Encontrado porta-aviões dos EUA naufragado na II Guerra Mundial

Os destroços de um porta-aviões USS Hornet (CV-8) afundados há mais de 75 anos durante uma batalha da II Guerra foram encontrados no final de janeiro passado pelo navio de investigação e exploração submarina da Petrel.

De acordo com a empresa de exploração subaquática, o casco foi encontrado no fundo do Oceano Pacífico a 5400 metros de profundidade perto das Ilhas Salomão.

Nas fotografias divulgadas pelos especialistas, pode ver-se que, apesar de ter passado quase um século nas profundezas do mar, o casco e muitos dos pequenos objetos que seguiam a bordo encontram-se em bom estado de conservação.

Este não é o primeiro navio encontrado pela equipa da Petrel, que faz parte de um dos projetos filantrópicos de Paul Allen, o bilionário e co-fundador da Microsoft que faleceu a 16 de outubro. Entre as iniciativas financiadas pelo empreendedor, estão o programa Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI) e o Stratolaunch, a maior aeronave do mundo.

“Tínhamos o Hornet na nossa lista de navios da II Guerra que queríamos localizar devido ao seu lugar na história como um porta-aviões que vivenciou muitos momentos importantes em batalhas navais”, explicou Robert Kraft, diretor de operações submarinas da Vulcan, outra das empresas de Allen.

A missão da Petrel visa procurar e documentar naufrágios históricos, debruçando-se com especial atenção no período da II Guerra Mundial. A empresa possuiu equipamentos muito avançados tecnologicamente, incluindo dois veículos subaquáticos, um dos quais autónomo e outro operado remotamente.

Este navio norte-americano foi atingido por torpedos em vários bombardeamentos japoneses em 26 de outubro de 1942 durante a Batalha das Ilhas Santa de Cruz, um dos maiores confrontos marítimos de que há registo. Das quase 2200 pessoas que formavam a tripulação do USS Hornet, 140 morreram neste dia. Os restantes tripulantes conseguiram sair do navio a tempo.

“Quando [os japoneses] partiram, nós estávamos mortos na água”, disse Richard Nowatzki, um artilheiro do navio norte-americano que sobreviveu ao à batalha. Em declarações à CBS, Nowatzki explicou que os japoneses utilizavam “bombas perfurantes” que assim que explodiam faziam “tremer o navio inteiro”.

“Eu sei que sou um homem de sorte”, confessou. “Na verdade, o facto de vocês conseguirem encontrar estes navios é surpreendente para mim (…) Quero agradecer-vos por me honrarem desta forma”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

NASA revela novos fatos espaciais que os astronautas vão levar para a Lua (e são pura ficção científica)

A NASA apresentou na terça-feira, na sua sede, em Washington, Estados Unidos, os novos fatos espaciais que os astronautas da missão Artemis vão usar em 2024, quando voltarem à Lua. Fatos feitos em modelos 3D, à …

Panama Papers. Mossack Fonseca não gostou do filme e processou Netflix por difamação

A dupla de sócios do escritório de advogados Mossack Fonseca, envolvido no caso “Panama Papers”, moveu um processo em tribunal por difamação contra a Netflix. A plataforma anuncia a estreia, para esta sexta-feira, do filme “Laundromat: …

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …