Estados Unidos com meio milhão de infetados. 2.000 morreram em 24 horas

Yuri Gripas / EPA POOL

Os Estados Unidos da América registaram esta sexta-feira 2.108 mortes causadas pela covid-19 no espaço de 24 horas, um número diário recorde a nível mundial, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins.

De acordo com os dados registados até às 20:30 locais, os Estados Unidos são o primeiro país no mundo a ultrapassar a marca das duas mil mortes num dia, registando 2.108 vítimas da pandemia da covid-19. Na quinta-feira passada, os Estados Unidos tinham registado 1.783 mortes pela covid-19.

O número total de mortos registados nos Estados Unidos é agora de 18.586, um valor próximo do país com mais vítimas mortais no mundo, a Itália (18.849 falecidos).

Os Estados Unidos são o país com mais casos confirmados no mundo, aproximando-se do meio milhão de pessoas, com 496.535 casos. Número da mesma universidade norte-americana consultados na manhã deste sábado já dão conta que os norte-americanos ultrapassaram já a barreira do meio milhão de casos (501.615).

Anthony S. Fauci, diretor do Instituto Nacional para as Alergias e Doenças Infecciosas (INAD) dos Estados Unidos, apenas prevê um retorno à normalidade em novembro.

“Se ‘de volta ao normal’ significa voltar a um período pré-corona vírus, isso nunca irá acontecer até termos um grau de certeza de que podemos proteger a população”, notou Fauci numa conferência de imprensa na Casa Branca, em resposta a perguntas da estação de televisão MSNBC. “Quando voltarmos ao normal, vamos voltar gradualmente até ao ponto em que podemos funcionar como uma sociedade”, disse, citado pelo Público.

A cidade de Nova Iorque está a ser especialmente afetada pelo novo vírus, registando já mais casos do que qualquer outro país do mundo (160 mil), frisa o semanário Expresso.

Nesta sexta-feira, as autoridades confirmaram estarem a ser enterrados cadáveres não reclamados numa vala comum na ilha de Hart, a noroeste da cidade, devido ao aumento significativo de mortes pelo novo coronavírus.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou a morte a mais de 100 mil pessoas e infetou mais de 1,6 milhões em 193 países e territórios. Dos casos de infeção, mais de 330 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • Os Americanos têm o Presidente que merecem! Provas? Mesmo depois de mostrar quem e o que é, tem uma probabilidade não inferior a outras eleições, para outros candidatos Republicanos e arrisca-se a ser reeleito.

      Eles gostam dele. É deixá-los. Russos e Chineses esfregam as mãos.

RESPONDER

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …

Fuse Valley, Matosinhos

Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está "espantado")

O "Fuse Valley" promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "espantado". A abertura está prevista …