Estado autorizado a gastar até 100 milhões de euros para prevenir incêndios

Paulo Cunha / Lusa

Incêndio em Pedrógão Grande

António Costa lançou, esta quinta-feira, a primeira das cinco grandes empreitadas para a reconstrução de casas destruídas em outubro. Seis instituições vão poder contratar, a partir de agora, por ajuste direto.

O Orçamento de Estado para 2018 tem reservados cerca de 600 milhões de euros para fazer face às despesas relacionadas com os incêndios. A partir desta sexta-feira, vários organismos do Estado podem começar a investir parte, até 108 milhões com o apoio de fundos europeus, e passarem para o terreno as várias medidas anunciadas pelo Governo.

A resolução do Conselho de Ministros, publicada esta quinta-feira em Diário da República, dá início à concretização de dezenas de medidas, a menos de quatro meses da época de incêndios.

Os seis organismos que têm o maior número de tarefas a cumprir nos próximos meses são a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), a Guarda Nacional Republicana (GNR), a secretaria-geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI), o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e as Forças Armadas.

De acordo com o Público, a tarefa mais pesada é do ICNF (44 milhões de euros) para medidas relacionadas com a limpeza das matas e instalação e mantimento da rede prioritária de faixas de gestão de combustível. Na prática, significa que as zonas circundantes das casas devem estar limpas de mato e floresta.

Sobre esta medida, António Costa referiu que demorará tempo a implementar. “Tem de ser um esforço conjunto da sociedade. É essencial que todos tenham consciência de que há um trabalho fundamental a fazer de limpeza dos matos e das árvores em redor das casas e de cada povoação”, disse o primeiro-ministro em Tondela.

Os proprietários privados terão até dia 15 de março para fazerem essa limpeza e, caso não a façam, “os municípios têm todo o poder para entrar nas propriedades privadas e fazerem o que os proprietários não fizeram”, afirmou Costa.

A partir de hoje, a GNR pode começar a contratar os novos 500 membros efetivos do Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro (GIPS) e os 100 homens do Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA).

Além disso, a verba de até 10 milhões de euros destina-se para mais 200 guardas florestais e 600 guardas para reforço do dispositivo geral da GNR. Acrescem 6,5 milhões para a compra de veículos, material e equipamento individual. Já as Forças Armadas têm um total de 15,6 milhões.

Segundo o jornal, a SGMAI foi também autorizada a gastar 10,2 milhões para reforçar o SIRESP, e a APA tem 12 milhões para fazer intervenções urgentes em barragens para regularização fluvial.

Já a ANPC apenas tem autorização para gastar sete milhões de euros. Meio milhão para a revisão da sua orgânica e o restante para lançar campanhas de sensibilização, para dois programas do Estado (Aldeia Segura e Pessoas Seguras) e para criar a Rede Automática de Avisos à População.

Obras só terminam em dezembro

Na sequência dos incêndios de outubro, no concelho de Tondela serão reconstruidas 94 habitações (20 parcialmente e 74 totalmente) e 28 anexos, num valor total de 9,6 milhões de euros.

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Centro, Ana Abrunhosa, disse, durante a apresentação da empreitada de reconstrução em Tondela, que o objetivo é que estas obras estejam todas concluídas em dezembro.

António Costa considerou que se trata de uma situação diferente da dos incêndios de junho: “em Pedrógão trabalhámos sobretudo com empreitadas individuais, casa a casa, e aqui temos que trabalhar com grandes empreitadas que façam uma intervenção sobre um conjunto habitacional”.

O presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, referiu que “a tragédia ocorrida em outubro do ano passado ainda marca, de forma muito impressiva, a memória de todos”.

Entre outros danos, o incêndio destruiu quatro centenas de habitações (que se destinavam a primeira habitação, própria e permanente, segunda habitação e edificações devolutas). Por isso, o autarca considerou que “hoje é um dia marcante para se fortalecer a esperança” daqueles que acreditam na capacidade de regeneração do território.

As reconstruções de casas que foram destruídas nos incêndios de Outubro, um total de 1707 habitações, o Governo reservou um envelope de 45 milhões de euros, avança o Público.

Reconstruir centenas de casas será um programa para largos meses que se iniciou nesta quinta-feira pela mão do primeiro-ministro. A primeira das cinco grandes empreitadas na zona centro foi lançada em Tondela.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

DGS e Infarmed afastam terceira dose da vacina (e especialistas só querem vacinar jovens com comorbilidades)

O Infarmed afastou a necessidade de reforço da vacinação contra a covid-19 com uma eventual terceira dose. Em relação aos jovens entre os 12 e os 15 anos, a maioria dos especialistas da task force …

Sitava também desconvoca greve de julho e agosto na Groundforce

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) anunciou, esta sexta-feira, que desconvocou a greve prevista na Groundforce, nos dias 30, 31 de julho e 1 de agosto, depois da confirmação da TAP do …

Garantia da caução de 5 milhões de Berardo deverá incluir imóveis de pessoas próximas

A proposta de caução apresentada por Joe Berardo ao Tribunal Central de Instrução Criminal será composta por imóveis que pertencem a amigos e pessoas próximas. O Observador avança que a garantia da caução de Joe Berardo …

Cientistas descobrem qual a melhor altura para consumir proteínas

Uma equipa de investigadores sugere que a melhor altura para consumir proteínas é ao pequeno-almoço. É nesta altura do dia em que o corpo humano colhe mais benefícios. Os alimentos mais ricos em proteínas são os …

Matheus: "Não sei o que se passa em Barcelona, nem me trataram como jogador"

Matheus Fernandes tinha contrato com os catalães até 2025 mas, em junho, soube que ia sair do clube... por e-mail. Já assinou pelo Palmeiras mas não esquece o que aconteceu em Espanha. Tinha sido um dos …

Quem são os 91 portugueses nos Jogos Olímpicos (e as 4 medalhas que vão conquistar)

Participação portuguesa em Tóquio arranca neste sábado. Serão 91 atletas espalhados por 17 modalidades. Associated Press fez previsão para todas as especialidades presentes nos Jogos Olímpicos. Portugal teve 17 atletas na cerimónia de abertura dos Jogos …

Encontrada "impressão digital" do megatsunami provocado pelo asteróide que matou os dinossauros

Cientistas encontraram uma "impressão digital" no centro do Luisiana, nos Estados Unidos, do megatsunami provocado pelo asteróide que levou à extinção dos dinossauros. A devastação causada pelo asteróide que exterminou os dinossauros há 66 milhões de …

De que forma é o universo? Astrofísicos acreditam que pode ser um donut 3D gigante

Um novo estudo pode vir mudar a percepção de que o universo é infinito. Será que o universo é infinito? Qual será a forma do cosmos? Já há séculos que estas perguntas andam nas mentes dos …

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …