Entre farpas a Biden e Fauci, Trump admitiu concorrer à Casa Branca em 2024 (e vencer pela “terceira vez”)

Cristobal herrera-Ulashkevich / EPA

No primeiro discurso desde que saiu da Casa Branca, o antigo presidente Donald Trump deu a entender que vai concorrer novamente em 2024 e disse que Joe Biden “perdeu a Casa Branca”.

O ex-presidente dos Estados Unidos recebeu aplausos ao dizer à multidão na Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC) que pode tentar reconquistar a Casa Branca.

De acordo com o jornal britânico The Independent, Trump fez esta afirmação ao dizer à audiência da conferência em Orlando, Flórida, que Biden suportou “o primeiro mês mais desastroso de qualquer presidente na história moderna”.

Segundo o antigo presidente, a política de imigração de Biden deve resultar em grandes perdas no meio do mandato de 2022 e nas eleições presidenciais de 2024.

“Na verdade, como sabem, acabaram de perder a Casa Branca, mas é uma daquelas coisas – mas quem sabe, quem sabe, posso até decidir vencê-los pela terceira vez, ok?”, disse.

Trump prometeu “discutir o futuro” do partido e do país. “Vou continuar a lutar ao vosso lado, vamos fazer o que fizemos desde o início, que é ganhar”, afirmou, garantindo que não vai criar um novo partido. “Temos o Partido Republicano”, que “vai ser mais forte do que nunca”.

No mesmo discurso, Trump voltou a falar da pandemia, mencionando o “vírus da China” ao referir-se à covid-19 e criticou o especialista Anthony Fauci por encorajar as pessoas a usarem duas máscaras quando estiverem em público.

“Máscaras duplas, essa foi uma das novas que saiu há algumas semanas”, disse Trump. “Primeiro, Fauci disse que não é preciso máscaras. Agora, de repente, quer as máscaras, mas agora quer máscaras duplas.”

O ex-presidente marcou presença na CPAC de 2021, que existe desde 1974 e é vista como o encontro mais influente dos conservadores dos Estados Unidos, bem como um barómetro da direção política do Partido Republicano. A conferência começou na quinta-feira no Hyatt Regency Hotel.

Este é o primeiro discurso de Trump desde que deixou o cargo enquanto presidente dos Estados Unidos. O discurso acontece poucas semanas depois de ter sido absolvido da acusação de “incitamento à insurreição” — no julgamento de impeachment, alguns membros do partido Republicano votaram contra o ex-presidente.

A CNN adianta que a Trump venceu uma sondagem, onde os participantes da CPAC foram questionados sobre o seu candidato favorito. Foram realizadas duas sondagens e apenas uma incluiu o nome de Trump — nessa, o ex-presidente venceu com 55% dos votos. Na segunda sondagem, DeSanti DeSantis ficou muito à frente da concorrência. Os resultados sugerem que há interesse noutros candidatos.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Astrónomos descobrem uma super-Terra perto de uma estrela gelada

Uma equipa de investigadores descobriu uma super-Terra a orbitar GJ 740, uma estrela anã fria localizada a cerca de 36 anos-luz do nosso planeta. Nos últimos anos, os cientistas têm levado a cabo uma busca exaustiva …

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …