Estado vai indemnizar família de ucraniano morto no aeroporto de Lisboa

António Cotrim / Lusa

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita

O Estado português vai assumir a responsabilidade pelo pagamento de uma indemnização à viúva e aos dois filhos menores de Ihor Homeniuk, o ucraniano morto por inspetores do SEF no aeroporto de Lisboa.

Depois de a viúva de Ihor Homeniuk ter acusado o Estado português de não a indemnizar pela morte do seu marido, o Governo garante que vai assumir o pagamento de uma indemnização à viúva e dois filhos do cidadão ucraniano morto no aeroporto de Lisboa. A informação foi adiantada pela ministra da Presidência Mariana Vieira da Silva, em conferência de imprensa.

Em declarações aos jornalistas, o também presente ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, realçou que Portugal é “uma referência global defesa intransigente dos direitos humanos” e que, por isso, a morte de Ihor Homeniuk “é absolutamente inaceitável” e “está em total contradição com os padrões dos direitos humanos que Portugal adota”.

“Tudo aquilo que tem sido apurado tem sido determinado relativamente a esta terrível situação deve-se à atuação do Ministério da Administração Interna”, disse o ministro na conferência após o Conselho de Ministros, citado pelo Notícias ao Minuto.

“Sinto-me hoje muito mais acompanhado na preocupação da sociedade portuguesa relativamente a um tema que, no momento em que sucedeu e foi tornado público por minha iniciativa, teve uma atenção por parte da comunidade muito inferior” à gravidade do sucedido, acrescentou o governante.

Desta forma, “o Governo assume a responsabilidade pelo pagamento de uma indemnização à viúva e aos dois filhos menores de Ihor Homeniuk”, lê-se no comunicado do Conselho de Ministros.

Oksana Homeniuk, viúva do cidadão ucraniano, disse esta quarta-feira que, nove meses depois da morte de Ihor, ainda não tinha recebido qualquer apoio do Estado português. Em entrevista à SIC, Oksana disse que ainda hoje tem dificuldades em perceber o que aconteceu no aeroporto de Lisboa.

“Nunca pensei que num país europeu uma coisa deste género pudesse acontecer. Na Europa, onde os direitos humanos estão acima de tudo. Nunca pensei que no aeroporto… E tantas pessoas viram-no! Tantas pessoas sabiam do que estava a acontecer e ninguém ajudou. Para mim, isso, ainda hoje não consigo entender”, começou por dizer Oksana.

“Sabe que cada vez que oiço a palavra Portugal… Fiquei com tanto ódio a esse país. Nem consigo ouvir essa palavra. Não quero nada. Não quero dinheiro nenhum. Que me tragam [Ihor] de volta, nem que seja inválido”, acrescentou.

A família do imigrante morto no aeroporto de Lisboa teve ainda de pagar 2.200 euros pela transladação do corpo.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

"Um completo fracasso". Paulo Sousa criticado após derrota no arranque do Euro

O jornal polaco Przeglad Sportowi classificou de "completo fracasso" o trabalho de Paulo Sousa na derrota da Polónia frente à Eslováquia no arranque do Euro2020. A Polónia, comandada pelo treinador português Paulo Sousa, entrou da pior …

Maior hospital do país falha 50 regras da DGS para prevenção da covid-19

O Hospital de Santa Maria, em Lisboa, o maior do país, falha 50 regras da DGS para prevenção da covid-19, incluindo risco de contaminação nos cuidados intensivos. Uma fiscalização da Entidade Reguladora da Saúde (ERS) ao …

Rui Pedro Braz é o novo diretor-geral do futebol do Benfica

O Benfica anunciou, esta segunda-feira, que antigo comentador televisivo vai assumir as funções de diretor-geral do futebol profissional do clube. "O Sport Lisboa e Benfica informa que Rui Pedro Braz assume o cargo de diretor-geral do …

Rapariga enterrada com pássaro na boca intriga arqueólogos

Arqueólogos estão a tentar resolver o mistério de uma rapariga que foi enterrada, numa caverna na Polónia, há cerca de 300 anos, com a cabeça de um pássaro na boca. Embora o esqueleto desta rapariga tenha …

"Sinto-me bem". Christian Eriksen agradece apoio dos adeptos

O futebolista Christian Eriksen enviou esta terça-feira do hospital a sua primeira mensagem pública depois de ter sofrido uma paragem cardíaca em campo num jogo do campeonato europeu de futebol, agradecendo aos fãs os "incríveis" …

Cotrim Figueiredo diz que "foi um excelente arraial". PCP diz que IL "mordeu a língua"

O líder da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim Figueiredo, não acata as críticas feitas ao arraial do partido, que diz ter sido "excelente". Aliás, até já está a pensar no próximo. "Vou dizer aqui uma coisa …

Portugal vai seguir a "lógica da escada" no Euro 2020?

Há 25 anos, a seleção nacional iniciou uma sequência curiosa em fases finais de Europeus de futebol. Se prolongar essa sequência, não vai passar dos quartos-de-final neste torneio. Ou só chegará aos oitavos-de-final. Portugal participou até …

Há pelo menos 8.700 alunos em isolamento por causa da covid-19

Há pelo menos 8.700 alunos em isolamento profilático por causa da covid-19. Só na região de Lisboa e Vale do Tejo são 6.407. Há, neste momento, pelo menos 8.700 alunos de quarentena, dos quais mais …

Sporting: equipa de futsal disputou 48 jogos e perdeu...zero

Turma de Alvalade recuperou o título nacional, na época em que foi campeão europeu e em que também venceu a Taça da Liga. Em 40 minutos, nunca perdeu. O Sporting é o novo campeão nacional de …

Produtos químicos presentes em alimentos e cosméticos reduzem fertilidade

As taxas de natalidade estão a diminuir no mundo inteiro. Em todos os países europeus, estão a cair os chamados "níveis de reposição populacional", ou seja, o número de filhos necessários por mulher para manter …