mundo ter acesso a fotografias ou vídeos de caráter pedopornográfico", anunciou, esta segunda-feira, o Ministério …

Mais seis mortes e 233 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais seis mortes e 233 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 233 novos casos, 143 são na região …