Família de Ihor Homeniuk não recebeu apoio do Estado português

(dr)

Ihor Homeniuk

A família de Ihor Homeniuk, imigrante ucraniano que foi alegadamente morto à pancada por três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), ainda não recebeu qualquer tipo de apoio por parte do Estado português.

Oksana Homeniuk, viúva do cidadão ucraniano, disse que nove meses depois da morte de Ihor, ainda não recebeu qualquer apoio do Estado português. Em entrevista à SIC, Oksana diz que ainda hoje tem dificuldades em perceber o que aconteceu no aeroporto de Lisboa.

“Nunca pensei que num país europeu uma coisa deste género pudesse acontecer. Na Europa, onde os direitos humanos estão acima de tudo. Nunca pensei que no aeroporto… E tantas pessoas viram-no! Tantas pessoas sabiam do que estava a acontecer e ninguém ajudou. Para mim, isso, ainda hoje não consigo entender”, começou por dizer Oksana.

“Sabe que cada vez que oiço a palavra Portugal… Fiquei com tanto ódio a esse país. Nem consigo ouvir essa palavra. Não quero nada. Não quero dinheiro nenhum. Que me tragam [Ihor] de volta, nem que seja inválido”, acrescentou.

A família do imigrante morto no aeroporto de Lisboa teve ainda de pagar 2.200 euros pela transladação do corpo, escreve o Expresso.

Depois de ter tentado entrar ilegalmente em Portugal, por via aérea, a 10 de março, o ucraniano Ihor Homeniuk morreu no aeroporto de Lisboa, em circunstâncias que, após investigação, já conduziram à acusação de três inspetores, por “tortura evidente”.

Segundo o Ministério Público (MP), as agressões cometidas pelos inspetores do SEF, que agiram em comunhão de esforços e intentos, provocaram a Ihor Homeniuk “diversas lesões traumáticas que foram causa direta” da sua morte.

Após a morte de Ihor, o ministro da Administração Interna determinou a instauração de processos disciplinares ao diretor e subdiretor de Fronteiras de Lisboa, ao Coordenador do EECIT do aeroporto e aos três inspetores do SEF, entretanto acusados pelo Ministério Público, bem como a abertura de um inquérito à Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI).

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Uma vergonha para o país e os assassinos pelos vistos continuam em liberdade, não sou pela falta de respeito às autoridades nem até da força que as mesmas devem exercer contra certos selvagens que existem na sociedade, mas muito menos pelo abuso de autoridade de alguns dos seus elementos contra cidadãos pacíficos e indefesos. Tudo isto resulta de uma falta de formação dos mesmos!

    • Menos… os 3 assassinos estão em prisão domiciliária com pulseira eletrónica – apenas devido ao Codiv – senão estariam em prisão preventiva!

    • No país da liberdade (EUA) matam inocentes desarmados na via pública (as vezes, com camaras filmar!) e, alguns, nem acusados são!…

    • Também eu sinto vergonha por uma ação que não cometi, mas por viver num país onde a autoridade por vezes usa e abusa e pelos “responsáveis” deste país assobiarem para o lado, nem governo, nem justiça atuam em conformidade com a gravidade da situação! O senhor ministro Cabrita é uma nódoa autêntica e continua no poleiro com provas de incompetência dadas em vários casos. O que a senhora, esposa desta vítima mortal deveria fazer era levar o caso até um tribunal europeu e fazer valer toda a sua razão contra estes assassinos que escandalosamente continuam em liberdade. Vestir uma farda exige respeito e responsabilidade e defender os indefesos ou vítimas, não dá o direito de maltratar qualquer cidadão indefeso e bem-comportado, só porque possa ter cometido qualquer irregularidade inocentemente.

RESPONDER

Os antigos compadres zangaram-se de vez. Trump puxa os cordelinhos nos bastidores para correr com McConnell

A relação de altos e baixos entre os dois azedou de vez depois de McConnell ter reconhecido a vitória de Joe Biden. Trump quer agora que um Republicano concorra contra McConnell pelo cargo da liderança …

Bombeiros embrulharam a maior árvore do mundo em papel de alumínio. Tudo para a proteger

O incêndio consumiu milhares de acres na Califórnia e o National Park Service viu-se obrigado a intensificar os seus esforços para proteger as jóias naturais, incluindo as maiores árvores do mundo. Os incêndios Colony e Paradise …

EUA trocaram "guerra implacável" por "diplomacia implacável" no Afeganistão, diz Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, disse esta terça-feira à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) que o país se está a concentrar na "diplomacia implacável" e no encerramento de uma era de …

Presidente de El Salvador autodenomina-se "Ditador de El Salvador"

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, alterou no domingo a descrição do seu perfil no Twitter para "Ditador de El Salvador", passando depois para "Ditador mais 'cool' do mundo mundial", situação registada após os …

Ordem dos Médicos abre processo disciplinar contra Fernando Nobre

O Conselho Disciplinar Regional do Sul da Ordem dos Médicos abriu um processo contra Fernando Nobre, por causa das suas declarações numa manifestação de negacionistas em frente à Assembleia da República. A Ordem dos Médicos (OM) …

Crise da energia obriga UE a enfrentar dependência do gás natural

Os países europeus estão a tentar proteger os consumidores de energia, numa região onde, desde o início do ano, os preços do gás aumentaram 250%, resultado de uma série de forças económicas, naturais e políticas.  Na …

Companhia de aviação privada oferece voo de 20 mil dólares para reunir uma família separada pela pandemia

A empresa de aviação privada Tradewind Aviation está a comemorar o seu 20.º aniversário de uma forma original: vai dar um voo no valor de 20 mil dólares (cerca de 17 mil euros) para reunir …

Mais de 60 pinguins morrem na África do Sul após ataque de abelhas

Dezenas de pinguins-africanos ameaçados de extinção foram mortos por um enxame de abelhas na África do Sul, na passada sexta-feira. Segundo a CNN, 63 pinguins-africanos, uma espécie ameaçada de extinção, foram encontrados mortos na sexta-feira numa …

Macron e Modi manifestam vontade de "agir em conjunto" após disputa submarina

O Presidente Emmanuel Macron discutiu a cooperação na região Indo-Pacífico com o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, esta terça-feira. O Presidente francês, Emmanuel Macron, e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, conversaram esta terça-feira, em plena crise dos …

Académica treme: salários, último lugar e treinador de saída

Clube de Coimbra, tal como o Boavista, terá de comprovar que tem cumprido no pagamento dos salários. Em campo, mais uma derrota complicou a situação de Rui Borges. Ainda não há muitos anos, a Académica apareceu …