EUA destroem armazém de dinheiro do Estado Islâmico com polémica tática israelita

Um ataque da aviação militar dos Estados Unidos destruiu um armazém de dinheiro do Estado Islâmico na cidade iraquiana de Mosul, usando uma controversa tática militar israelita.

Os detalhes da operação, que teve lugar no passado dia 5, foram divulgados esta terça-feira pelo general norte-americano Peter Gersten.

Segundo a Reuters, o armazém, que continha cerca de 150 milhões de dólares em dinheiro e estava localizado numa casa de habitação, era controlado por um “emir financeiro” da zona sul de Mosul, que seria o principal distribuidor de dinheiro entre os militantes do Daesh na região.

Antes do ataque à habitação, os militares norte-americanos confirmaram que no seu interior se encontravam várias mulheres e  crianças.

Para realizar a operação militar sem causar vítimas civis, os norte-americanos usaram uma tática de ataque israelita, chamada “roof knock”.

A controversa tática consiste em disparar primeiro um míssil de aviso, para permitir que os civis abandonem o local, antes de lançar o verdadeiro ataque em força.

No entanto, apesar do “toque no telhado”, uma mulher morreu no ataque, ao decidir voltar a entrar no armazém no último instante antes do bombardeamento.

“Foi muito difícil para nós assistir, porque no último instante uma mulher voltou inesperadamente ao armazém, a poucos segundos do impacto”, explicou o general Gersten.

Nada podíamos fazer“, acrescentou.

A Força Aérea de Israel tem usado estes “toques no telhado” contra o Hamas na Faixa de Gaza desde 2014.

Mas a tática tem sido fortemente criticada por não evitar baixas civis, e uma comissão especial das Nações Unidas considerou em 2015 que o “roof knock” é pouco eficaz, por causar frequentemente confusão e dar pouco tempo aos civis para abandonar o local.

A Força Aérea norte-americana contabilizou até agora 41 vítimas civis desde o início da campanha de bombardeamentos aéreos de alvos jihadistas, que teve início em 2014,

ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. E quantos civis eles matam nos atentados? Não defendo o “olho por olho”, mas 41 mortes de civis desde 2014 demonstram que existe preocupação de salvaguardar a população neste ataques. Infelizmente, acidentes acontecem.

  2. O Objectivo é destruir o armazem e o conteudo, não ceifar vidas (sejam elas de terroristas ou não…).

    Cumprimentos,

  3. Acho que o PENSADOR deveria ir lá para tal Estado Islâmico e tentar “vender” as suas teorias de BOMBOM DA PARÓQUIA!!!!

  4. Isto só vem confirmar que os infames do EI usam pessoas como escudos humanos! 41 mortos civis desde 2014, em situações de utilização de escudos humanos, parece-me um número – felizmente – baixo (idealmente deveria ser 0).

  5. Que pena pela morte de mais uma mulher que possivelmente seria uma possível terrorista armadilhada e pronta a matar dezenas ou centenas de inocentes.

Maior queda do mês no preço dos combustíveis. Gasóleo atinge mínimos de 4 meses

A partir de hoje os preços dos combustíveis irão baixar, e esta será a maior queda do mês. No que diz respeito ao preço da gasolina, esta deverá cair um cêntimo para 1,387€ por litro. …

Mais de 500 detidos nos protestos contra Lukashenko. Segue-se a greve geral

A greve geral anunciada pela líder da oposição bielorrussa no exílio para exigir a saída do Presidente começou, esta segunda-feira, com protestos tímidos e detenções em todo o país. "O prazo para cumprir as exigências do …

Polacos protestam contra acórdão que torna o aborto quase impossível

Milhares de polacos têm-se manifestado, nos últimos dias, contra a proibição quase total do aborto, quando as leis do país estavam já entre as mais restritivas da União Europeia. Na última quinta-feira, o Tribunal Constitucional polaco …

Japão promete "uma sociedade neutra em termos de carbono" até 2050

O Japão quer alcançar a neutralidade de carbono até 2050, disse hoje o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga, um caminho que se afigura complicado, devido à dependência do país do carvão. Numa altura em que cada vez …

"Nada nos vai fazer recuar". Macron desperta a raiva do mundo muçulmano (e enfurece Erdogan)

Emmanuel Macron, presidente de França, assumiu posições muito claras na defesa da liberdade de exibir as caricaturas de Maomé, no âmbito da homenagem ao professor decapitado na semana passada, suscitando protestos em vários países muçulmanos. "Nada …

Merkel avisa Alemanha que os próximos meses vão ser “muito difíceis”

A chanceler alemã, Angela Merkel, avisou a Alemanha de que os próximos meses vão ser "muito difíceis", já que o número de infeções por covid-19 continua a crescer diariamente, tendo-se registado 8.685 nas últimas …

Portugal acusado de bloquear lei europeia contra evasão fiscal pelas multinacionais

Os governos português e sueco estão a ser acusados de bloquear, no Conselho da União Europeia (UE), a deliberação de uma lei contra a evasão fiscal por parte de grandes empresas multinacionais digitais. Segundo anunciou esta …

Consumo de antibióticos desce 22% durante a pandemia. Menos 1,1 milhões de embalagens vendidas

O consumo de antibióticos registou uma descida na ordem dos 22% nos primeiros oito meses deste ano. Venderam-se menos 1,1 milhões de embalagens, quando comparado com igual período do ano passado. Entre janeiro e agosto deste …

Portugal regista mais 2.447 casos e 27 mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 2.447 casos positivos e 27 mortes por covid-19. A informação foi divulgada, esta segunda-feira, no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico divulgado hoje revela que …

Testes rápidos devem ser aplicados em surtos em escolas ou lares

A Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, hoje publicada, determina que em situações de surto em escolas, lares ou outras instituições devem ser utilizados preferencialmente testes rápidos no sentido de aplicar "rapidamente as medidas adequadas …