EUA enviam dois bombardeiros B-1B Lancer para a Coreia

U.S. Pacific Command / Flickr

Bombardeiros Rockwell B-1B Lancer da Força Aérea dos EUA

Bombardeiros Rockwell B-1B Lancer da Força Aérea dos EUA

Os Estados Unidos enviaram dois bombardeiros estratégicos de longo alcance B-1B Lancer para a península da Coreia, onde irão participar em exercícios conjuntos com as Forças Aéreas da Coreia do Sul.

Segundo a agência de notícias sul-coreana Yonhap, que cita fontes militares de Seul, os dois super-bombardeiros norte-americanos irão simular o bombardeamento de uma cordilheira na província de Gangwon, junto à fronteira com a Coreia do Norte.

“Os dois bombardeiros norte-americanos irão sobrevoar esta terça-feira a península da Coreia, em formação com dois dos nossos caças F-15K“, adiantou à imprensa o coronel Kim Sung-duk, porta-voz da Força Aérea da Coreia do Sul.

Esta é a segunda vez no espaço de um mês que bombardeiros B-1B Lancer norte-americanos participam em manobras militares com forças sul-coreanas e japonesas na região, que se encontra debaixo de forte tensão na sequência das trocas de acusações e ameaças entre a Coreia do Norte e os seus “inimigos”, EUA, Coreia do Sul e Japão.

Durante a sua permanência na península coreana, os bombardeiros ficarão estacionados na base aérea de Andersen, na ilha de Guam, no Pacífico, onde os Estados Unidos mantêm alguns dos seus principais activos estratégicos na região.

O bombardeiro estratégico norte-americano B-1 Lancer é um quadrimotor de geometria variável desenvolvido na década de 1970 para substituir o mítico B-52 Stratofortress. Concebido como bombardeiro nuclear para voo supersónico a grande altitude, o B1-B evoluiu para missões de bombardeio por penetração de baixa-altitude e longo alcance.

A Coreia do Norte já reagiu à mobilização dos dois bombardeiros. Pyongyang acusa os EUA de estarem a ensaiar o lançamento de uma bomba nuclear contra possíveis objectivos militares norte-coreanos, e condena a iniciativa, que consideram uma “provocação imprudente que empurra a península coreana para uma guerra nuclear.

A mobilização dos dois bombardeiros norte-americanos acontece poucas horas depois da notícia da morte de Otto Warmbier. Segundo informou a família, o estudante de 22 anos, que se encontrava detido na Coreia do Norte desde 2016 e foi libertado em coma a semana passada, faleceu esta segunda-feira.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. “Esta é a segunda vez no espaço de um mês que bombardeiros B-1B Lancer norte-americanos participam em manobras militares com forças norte-coreanas e japonesas na região,…” Vai lá vai…

    • E é. Ao impedir a livre criatividade nos cortes de cabelo estão a oprimir todo um povo que assim vive na amargura de não poder ter um penteado a CR7.

Responder a ZAP Cancelar resposta

Japão e Estados Unidos assinam acordo de cooperação para exploração da Lua

O Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão e a agência espacial dos Estados Unidos (NASA) assinaram um acordo de colaboração entre os dois países no programa Artemis, para a exploração da …

Washington Redskins mudam de nome por ser considerado racista

A equipa de futebol americano, até aqui denominada de Washington Redskins, vai abandonar essa designação, considerada de teor racista, para designar nativos da América do Norte. Em comunicado, a equipa de Washington explicou que, depois de uma …

Flores precisaram de cerca de 50 milhões de anos para se tornarem o que são hoje

As plantas com flor evoluíram há cerca de 100 milhões de anos, mas precisaram de outros 50 milhões de anos para diversificar e tornarem-se aquilo que são hoje, sugere uma equipa de investigadores. Os cientistas documentaram …

Estudo sugere que imunidade à covid-19 pode desaparecer em poucos meses

A imunidade adquirida por anticorpos após a cura da covid-19 pode desaparecer em alguns meses, o que poderá complicar o desenvolvimento de uma vacina eficaz a longo prazo, sugere um estudo britânico divulgado esta segunda-feira. "Este …

60 anos depois, já se sabe o que aconteceu aos 9 russos que desapareceram na Montanha da Morte

Passados 61 anos, o mistério da morte de nove esquiadores russos que faziam uma caminhada pelos Montes Urais, perto da chamada Montanha da Morte, foi finalmente resolvido. Em 1959, nove viajantes russos que faziam uma caminhada …

Médicos Sem Fronteiras é "institucionalmente racista", acusam atuais e ex-colaboradores

Uma declaração assinada por mil atuais e ex-funcionários revela que a Organização Não Governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) é "institucionalmente racista" e reforça o colonialismo e a supremacia branca no trabalho humanitário que pratica. Na …

Empresa culpada pela crise de opioides fez contribuições políticas após declarar falência

A Purdue Pharma, empresa culpada pela crise de opioides nos Estados Unidos, fez contribuições políticas após ter sido processada e declarado falência. Os opioides são usados para aliviar a dor, mas também provocam uma sensação exagerada …

Norte-americano morre após ir a festa para provar que a covid-19 é uma farsa

Um norte-americano de 30 anos, de San Antonio, no estado do Texas, morreu de covid-19 depois de ir a uma festa para provar que a doença era uma farsa, informou a media local. O homem foi …

Luso-canadiano quer criar 25 murais dedicados a Amália Rodrigues

Um português a residir no Canadá pretende criar uma “aldeia global virtual” das comunidades portuguesas espalhadas nos vários cantos do mundo, um projeto que envolve a colocação de 25 murais dedicados à fadista Amália Rodrigues. “O …

MP e BdP pedem manutenção de coima a Salgado no processo da compra de ações da ESFG

O Ministério Público e o Banco de Portugal pediram, esta segunda-feira, ao Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão, que mantenha a coima de 75 mil euros aplicada ao ex-presidente do BES no processo da compra …