“Erro involuntário e induzido”. Comissão da Carteira iliba Rodrigues dos Santos

José Rodrigues dos Santos / Facebook

José Rodrigues dos Santos, jornalista e escritor

José Rodrigues dos Santos, jornalista e escritor

O secretariado da Comissão da Carteira Profissional de Jornalista considera tratar-se de “um erro involuntário e induzido” a referência feita no feminino pelo jornalista José Rodrigues dos Santos, quando falava do deputado eleito pelo PS Alexandre Quintanilha.

O secretariado da CCPJ convocou uma reunião com o jornalista da RTP José Rodrigues dos Santos, que decorreu na semana passada, na sequência da referência no feminino feita pelo apresentador no Telejornal de 07 de outubro, quando falava do deputado eleito pelo PS Alexandre Quintanilha, a quem foram pedidas desculpas.

Nesse Telejornal, José Rodrigues dos Santos aludiu ao deputado mais velho, de 70 anos, referindo que foi “eleito ou eleita” pelo PS.

“Tendo ouvido as explicações do jornalista, dadas presencialmente numa reunião na semana passada, e analisando a documentação que facultou, entende o secretariado que a respetiva atuação não é objetivamente subsumível no ilícito referido“, refere o secretariado da CCPJ na sua deliberação datada desta quarta-feira.

Tratou-se de um erro involuntário e induzido, do qual já apresentou de resto, aos visados, no dia seguinte, um pedido público de desculpas, pelo que não se justifica a abertura de qualquer procedimento”, acrescenta.

A conduta é explicável por múltiplas razões, nomeadamente pela falta de uma mais cuidada e atenta preparação dos temas a tratar e a apresentar, mas não por um propósito discriminatório, que não se descortinou”, refere.

O secretariado adianta que a associação ILGA tinha apresentado uma queixa sobre a matéria.

A reunião do secretariado da CCPJ com o jornalista da RTP visava apurar, “sumária e preliminarmente, se a conduta do jornalista era suscetível de configurar uma violação do dever previsto no artigo 14.º/2, e) do Estatuto do Jornalista” de modo a deliberar sobre a abertura, ou não, de um inquérito ou de um processo disciplinar”

O artigo em causa visa o dever de ‘não tratar discriminatoriamente as pessoas, designadamente em razão da ascendência, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual’.

Contactado pela Lusa, José Rodrigues dos Santos afirmou que “a mentira lava-se com a verdade“.

A polémica levou a que a Entidade Reguladora para a Comunicação Social tenha aberto um processo contra a RTP, explicando que tal “deve-se a indícios de violação de direitos fundamentais dos cidadãos”.

Por outro lado, o presidente do regulador dos media, Carlos Magno, não subscreveu a abertura do processo por considerar que este não irá trazer “nada de novo”.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Esta deveria ser boa para os que vagueiam por aí e só sabem andar de dedo em riste! Para esses ética e moral são “coisas de outros mundos”

RESPONDER

Morreu um dos jovens infetados com peste negra na Mongólia

Morreu um dos jovens infetados com peste bubónica, também conhecida como peste negra, na Mongólia. O rapaz contraiu a doença depois de ter comido carne de marmota. Um jovem de 15 anos morreu, esta segunda-feira, vítima …

PCP quer Costa no Parlamento de 15 em 15 dias (e não vai contribuir para acabar com os debates quinzenais)

O PCP não concorda que será o fim da democracia caso os debate quinzenais passem a mensais. No entanto, não vai contribuir para acabar com este modelo. Ao Expresso, o deputado comunista António Filipe Duarte garantiu …

"Espero contar tudo o que sei". Cientista chinesa fugiu da China para alertar que "não temos muito tempo"

A virologista chinesa Li-Meng Yan, que fugiu para os Estados Unidos, deu uma segunda entrevista à Fox News, na qual alertou que "não temos muito tempo".   Li-Meng Yan, especialista em virologia e imunologia, era uma …

Galp perde 60 milhões de euros em negócios não autorizados

A Galp perdeu 60 milhões de euros em negócios não autorizados com licenças de CO2. A petrolífera já avançou com ações disciplinares e uma auditoria. A Galp informou que foram identificadas transações, não autorizadas pela empresa, …

"Bandeira vermelha". Tóquio em alerta máximo após aumento de novas infeções

A capital do Japão, Tóquio, com 14 milhões de habitantes, está no nível mais alto de alerta para o novo coronavírus após um aumento dos casos registados. “Os especialistas disseram-nos que a situação das infeções está …

Operação Saco Azul. Empresas "zombie" terão desviado 1,8 milhões do Benfica

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e a SAD do clube lisboeta foram constituídos arguidos pelo crime de fraude fiscal, no âmbito da operação ‘saco azul’, confirmou esta terça-feira à agência Lusa fonte oficial …

Maçãs com preços em alta, menos vinho e cerveja a estragar-se (os efeitos da pandemia)

A pandemia de covid-19 está a levar milhares de litros de cerveja a estragar-se, enquanto os produtores de vinho temem uma quebra na produção e, logo, nos lucros. Enquanto isso há menos maçãs e mais …

TAD anula sanção de cinco jogos à porta fechada ao Benfica

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) deu provimento ao recurso do Benfica e revogou a sanção de cinco jogos à porta fechada imposta pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ao clube, pelo apoio prestado a …

Costa vira à esquerda, mas Catarina Martins diz que "não pode ser só conversa"

Esta quarta-feira, António Costa lança as negociações para o Orçamento do Estado para 2021 com os partidos que, até aqui, foram seus aliados. O primeiro-ministro insiste que o caminho da sua governação passa por entendimentos à …

No novo ano letivo, a Educação Física continua a ser maior incógnita

No início de julho, o Ministério da Educação anunciou algumas orientações sobre o próximo ano letivo que não contemplavam a Educação Física e o futuro da disciplina continua a ser uma incógnita.  Nas escolas, a falta …