ERC recebe queixas contra CMTV por imagens chocantes do atentado de Nice

Alberto Estevez / EPA

-

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) recebeu até sexta-feira ao final da tarde sete participações relativas às imagens emitidas pela CMTV alusivas ao atentado de Nice, que causou a morte de 84 pessoas.

“Deram entrada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social, até à data, 7 participações referentes às imagens emitidas no serviço de programas CMTV alusivas ao atentado ocorrido em Nice”, refere a ERC, numa informação enviada à agência Lusa.

Questionada pela Lusa sobre se houve queixas relativamente a imagens do atentado de Nice divulgadas por outros órgãos de informação nacionais, a ERC disse que apenas recebeu participações relativas à CMTV.

Na sexta-feira, logo a seguir à noite do atentado na cidade francesa, o produtor e sonoplasta Vasco Pimentel criticava, num posto copm o título “CMTV, não vale tudo pelas audiências!” no blogue Aventar, o facto de a CMTV estar a passar “em loop ininterrupto, imagens de mortos na Promenade des Anglais.

Seminus, estropiados, desarticulados, a escorrer litros de sangue, de olhos abertos, tudo”, critica Vasco Pimentel.

No site Tugaleaks, o jornalista Rui Cruz lamentou também que a CMTV tivesse insistido em exibir “imagens de cadáveres, pessoas seminuas, crianças mortas e cabeças esmagadas, reforçadas com a chamada veja fotogaleria, publicado no Facebook e no seu site”.

Nas redes sociais, várias pessoas manifestaram-se igualmente contra o canal do Correio da Manhã e, como agora se confirma, algumas delas apresentaram mesmo queixa na ERC.

Em França levantou-se igualmente controvérsia depois de a televisão pública France 2 ter emitido imagens chocantes que mostravam o camião do terrorista a passar por cima da multidão.

Boa noite, senhor, acaba de perder a sua mulher. Qual é a sua reacção, em directo para a France 2?, terá também perguntado um jornalista do canal a um homem que chorava, ajoelhado ao pé do cadáver da mulher.

Os responsáveis da France 2 já apresentaram um pedido público de desculpas pelo sucedido.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Não sei o que mais será preciso para perceberem que o CM (TV igualmente) é “algo” que não deve ser visto. Não acabar com ele! Não! Não quero ultrapassar leis/regras/éticas como o CM costuma fazer, não (tudo é válido para vender). Mas, se ninguém ler/assistir o CM este acaba por se extinguir. Quando não há procura a oferta extingue-se. E isto só depende dos leitores. Sim! Há muitos portugueses que preferem ler mer… (e têm todo o direito).

    • Os que preferem ler merd@, por incrível que pareça, foram aqueles que apresentaram participações. Penso estar tudo dito acerca dessas pessoas. Só não compreendo onde está agora a indignação por estas imagens e não por outras similares mas sentido oposto.

  2. Por acaso não vi as imagens mas, a avaliar pelo que li, é escabroso.
    Não tenho por norma ver esse canal. Das raras vezes que vi a CMTV, foi numa espécie de zapping e são, no máximo 1 ou 2 minutos, tempo suficiente para perceber que são o pasquim CM mas em versão de televisão.

  3. As pessoas que estão a queixar-se destas imagens, por irónico que pareça, não se queixaram das imagens fictícias, a maior parte delas, das criancinhas refugiadas que deram à costa. Qual o fundamento desta gente que se recusa a saber o que se passa na UE?

Autoridades descartam participação da milícia "Escritório do Crime" no caso Marielle Franco

O envolvimento da milícia conhecida como "Escritório do Crime" no homicídio da vereadora e ativista Marielle Franco chegou a ser investigado, mas foi descartado pela polícia brasileira. O delegado brasileiro Daniel Rosa, da cidade do Rio …

Desconfinamento não foi suficiente. Desemprego volta a subir em Espanha para valores de 2016

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego em Espanha voltou a aumentar em 5.107 pessoas em junho, uma desaceleração em relação a maio, atingindo um total de 3.862.883 espanhóis. De acordo com os …

Governo vai monitorizar discurso de ódio na Internet

O Governo vai monitorizar o discurso de ódio nas plataformas online, estando "em vias" de dar início à contratação pública de um projeto que deverá traduzir-se num barómetro mensal de acompanhamento e identificação de sites. Segundo …

Tribunal britânico decide que é Guaidó (e não Maduro) quem manda nas reservas de ouro da Venezuela

A justiça britânica decidiu esta quinta-feira que é o líder da oposição venezuelana Juan Guaidó e não o Presidente Nicolás Maduro quem tem autoridade sobre as reservas de ouro da Venezuela depositadas no Banco de …

Mistério resolvido. Cientistas descobriram como é que as cobras "voam"

Nem todas as cobras se movem arrastando-se discretamente pelo chão. Há uma cobra do género Chrysopelea que parece voar de árvore em árvore. Agora, os cientistas descobriram como é que estes animais se movem pelo …

Mais de 80 mil pessoas registaram-se na Segurança Social desde janeiro

O programa “Segurança Social na Hora”, criado em janeiro deste ano, abrangeu até ao momento 80.700 pessoas, de acordo com os dados divulgados pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS). Ana Mendes Godinho avançou …

Douro. Poluição regressa a valores anteriores ao estado de emergência

Os valores de contaminação do estuário do rio Douro, que durante o estado de emergência baixaram a níveis só vistos há mais de 30 anos, já regressaram aos valores pré-pandemia. As boas notícias "rapidamente se esfumaram". …

Reino Unido deixa cair pontes aéreas e prepara levantamento da quarentena para dezenas de países

O Reino Unido vai deixar cair o plano para a criação de pontes aéreas e prepara-se para substituir a medida pela isenção de quarentena para dezenas de países. Dezenas de países vão ficar isentos de restrições …

Medina clarifica críticas em público: eram para chefias regionais (e não para Temido)

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Media, veio esta quarta-feira a público esclarecer as duras críticas que vez relativamente à atuação das autoridades de saúde no combate à pandemia de covid-19. No seu habitual espaço …

Fraude nas viagens entre ilhas e continente. PJ desmantela mais uma rede criminosa

Esta quarta-feira, foi desmantelada mais uma rede criminosa que se aproveitava de forma fraudulenta do subsídio que financia as deslocações dos habitantes dos Açores e da Madeira ao continente. Existem fraudes nos subsídios das viagens entre …