Estado deverá ficar isento de multas por violação de dados pessoais

A direita é contra, o Bloco tem dúvidas, mas a esquerda deverá viabilizar a proposta que prevê a isenção do Estado das multas por violação do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD).

Nos próximos três anos, as entidades públicas deverão escapar às multas a que estariam sujeitas no caso de violarem as regras do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD).

A isenção consta da proposta que o Executivo português apresentou em março do ano passado na Assembleia da República e, apesar das reservas do Bloco de Esquerda, deverá ser viabilizada pela esquerda. De acordo com o Público, o CDS e o PSD são contra.

O Governo justifica esta opção com o facto de o Estado não fazer dinheiro com os dados pessoais dos cidadãos. Na prática, o Estado português usa os dados pessoais apenas para cumprir obrigações legais. Além disso, a proposta sublinha que o RGPD exige um conjunto de alterações nos sistemas informáticos que podem traduzir-se em custos muito elevados.

A direita opõem-se a todos estes argumentos, mas o Bloco de Esquerda parece estar na corda bamba, inclinado a recuar nas suas reservas, abrindo assim caminho à viabilização desta isenção.

O bloquista José Manuel Pureza afirmou ao jornal que “não faz sentido Estado pagar coimas ao próprio Estado”, apesar de reconhecer que esta exceção poderia configurar um retrocesso, uma vez que, desde 1991, a lei de proteção de dados sanciona as entidades públicas da mesma forma que sanciona as privadas.

António Filipe, do PCP, concorda com o bloquista, e defende que as entidades públicas não podem ficar isentas do cumprimento da lei. Contudo, sublinha que “não faz sentido colocar o erário público a pagar-se a si mesmo”. Como solução, o deputado sugere que se poderia tirar “responsabilidades disciplinares” às entidades como penalização.

À direita, o não é redondo. Enquanto que o CDS exige a eliminação desta exceção, o PSD sugere que “as entidades públicas, mediante pedido devidamente fundamentado”, possam solicitar à Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) “a dispensa” da sua aplicação durante três anos.

Ao Público, Carlos Abreu Amorim, deputado social-democrata, contextualizou esta proposta com o facto de muitas entidades públicas não disporem dos equipamentos ou recursos financeiros e humanos para garantir o respeito pelo RGPD e com a necessidade de garantir um plano concorrencial entre entidades públicas e privadas que prestam os mesmos serviços (escolas, hospitais, transportes, etc.).

Atualmente, o grupo de trabalho parlamentar criado para discutir a lei que adapta o RGPD à realidade nacional está já numa fase avançada. O RGPD entrou em vigor há quase nove meses, mas a discussão tem continuado, estando agora próxima do fim.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Rui Rio vence segunda volta. Líder reeleito quer "estabilidade, lealdade e unidade"

O presidente social-democrata, Rui Rio, afirmou hoje que espera poder “trabalhar com estabilidade e lealdade”, recusou que o PSD esteja “partido” e vincou estar “a iniciar o momento para marcar a unidade” no partido. O líder …

Gatos não se importam de comer pessoas mortas (e há um estudo que mostra como o fazem)

Uma nova investigação analisou como é que dois gatos selvagens se alimentaram de cadáveres humanos. Os animais mostraram preferência por corpos específicos ao longo de vários dias. No Forensic Investigation Research Station, no estado norte-americano do …

"Árvores dinossauro". Bombeiros australianos conseguiram salvar floresta pré-histórica

Os bombeiros australianos conseguiram salvar dos incêndios uma floresta com árvores pré-históricas localizada no sudeste do país, anunciou o Governo. Em causa estão árvores da espécie Wollemia nobilis, vulgarmente conhecidas como Pinheiro de Wollemi, que se …

Príncipe Harry e Meghan renunciam aos títulos da realeza

O Palácio de Buckingham anunciou, este sábado, um acordo em que o príncipe Harry e a sua mulher renunciaram aos respetivos títulos, abandonando os deveres enquanto membros seniores da família real do Reino Unido e …

Polaris Slingshot chega ao mercado com um sistema de transmissão inovador

A nova versão do Polaris Slingshot vem equipado com um sistema de transmissão que mescla a condução do manual com o conforto do automático. Para quem não conhece o Polaris Slingshot, apresentado pela primeira vez em …

Turistas estão a invadir Hallstatt, a aldeia austríaca que terá inspirado "Frozen"

Considerado Património Mundial pela UNESCO desde 1997, Hallstatt, na Áustria, possui apenas 778 moradores e tem uma sequência de casas em estilo alpino. Em 2010, antes do lançamento do primeiro filme da Disney, "Frozen", a cidade …

Teerão vai enviar caixa negra do avião abatido para a Ucrânia

O Irão vai enviar para a Ucrânia as gravações da caixa negra do avião ucraniano que abateu acidentalmente, na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais. Hassan Rezaeifer, chefe de investigações de acidentes do …

António Folha já não é treinador do Portimonense

O treinador apresentou a demissão do comando técnico do Portimonense, este sábado, depois de perder na deslocação ao lanterna-vermelha Desportivo das Aves, por 3-0. "Antes de me fazerem qualquer pergunta sobre o jogo, queria transmitir que …

Há pombos cowboys em Las Vegas (e voluntários estão a tentar salvá-los)

Por alguma razão, alguém decidiu colar chapéus vermelhos minúsculos de cowboy em pombos de Las Vegas, nos Estados Unidos. Agora, a equipa do Lofty Hopes Pigeon Rescue está a tentar salvá-los. Há uma missão para resgatar …

Youtube encaminha milhões de utilizadores para desinformação climática

Os algoritmos do YouTube estão a encaminhar milhões de utilizadores de vídeos de empresas para a desinformação sobre as alterações climáticas, através de serviços de publicidade online, de acordo com uma investigação da comunidade virtual …