Estado autorizado a gastar até 100 milhões de euros para prevenir incêndios

Paulo Cunha / Lusa

Incêndio em Pedrógão Grande

António Costa lançou, esta quinta-feira, a primeira das cinco grandes empreitadas para a reconstrução de casas destruídas em outubro. Seis instituições vão poder contratar, a partir de agora, por ajuste direto.

O Orçamento de Estado para 2018 tem reservados cerca de 600 milhões de euros para fazer face às despesas relacionadas com os incêndios. A partir desta sexta-feira, vários organismos do Estado podem começar a investir parte, até 108 milhões com o apoio de fundos europeus, e passarem para o terreno as várias medidas anunciadas pelo Governo.

A resolução do Conselho de Ministros, publicada esta quinta-feira em Diário da República, dá início à concretização de dezenas de medidas, a menos de quatro meses da época de incêndios.

Os seis organismos que têm o maior número de tarefas a cumprir nos próximos meses são a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), a Guarda Nacional Republicana (GNR), a secretaria-geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI), o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e as Forças Armadas.

De acordo com o Público, a tarefa mais pesada é do ICNF (44 milhões de euros) para medidas relacionadas com a limpeza das matas e instalação e mantimento da rede prioritária de faixas de gestão de combustível. Na prática, significa que as zonas circundantes das casas devem estar limpas de mato e floresta.

Sobre esta medida, António Costa referiu que demorará tempo a implementar. “Tem de ser um esforço conjunto da sociedade. É essencial que todos tenham consciência de que há um trabalho fundamental a fazer de limpeza dos matos e das árvores em redor das casas e de cada povoação”, disse o primeiro-ministro em Tondela.

Os proprietários privados terão até dia 15 de março para fazerem essa limpeza e, caso não a façam, “os municípios têm todo o poder para entrar nas propriedades privadas e fazerem o que os proprietários não fizeram”, afirmou Costa.

A partir de hoje, a GNR pode começar a contratar os novos 500 membros efetivos do Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro (GIPS) e os 100 homens do Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA).

Além disso, a verba de até 10 milhões de euros destina-se para mais 200 guardas florestais e 600 guardas para reforço do dispositivo geral da GNR. Acrescem 6,5 milhões para a compra de veículos, material e equipamento individual. Já as Forças Armadas têm um total de 15,6 milhões.

Segundo o jornal, a SGMAI foi também autorizada a gastar 10,2 milhões para reforçar o SIRESP, e a APA tem 12 milhões para fazer intervenções urgentes em barragens para regularização fluvial.

Já a ANPC apenas tem autorização para gastar sete milhões de euros. Meio milhão para a revisão da sua orgânica e o restante para lançar campanhas de sensibilização, para dois programas do Estado (Aldeia Segura e Pessoas Seguras) e para criar a Rede Automática de Avisos à População.

Obras só terminam em dezembro

Na sequência dos incêndios de outubro, no concelho de Tondela serão reconstruidas 94 habitações (20 parcialmente e 74 totalmente) e 28 anexos, num valor total de 9,6 milhões de euros.

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Centro, Ana Abrunhosa, disse, durante a apresentação da empreitada de reconstrução em Tondela, que o objetivo é que estas obras estejam todas concluídas em dezembro.

António Costa considerou que se trata de uma situação diferente da dos incêndios de junho: “em Pedrógão trabalhámos sobretudo com empreitadas individuais, casa a casa, e aqui temos que trabalhar com grandes empreitadas que façam uma intervenção sobre um conjunto habitacional”.

O presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, referiu que “a tragédia ocorrida em outubro do ano passado ainda marca, de forma muito impressiva, a memória de todos”.

Entre outros danos, o incêndio destruiu quatro centenas de habitações (que se destinavam a primeira habitação, própria e permanente, segunda habitação e edificações devolutas). Por isso, o autarca considerou que “hoje é um dia marcante para se fortalecer a esperança” daqueles que acreditam na capacidade de regeneração do território.

As reconstruções de casas que foram destruídas nos incêndios de Outubro, um total de 1707 habitações, o Governo reservou um envelope de 45 milhões de euros, avança o Público.

Reconstruir centenas de casas será um programa para largos meses que se iniciou nesta quinta-feira pela mão do primeiro-ministro. A primeira das cinco grandes empreitadas na zona centro foi lançada em Tondela.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

João Ferreira apresenta-se candidato de Abril (e não a “percentagens eleitorais”)

O eurodeputado João Ferreira apresentou, esta quinta-feira, a sua candidatura a Presidente da República pelo PCP em nome dos “valores de Abril” como um “espaço de convergência” e recusou fixar metas ou percentagens para as …

FC Porto, Aves. Benfica disciplinado. 821 pessoas num jogo... Os números da Liga

Um dia antes do início da I Liga 2020/2021, espreitamos o relatório 'Futebol em números', publicado no final de agosto pela própria Liga Portugal. Há muito para ler sobre a época passada, provavelmente a mais …

Presidente da Bielorrússia fecha fronteiras e coloca exército em alerta

O Presidente da Bielorrússia, alvo de seis semanas de protestos em massa exigindo a sua renúncia, anunciou esta quinta-feira que vai colocar as tropas em alerta máximo e fechar as fronteiras do país com a …

É viciado em sol? Não se preocupe, está-lhe nos genes

De acordo com um estudo realizado por investigadores do King's College London, a busca pelo sol está diretamente ligada aos nossos genes. Isso significa que o comportamento das pessoas em relação ao sol é dominado por …

Onda de pedras-pomes fez uma viagem pelo Pacífico (e traz nova vida à costa da Austrália)

Uma "onda" de pedras-pomes está a chegar à Austrália após uma longa viagem pelo Pacífico. As rochas vulcânicas produzidas na fase de ejeção dos gases contidos na lava, podem trazer um presente para o seu …

Não foram as estrelas de neutrões. A origem do ouro do Universo voltou a ser um mistério

Quando a humanidade detetou a colisão entre duas estrelas de neutrões em 2017, confirmou a teoria de longa data que as explosões criam elementos mais pesados do que o ferro. Assim, pensou-se ter a resposta …

Descoberta uma cripta secreta sob uma capela polaca. Pode levar ao lendário Santo Graal

O lendário Santo Graal, que terá sido usado por Jesus durante a Última Ceia para transformar o vinho em sangue, cativou a imaginação dos caçadores de tesouros durante séculos. Embora possamos nunca saber se esta relíquia …

Pedaço de cabelo de Lincoln (e um telegrama ensanguentado) leiloados por 81 mil dólares

Um anónimo pagou mais de 81 mil dólares (cerca de 71 mil euros) por uma mecha de cabelo de Abraham Lincoln. O exemplar foi retirado da cabeça de Lincoln um dia após a sua morte, …

Descobertos novos detalhes em Pietà de Miguel Ângelo

Uma equipa de especialistas estava a fazer trabalhos de limpeza na Pietà de Florença, esculpida pelo artista italiano Miguel Ângelo, quando encontrou detalhes desconhecidos da obra. Uma Pietà é um tema da arte cristã em que …

Microsoft afundou um data center em 2018. Dois anos depois, revela o que descobriu

Em 2018, a Microsoft aproveitou a tecnologia de submarinos para afundar um data center que poderia fornecer ligação à Internet durante anos na costa de Orkney. Agora, foi recuperado e os investigadores estão a testá-lo …