Enfermeira alertou para problemas graves cinco dias após primeiro caso em Reguengos

Pedro Sarmento Costa / Lusa

A enfermeira incumbida pelo delegado de saúde local de visitar o lar alertou para problemas graves cinco dias após primeiro caso de infeção do novo coronavírus em Reguengos.

O surto de Reguengos de Monsaraz, detetado em 18 de junho, provocou 162 casos de infeção, a maior parte no lar (80 utentes e 26 profissionais), mas também 56 pessoas da comunidade, tendo morrido 18 pessoas (16 utentes e uma funcionária do lar e um homem da comunidade).

Apenas cinco dias depois de ter sido identificado o primeiro caso no lar, a enfermeira incumbida pelo delegado de saúde local de visitar o edifício já alertava para vários problemas graves, avança o jornal Público.

Havia quartos com seis camas que não permitiam o distanciamento social adequado e não havia equipas distintas de cuidadores para os infetados e os não infetados.

O Público teve acesso ao relatório preliminar da autoridade de saúde pública do Agrupamento dos Centros de Saúde (ACES) do Alentejo Central. Na troca de correspondência, os médicos adiantavam que três utentes sem testes positivos partilhavam quartos com doentes com testes positivos e assinalavam a “confusa” organização do lar.

“Uma utente positiva deambulava com uma garrafa de água à procura de uma casa de banho para encher a sua garrafinha. Dirigiu-se à ala dos utentes negativos, à casa de banho que lhe seria familiar”, retratou a enfermeira que fez a avaliação técnica da situação no lar. No dia em que lá esteve, não havia enfermeiro nem funcionários para a limpeza.

As deficiências detetadas foram comunicadas à direção técnica do lar para que a situação pudesse ser retificada e melhorada.

O delegado de saúde salienta “que houve sempre grande dificuldade” em mobilizar recursos médicos e de enfermagem para os cuidados aos residentes positivos e que, “nos primeiros dias houve, “uma aparente subvalorização do risco e complexidade do seguimento destes doentes”, escreve o Público.

PS contra “aproveitamento político”

A Federação de Évora do PS lamentou esta quinta-feira “profundamente a tragédia” no lar em Reguengos de Monsaraz e disse repudiar “o aproveitamento político injusto e desonesto” da situação.

Em comunicado, a federação socialista “lamenta profundamente a tragédia que se abateu” sobre o Lar de Idosos da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS) de Reguengos de Monsaraz, que culminou com a morte de 18 pessoas, e repudia “o aproveitamento político injusto e desonesto levado a cabo por forças partidárias”.

A federação do PS, na nota de imprensa enviada hoje à agência Lusa, critica diretamente o PSD, partido que “chegou ao cúmulo de falar em teia partidária, insinuando ligações partidárias entre o presidente da ARS [Administração Regional de Saúde] de Évora e a autarquia de Reguengos de Monsaraz”, presidida por José Calixto (PS).

“Tal acusação é injusta porque inexistente e desonesta”, afirmou o PS, justificando que “ninguém melhor que o PSD sabe perfeitamente que o atual presidente da ARS de Évora [José Robalo] foi nomeado pelo Governo de Passos Coelho e exerceu essas funções durante toda a governação do Governo PSD/CDS”, pode ler-se.

O PS reagia a um comunicado do PSD, divulgado no domingo, que denunciou uma “teia de relações partidárias” entre a ARS e segurança social no Alentejo e exigiu o apuramento de responsabilidades pela morte de 18 doentes com covid-19 em Reguengos de Monsaraz.

O PSD, nesse comunicado, aludiu a uma “teia de relações partidárias que se estabelece com a Administração Regional de Saúde e o Centro Distrital da Segurança Social” e exige o apuramento de “responsabilidades políticas municipais e distritais”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Como é o Partido Socialista a governar não se pode denunciar nada do que está mal, é logo aproveitamento político, esquecem-se que quando é o PSD no governo tudo serve de arremesso político, que gentinha mais incomodada

  2. Com um governo com justiça,estes trafulhas da direção do lar,já estariam todos presos.Mas o Costa e a ministra da saúde não se livram de responsabilidades,têm todos as mãos sujas do sangue dos pobres idosos que faleceram por culpa destes incompetentes.É uma vergonha o que se passou e passa nos lares do nosso país,mais parece um sistema organizado para limpar os nossos idosos da face da terra para que o governo não gaste nada com manter estes pobres cidadãos a viver mais algum tempo.Assassinos.

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …

Marcelo promulga uso obrigatório de máscara na rua por 70 dias

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto da Assembleia da República que determina o uso obrigatório de máscara na rua, por um período de 70 dias, sempre que não seja possível cumprir o …