“Erro involuntário e induzido”. Comissão da Carteira iliba Rodrigues dos Santos

José Rodrigues dos Santos / Facebook

José Rodrigues dos Santos, jornalista e escritor

José Rodrigues dos Santos, jornalista e escritor

O secretariado da Comissão da Carteira Profissional de Jornalista considera tratar-se de “um erro involuntário e induzido” a referência feita no feminino pelo jornalista José Rodrigues dos Santos, quando falava do deputado eleito pelo PS Alexandre Quintanilha.

O secretariado da CCPJ convocou uma reunião com o jornalista da RTP José Rodrigues dos Santos, que decorreu na semana passada, na sequência da referência no feminino feita pelo apresentador no Telejornal de 07 de outubro, quando falava do deputado eleito pelo PS Alexandre Quintanilha, a quem foram pedidas desculpas.

Nesse Telejornal, José Rodrigues dos Santos aludiu ao deputado mais velho, de 70 anos, referindo que foi “eleito ou eleita” pelo PS.

“Tendo ouvido as explicações do jornalista, dadas presencialmente numa reunião na semana passada, e analisando a documentação que facultou, entende o secretariado que a respetiva atuação não é objetivamente subsumível no ilícito referido“, refere o secretariado da CCPJ na sua deliberação datada desta quarta-feira.

Tratou-se de um erro involuntário e induzido, do qual já apresentou de resto, aos visados, no dia seguinte, um pedido público de desculpas, pelo que não se justifica a abertura de qualquer procedimento”, acrescenta.

A conduta é explicável por múltiplas razões, nomeadamente pela falta de uma mais cuidada e atenta preparação dos temas a tratar e a apresentar, mas não por um propósito discriminatório, que não se descortinou”, refere.

O secretariado adianta que a associação ILGA tinha apresentado uma queixa sobre a matéria.

A reunião do secretariado da CCPJ com o jornalista da RTP visava apurar, “sumária e preliminarmente, se a conduta do jornalista era suscetível de configurar uma violação do dever previsto no artigo 14.º/2, e) do Estatuto do Jornalista” de modo a deliberar sobre a abertura, ou não, de um inquérito ou de um processo disciplinar”

O artigo em causa visa o dever de ‘não tratar discriminatoriamente as pessoas, designadamente em razão da ascendência, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual’.

Contactado pela Lusa, José Rodrigues dos Santos afirmou que “a mentira lava-se com a verdade“.

A polémica levou a que a Entidade Reguladora para a Comunicação Social tenha aberto um processo contra a RTP, explicando que tal “deve-se a indícios de violação de direitos fundamentais dos cidadãos”.

Por outro lado, o presidente do regulador dos media, Carlos Magno, não subscreveu a abertura do processo por considerar que este não irá trazer “nada de novo”.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Esta deveria ser boa para os que vagueiam por aí e só sabem andar de dedo em riste! Para esses ética e moral são “coisas de outros mundos”

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …