Com escolas abertas, Fenprof defende redução de turmas, testes obrigatórios e professores vacinados

Paulo Novais / Lusa

O secretário-geral da FENPROF, Mário Nogueira

O secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), Mário Nogueira, defendeu esta quarta-feira a necessidade de reduzir as turmas e de testar “todos os contactos próximos” de casos positivos de covid-19.

“Não há dúvida nenhuma que o ensino presencial é preferível ao ensino à distância”, afirmou Mário Nogueira, pedindo que se encontre “forma de criar turmas mais pequenas para garantir o distanciamento” físico.

O dirigente da Fenprof falava em conferência de imprensa virtual após o anúncio das medidas do novo confinamento geral que mantêm em funcionamento todos os estabelecimentos de ensino.

Mário Nogueira considerou a decisão do Governo de manter todos os escalões de ensino ativos em regime presencial acertada desde que tenha em conta a opinião dos especialistas.

O secretário-geral da Fenprof reforçou que não se pode repetir o que aconteceu no primeiro período: “Não basta dizer que as escolas vão estar abertas, é preciso fazer mais do que foi feito”, caso contrário, “o Governo pode estar a tomar uma posição verdadeiramente irresponsável”.

Para a Fenprof, “os testes têm de ser obrigatórios” em situação de infeções próximas e recusa que as escolas não sejam um fator de contágio, afirmando que nos últimos seis meses houve um aumento da taxa de infeção nos jovens em idade escolar.

Mário Nogueira alertou ainda para a necessidade do “reforço imediato” de operacionais para as limpezas das escolas, para a integração dos professores na segunda fase de vacinação e para a proteção dos professores que pertencem a grupos de risco.

O novo período de confinamento, que é semelhante ao de março, começa às 0h de sexta-feira e está previsto até 30 de janeiro. Esta quarta-feira, o primeiro-ministro António Costa anunciou que há uma “nova e única relevante exceção”: o normal funcionamento das escolas. “Iremos manter em pleno funcionamento todos os estabelecimentos educativos [creches, escolas e universidades], como têm estado a funcionar até agora”, disse Costa.

“As escolas são um local seguro e têm tido um comportamento exemplar. Tendo pesado os prós e contras da decisão, os prós superam os contras”, considerou Costa, acrescentando que vai existir uma “campanha de testes antigénio para detetar casos”.

Portugal ultrapassou esta quarta-feira os 500 mil infetados com covid-19 registados desde o início da pandemia, em março de 2020, e já morreram 8.236 pessoas, segundo o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.963.557 mortos resultantes de mais de 91,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pessoas com certas características podem ser mais suscetíveis a "ouvir" os mortos

Uma equipa de cientistas identificou certas características que podem tornar as pessoas mais suscetíveis a alegar que “ouvem” os mortos. Um novo estudo sugere que as pessoas que se descrevem como "clariaudientes" - em oposição a …

Sporting 1 - 0 SC Braga | Leões conquistam Taça da Liga com golo de Porro (e algum sofrimento)

O Sporting reconquistou hoje a Taça da Liga de futebol, ao vencer na final o Sporting de Braga, por 1-0, em Leiria, com um golo de Pedro Porro e enorme resistência durante a segunda parte. O …

Estados Unidos querem rever o acordo com rebeldes talibãs no Afeganistão

Os Estados Unidos indicaram hoje às autoridades afegãs o seu desejo de rever o acordo entre o Governo norte-americano e os talibãs, assinado em fevereiro de 2020, particularmente para "avaliar" o respeito dos rebeldes pelos …

"Excedeu todas as expetativas". Implante de córnea artificial devolve visão a homem cego

Um homem de 78 anos que estava cego dos dois olhos há 10 anos recuperou a visão após receber o primeiro implante de uma córnea artificial desenvolvida pela startup israelita CorNeat Vision. O implante CorNeat KPro …

Tenista João Sousa falha Open da Austrália após ter estado infetado

João Sousa vai falhar o Open da Austrália depois de ter estado infetado com o novo coronavírus, por determinação das autoridades australianas, anunciou hoje o tenista português. "É com muita tristeza que vos dou a conhecer …

Cientistas criam nova forma de produzir carne em laboratório (e prometem manter o sabor e a textura)

Uma equipa da McMaster desenvolveu uma nova forma de carne cultivada, através do uso de um método que promete manter o sabor e a textura mais naturais do que as outras alternativas à carne tradicional. Os …

Papa pede "jornalismo corajoso" e controlo de notícias falsas na Internet

O papa Francisco pediu hoje um "jornalismo corajoso" que venha ao encontro das pessoas e histórias, propondo ainda o controlo das notícias falsas na Internet, especialmente neste período de pandemia da covid-19. “Opiniões atentas lamentam, há …

A cidade mais antiga das Américas está sob ameaça de invasão (e a culpa é da pandemia)

Tendo sobrevivido durante cinco mil anos, o sítio arqueológico mais antigo das Américas está sob a ameaça de invasores que afirmam que a pandemia de covid-19 os deixou sem outra opção a não ser ocupar …

Suspeito do homicídio de Bruno Candé nega ter agido impulsionado por racismo

Evaristo Marinho disparou vários insultos racistas contra Bruno Candé: “Vai para a tua terra, preto, tens a família toda na sanzala e também devias lá estar”, foi um deles. Três dias depois acabou por matá-lo, …

Macaulay Culkin, o Kevin de "Sozinho em Casa", apela para que participação de Trump no filme seja retirada

A estrela do filme "Sozinho em Casa", Macaulay Culkin, fez comentários nas redes sociais onde apelou a que a participação especial de Donald Trump no filme seja removida digitalmente e substituída por uma versão mais …