ERC investiga polémica reportagem da TVI sobre o incêndio em Pedrógão Grande

Judite de Sousa / Facebook

A jornalista e apresentadora Judite de Sousa

A jornalista e apresentadora Judite de Sousa

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) abriu um inquérito a uma reportagem emitida pela TVI, no domingo, no Jornal Nacional, sobre os incêndios em Pedrógão Grande. Em causa está uma peça com Judite de Sousa ao lado de um cadáver.

Num comunicado, a ERC explica que recebeu “mais de 100 participações que contestam o plano televisivo em que aparece um dos cadáveres da tragédia, na referida reportagem”, sobre o grande incêndio em Pedrógão Grande que provocou 64 vítimas mortais.

“A ERC, consciente do estado de choque em que o País se encontra, sintoniza-se com a sociedade portuguesa e espera que a comunicação social seja de uma sensibilidade profissional a toda a prova, neste momento de luto nacional”, refere.

Horas antes, também o Sindicato dos Jornalistas condenou o sensacionalismo da cobertura noticiosa dos incêndios, recordando que “não deve ser perturbada a dor” das pessoas envolvidas e apelando a acções contra os jornalistas incumpridores do Código Deontológico.

Em comunicado, o sindicato insta ainda os órgãos reguladores, nomeadamente a ERC e a Comissão da Carteira Profissional de Jornalista, “a agirem” perante os casos de cobertura noticiosa que não cumpram as regras deontológicas.

TVI diz que “não recebe lições de ninguém”

A Direcção de Informação da TVI já reagiu ao processo da ERC e às críticas apontadas ao canal, realçando num comunicado que “não recebe lições de ninguém sobre sensibilidades profissionais”.

A estação televisiva pede esclarecimentos ao regulador e acusa-o de “ensaiar julgamentos morais com critérios que não são explicados”.

“Porquê a TVI? Porquê só a TVI? E o que de especial havia nessa reportagem que motiva a ERC justificar-se com uma sintonia ‘com a sociedade portuguesa’ que nunca ninguém viu?”, questiona ainda o canal, citando exemplos de algumas práticas menos éticas levadas a cabo por outros órgãos de comunicação social.

O canal nota que outros órgãos de informação “decidiram revelar as fotos de crianças que morreram nos incêndios”, enquanto “outras televisões abriram os seus principais serviços noticiosos mostrando corpos espalhados no chão“.

“Conscientemente a TVI tem procurado respeitar a dor de quem sofre, sem a esconder“, sublinha também o comunicado que refere o “esforço de contenção” dos jornalistas do canal, “sem prejuízo do rigor, da verdade” e da “orientação editorial” definida do que é uma “notícia relevante”.

“A informação da TVI faz jornalismo. Apura factos, vai para o terreno, procura proximidade com os portugueses – e tem-no feito com sucesso, porque recolhe há anos consecutivos, mês após mês, a preferência da maioria dos cidadãos“, refere-se ainda no comunicado.

No seu perfil do Facebook, o director de Informação da TVI, Sérgio Figueiredo, partilhou o comunicado do canal com a nota de que “não é a favor de nada, nem ninguém precisa de favor”, mas “apenas um manifesto contra esta forma de estar da carneirada“.

Polémica emissão da TVI lidera audiências

O Especial Informação da TVI, intitulado “Inferno em Pedrógão”, foi líder de audiências.

Durante o programa que tanta polémica gerou, nomeadamente nas redes sociais, devido à reportagem de Judite de Sousa nos escombros da tragédia, a TVI registou uma audiência média de 13,1% e share de 30,5%.

Foi assim, o programa mais visto no seu horário. Quase 1,3 milhões de espectadores acompanharam a emissão da estação de Queluz.

ZAP // Lusa / Move / Espalha Factos

10 COMENTÁRIOS

  1. mas esta tudo ”maluco” em portugal. deixem a mulher trabalhar…. no meio da confusão dizemos e fazemos coisas que não é o que sentimos nem com o contexto que lhe querem dar. gente venenosa!!!! se diz é porque diz e se não diz deveria ter dito…… temos pessoa a fazerem coisas piores e está tudo de bico calado…. bem aventurados os pobres de espírito que é deles o reino dos céus….. deixem em paz as pessoas!!! eu vi e não entendi maldade em nada!!! e não venham já os comentários de ”tontos” pois eu senti e vivi muito todos esses momentos de aflição e dor. deixem sossegar o povo exausto!!! haja respeito !!!! agora todos querem protagonismo com o infortúnio dos outros!!!!

    • Tudo maluco não, mas a JS certamente que está…
      Trabalhar?!
      Só faz cenas tristes!…
      Se está doente que se vá tratar e deixe o jornalismo para quem sabe e tem o mínimo de bom senso!!
      Eu vi e logo na altura comentei que a TVI deveria ter vergonha do “lindo serviço” que estava a fazer..

    • Tudo maluco não, mas a JS certamente que está…
      Trabalhar?!
      Só faz cenas tristes!…
      Se está doente que se vá tratar e deixe o jornalismo para quem sabe e tem o mínimo de bom senso!!
      Eu vi e logo na altura comentei que a TVI deveria ter vergonha do “lindo serviço” que estava a fazer…

  2. meu caro,

    esta senhora perdeu um filho há não muito tempo, agora imagine o que a mesma sra sentiria se fizessem uma reportagem ao lado do cadáver do filho.

    a mesma sra pediu recato qdo perdeu o filho, o que acho muito bem, pena que parece que quer ela quer a sua estação de tv só achem isso qd o mal lhes bate à porta.

    • Por acaso viu, ou reconheceu alguém? Entendeu, como toda a gente que viu, que ali estaria alguém sem vida. Soube identificar alguém? doeu-lhe muito?

      Doeu muito o saber-se da tragédia. Imaginamos a dor dos que perderam pessoas e/ou bens. Dos feridos que ainda sofrem as dores físicas e da alma. Mas a maior dor, é o conhecimento da tragédia, certo? Respeito pela dor de cada um nada tem a ver com o que se vê na reportagem. Dor sente cada um de nós ao conhecer números de vidas que se perderam e dos feridos que ainda estão em sofrimento. A uns, paz à sua alma, já que mais nada podemos fazer. A estes outros, desejamos o alívio das dores físicas, e o adormecimento das dores da alma, dentro da medida do possível. Que Deus lhes dê as forças de que tanto precisam.

    • Qualquer trabalhador quando morre 1 filho só tem direito a 5 dias de licença essa filha de um comunista teve 6 meses e não se tratou?

  3. O que fez a Dona Judite de Sousa a alguns portugueses, para estarem sempre a persegui-la. Ela realizou o trabalho que a TVI a mandou fazer. O que tem de mal a sua reportagem? Filmou pessoas que faleceram e ao fazê-lo, relembrou a imagem do seu filho falecido e só um grande profissionalismo a manteve no posto.
    Vamos amar mais os nossos irmãos e não vamos atirar pedras, seja a quem for, porque também temos telhados de vidro. Ninguém é santo, porque se o fossem, estavam todos nos altares. Vamos deixar de ser ignorantes e vamos acusar aqueles que permitem que as nossas matas tenham tanta quantidade de mato que é autêntica pólvora, para que os incêndios deixem de ter controle. Vamos compreender as falhas dos nossos irmãos, porque todos nós falhamos. Vamos substituir o coração de pedra que temos, no peito, pelo coração humano que Deus nos concedeu.

  4. O pior é que este “jornalismo”, tipo correio da manhã está a alastrar. Veja-se o que aconteceu com a queda do avião canadair e da morte do piloto inglês que o pilotava e a reação da Sara Antunes de Oliveira, que em vez de fazer “mea culpa” desatou a acusar os outros da sua incompetência. Isto não tem nada a ver com jornalismo.

  5. A senhora Judite , para quem se lembre, juntamente com José Alberto Carvalho, quando estavam na RTP, foram responsáveis por manipulação ou omissão de notícias desfavoráveis ao governo de Sócrates. Jornalistas de qualidade, portanto, fazem o que lhes mandam, independentemente se é correcto, se corresponde ao código deontológico ou não. Já à TVI o que interessa são as audiências acima de tudo, basta ver o tipo de programação do canal. O único programa que foge à banalidade é o Governo Sombra, e sempre que há algo a acontecer na altura da sua transmissão, este passa para 2º plano: ou é interrompido (como foi no caso deste incêndo); ou é gravado e passado mais tarde (eleições para a presidência do Sporting!); ou passa só na TSF (por causa do último europeu). E o programa começa à meia noite de sábado para domingo, mas pelos vistos estorva muito, mesmo a essa hora tardia! Não estou a por em causa desta vez, mas relembro que a TVI24 esteve à espera para começar a reportagem do desastre da chegada do presidente Marcelo, não começou antes deste chegar! Isto mostra a preocupação com as vítimas acima de tudo do canal… Para terminar, Judite é tão boa jornalista, que na última entrevista ao 1º ministro António Costa, afirmou que este tinha sido ministro da administração interna de Guterres, sendo logo corrigida por Costa, pois este foi ministro nesta área mas de Sócrates. Enfim…

RESPONDER

-

Alemanha emite notas de zero euros (com autorização do BCE)

O Banco Central Europeu autorizou a Alemanha a emitir notas de zero euros que não servem para fazer compras, mas que estão a render bom dinheiro ao estado de Schleswig-Holstein, no norte do país. Estas notas …

-

Caso dos cães: Austrália ameaça julgar Johnny Depp por perjúrio

O vice-primeiro-ministro australiano, Barnaby Joyce, ameaçou hoje denunciar o ator Johnny Depp por perjúrio caso seja provado que mentiu, depois de ter entrado ilegalmente com dois cães na Austrália. Barnaby Joyce proferiu estas declarações depois …

-

Um ano de prisão para adolescentes portugueses por gravarem nome no portão de Auschwitz

Dois adolescentes católicos portugueses foram hoje condenados por um tribunal polaco a um ano de prisão, com pena suspensa por terem gravado os nomes no portão da entrada principal de Auschwitz-Birkenau, por onde chegavam os …

-

O candidato que não chegou a ser lança um livro e conta tudo

Joaquim Jorge ia ser. Mas depois não foi, não chegou a ser. O biólogo e fundador do Clube dos Pensadores vai fazer a sua "última intervenção pública". E sobre o assunto, segundo conta ao ZAP, …

Bombeiros tentam combater o fogo na Serra da Arada, em São Pedro do Sul, Viseu

SIRESP diz que "não houve falhas" no combate ao incêndio em Pedrógão Grande

Um relatório de desempenho publicado, esta terça-feira, no portal do Governo pela entidade operadora do SIRESP conclui que não houve interrupções no funcionamento da rede e que o sistema esteve à altura do combate às …

-

ANAC pondera alterar regulamento dos drones, mas aposta é na prevenção e sensibilização

O regulador da aviação civil - ANAC - pondera alterar o regulamento relativo à operação de drones, mas diz que a aposta é na prevenção e sensibilização dos utilizadores, sublinhando que o registo obrigatório destes …

-

Ciberataque que começou na Ucrânia já atingiu vários países europeus

Um ataque informático que atingiu esta terça-feira, numa primeira fase, bancos e empresas na Ucrânia e na Rússia espalhou-se à Europa Ocidental, afetando vários grandes grupos internacionais, confirmaram algumas das empresas lesadas. A transportadora marítima dinamarquesa …

-

Facebook, Microsoft, Twitter e YouTube unidos no combate ao terrorismo

As empresas Facebook, Microsoft, Twitter e YouTube anunciaram esta segunda-feira que formaram um grupo para combater o terrorismo através do seu trabalho conjunto, a promoção de pesquisas e a colaboração com organizações e instituições. A união …

Rescaldo do incêndio em Valongo, Pedrogao Grande

Ordem dos Advogados de Coimbra faculta apoio jurídico às vítimas do incêndio

O Conselho Regional de Coimbra da Ordem dos Advogados disse esta terça-feira que está disponível para facultar apoio jurídico às vítimas dos incêndios de grandes proporções que atingiram a região Centro. "O Conselho Regional de Coimbra …

Nicola Sturgeon, primeira-ministra da Escócia

Governo escocês suspende processo legislativo para segundo referendo à independência

A chefe do governo autónomo escocês anunciou, esta terça-feira, a decisão de suspender a proposta de lei para a realização de um segundo referendo à independência do país. Numa declaração na assembleia regional de Holyrood, a …