/

Enfermeiro norte-americano teve teste positivo após receber vacina. E é normal

2

Um enfermeiro norte-americano de 45 anos foi diagnosticado com covid-19 seis dias depois de ter tomado a primeira dose da vacina contra a doença. Contudo, a situação não surpreendeu os especialistas, e deixa em evidência a importância de manter as medidas de higienização e de distanciamento social.

Segundo a ABC, Matthew W. tomou a primeira dose da vacina da Pfizer no dia 18 de dezembro. Seis dias depois, o enfermeiro, que trabalha na cidade de San Diego, na Califórnia, apresentou sintomas compatíveis com a covid-19. Após realizar o teste, foi diagnosticado como positivo.

Apesar de inesperada, a situação não surpreendeu os especialistas em saúde pública, uma vez que o enfermeiro só tinha tomado a primeira das duas doses da vacina e ainda não tinha passado tempo suficiente para que a imunidade se começasse a desenvolver no seu corpo.

Christian Ramers, especialista em doenças infecciosas, explicou, em declarações à estação televisiva, que os médicos sabem “pelos ensaios clínicos realizados, que demora 10 a 14 dias até estar criada a proteção fornecida pela vacina”. Segundo o médico, , mesmo após esses dias, só a segunda dose da vacina concluirá o processo de imunização.

“Pensamos que a primeira dose dê cerca de 50% (de imunidade) e é preciso uma segunda dose para chegar aos 95%“, referiu. A vacina da Pfizer é tomada em duas doses, separadas por um período de três semanas, e mesmo após a segunda dose, tem uma eficácia comprovada de 95%.

O especialista diz que, por esta razão, o caso do enfermeiro não levanta qualquer questão sobre a eficácia da vacina, acrescentando ainda a possibilidade de o enfermeiro já ter contraído o vírus antes de ser vacinado, uma vez que o período de incubação do vírus é de 14 dias.

Ramers garante que a vacina é eficaz, mas não vai acabar com a pandemia em poucos dias. “Será um processo longo, de semanas a meses enquanto distribuímos a vacina”, explicou o médico, salientando que durante todo este tempo é necessário manter as normas de prevenção atualmente recomendadas nos últimos meses.

  Ana Moura, ZAP //

2 Comments

  1. Só para deixar os meus parabéns ao ZAP pela forma responsável como enquadrou o titulo desta notícia. A concorrência, infelizmente, tem recorrido ao clickbait.

  2. Totalmente de acordo com o Francisco. Informação e não sensacionalismo! Felizmente é uma situação normal dado o período que decorreu entre a vacina e os sintomas. Haja civismo, a vacinação será fundamental! Não duvidem!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.