Encontrado porta-aviões dos EUA naufragado na II Guerra Mundial

Os destroços de um porta-aviões USS Hornet (CV-8) afundados há mais de 75 anos durante uma batalha da II Guerra foram encontrados no final de janeiro passado pelo navio de investigação e exploração submarina da Petrel.

De acordo com a empresa de exploração subaquática, o casco foi encontrado no fundo do Oceano Pacífico a 5400 metros de profundidade perto das Ilhas Salomão.

Nas fotografias divulgadas pelos especialistas, pode ver-se que, apesar de ter passado quase um século nas profundezas do mar, o casco e muitos dos pequenos objetos que seguiam a bordo encontram-se em bom estado de conservação.

Este não é o primeiro navio encontrado pela equipa da Petrel, que faz parte de um dos projetos filantrópicos de Paul Allen, o bilionário e co-fundador da Microsoft que faleceu a 16 de outubro. Entre as iniciativas financiadas pelo empreendedor, estão o programa Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI) e o Stratolaunch, a maior aeronave do mundo.

“Tínhamos o Hornet na nossa lista de navios da II Guerra que queríamos localizar devido ao seu lugar na história como um porta-aviões que vivenciou muitos momentos importantes em batalhas navais”, explicou Robert Kraft, diretor de operações submarinas da Vulcan, outra das empresas de Allen.

A missão da Petrel visa procurar e documentar naufrágios históricos, debruçando-se com especial atenção no período da II Guerra Mundial. A empresa possuiu equipamentos muito avançados tecnologicamente, incluindo dois veículos subaquáticos, um dos quais autónomo e outro operado remotamente.

Este navio norte-americano foi atingido por torpedos em vários bombardeamentos japoneses em 26 de outubro de 1942 durante a Batalha das Ilhas Santa de Cruz, um dos maiores confrontos marítimos de que há registo. Das quase 2200 pessoas que formavam a tripulação do USS Hornet, 140 morreram neste dia. Os restantes tripulantes conseguiram sair do navio a tempo.

“Quando [os japoneses] partiram, nós estávamos mortos na água”, disse Richard Nowatzki, um artilheiro do navio norte-americano que sobreviveu ao à batalha. Em declarações à CBS, Nowatzki explicou que os japoneses utilizavam “bombas perfurantes” que assim que explodiam faziam “tremer o navio inteiro”.

“Eu sei que sou um homem de sorte”, confessou. “Na verdade, o facto de vocês conseguirem encontrar estes navios é surpreendente para mim (…) Quero agradecer-vos por me honrarem desta forma”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Magia termodinâmica. Dispositivo promete transformar água a ferver em gelo sem consumir energia

Físicos da Universidade de Zurique, na Suíça, desenvolveram um dispositivo incrivelmente simples que permite que o calor flua temporariamente de um objeto frio para outro objeto quente sem precisar de uma fonte de alimentação externa. Para …

Papagaio cúmplice de criminosos detido pelas autoridades brasileiras

No Brasil, um papagaio cúmplice de traficantes de droga foi preso pelas autoridades. O animal avisava o casal de criminosos da chegada da polícia. Na favela da cidade de Teresina, no Brasil, o papagaio dizia "a …

Há duas portuguesas desaparecidas e sete mortos após naufrágio em São Tomé e Príncipe

O número de mortos causados pelo naufrágio de um navio perto da ilha são-tomense do Príncipe subiu para sete, existindo ainda 10 desaparecidos, disse fonte do governo regional. “Mais um corpo sem vida, de uma criança, …

Casal está em risco de pena de morte por construir uma casa no mar

Um americano e a sua namorada tailandesa podem terminar os seus dias na prisão ou até serem condenados à morte. As autoridades da Tailândia acusam o casal de ter construído uma casa em águas do país …

Muitas pessoas não se conseguem localizar num mapa

Quando o mau tempo ameaça, os meteorologistas usam mapas para mostrar onde estão localizadas as tempestades e para onde vão. Mas é importante que as pessoas saibam se estão no caminho destas catástrofes. Uma percentagem substancial …

Milícia planeava assassinar Barack Obama e Hillary Clinton

O líder de uma milícia norte-americana que capturava imigrantes sem documentos na fronteira com o México, Larry Hopkins, foi detido no sábado e confessou ao FBI que o grupo planeava matar Barack Obama, Hillary Clinton …

Urina ajuda arqueólogos a acompanhar a ascensão da agricultura

Estudar os vestígios de urina de ovelhas e cabras está a fornecer aos arqueólogos um vislumbre da domesticação de animais numa aldeia turca há 10.000 anos. Uma das transições mais marcantes da História foi quando o …

Inscrição antiga revela o que aconteceu à cidade prestes a tornar-se a capital da Assíria

Cientistas decifraram um texto do Rei Sargão II da Assíria, que governou entre 722 e 705 a.C. A inscrição, mal conservada, relata a conquista da cidade de Carquemis, descobrindo os planos para transformá-la na nova …

Uma das praias mais famosas do Hawai está prestes a ficar submersa

Os legisladores estão a tomar medidas para enfrentar os efeitos da mudança climática antes que seja tarde demais numa nova tentativa de reconstruir a famosa praia de Waikiki para proteger os moradores de futuras inundações. O …

Afinal, a chita não é o animal mais rápido do mundo

A classificação dos animais mais rápidos do planeta não tem, na maioria das vezes, em conta a proporção do seu tamanho e da sua velocidade máxima. Esta classificação, que utiliza como medida a quantidade de segundos …