Encontrado porta-aviões dos EUA naufragado na II Guerra Mundial

Os destroços de um porta-aviões USS Hornet (CV-8) afundados há mais de 75 anos durante uma batalha da II Guerra foram encontrados no final de janeiro passado pelo navio de investigação e exploração submarina da Petrel.

De acordo com a empresa de exploração subaquática, o casco foi encontrado no fundo do Oceano Pacífico a 5400 metros de profundidade perto das Ilhas Salomão.

Nas fotografias divulgadas pelos especialistas, pode ver-se que, apesar de ter passado quase um século nas profundezas do mar, o casco e muitos dos pequenos objetos que seguiam a bordo encontram-se em bom estado de conservação.

Este não é o primeiro navio encontrado pela equipa da Petrel, que faz parte de um dos projetos filantrópicos de Paul Allen, o bilionário e co-fundador da Microsoft que faleceu a 16 de outubro. Entre as iniciativas financiadas pelo empreendedor, estão o programa Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI) e o Stratolaunch, a maior aeronave do mundo.

“Tínhamos o Hornet na nossa lista de navios da II Guerra que queríamos localizar devido ao seu lugar na história como um porta-aviões que vivenciou muitos momentos importantes em batalhas navais”, explicou Robert Kraft, diretor de operações submarinas da Vulcan, outra das empresas de Allen.

A missão da Petrel visa procurar e documentar naufrágios históricos, debruçando-se com especial atenção no período da II Guerra Mundial. A empresa possuiu equipamentos muito avançados tecnologicamente, incluindo dois veículos subaquáticos, um dos quais autónomo e outro operado remotamente.

Este navio norte-americano foi atingido por torpedos em vários bombardeamentos japoneses em 26 de outubro de 1942 durante a Batalha das Ilhas Santa de Cruz, um dos maiores confrontos marítimos de que há registo. Das quase 2200 pessoas que formavam a tripulação do USS Hornet, 140 morreram neste dia. Os restantes tripulantes conseguiram sair do navio a tempo.

“Quando [os japoneses] partiram, nós estávamos mortos na água”, disse Richard Nowatzki, um artilheiro do navio norte-americano que sobreviveu ao à batalha. Em declarações à CBS, Nowatzki explicou que os japoneses utilizavam “bombas perfurantes” que assim que explodiam faziam “tremer o navio inteiro”.

“Eu sei que sou um homem de sorte”, confessou. “Na verdade, o facto de vocês conseguirem encontrar estes navios é surpreendente para mim (…) Quero agradecer-vos por me honrarem desta forma”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Benfica 2-0 Vitória SC | "Águia" vence e adia festa do Porto

Não foi esta terça-feira que o FC Porto festejou o 29º título de campeão nacional. Na recepção ao Vitória Sport Clube, o Benfica venceu por 2-0, num embate relativo à 32ª jornada da Liga NOS, …

Elon Musk lança concurso para ver quem consegue bater um caracol

O multimilionário, através da sua empresa especializada em construção de túneis, lançou um concurso mundial para ver quem é capaz de bater um caracol. De acordo com o jornal Daily Mail, Elon Musk lançou um concurso …

Covid-19. Tóquio quer pagar até quatro mil euros a bares que fiquem fechados

As autoridades de Tóquio, no Japão, estão a ponderar pagar um subsídio, que pode chegar aos quatro mil euros, aos bares que se mantenham fechados para conter a propagação da covid-19 na cidade. De acordo com …

Médicos franceses detetaram primeiro caso de bebé infetado no útero

Médicos em França pensam ter identificado aquele que será o primeiro caso confirmado de um bebé infetado com covid-19 no útero materno. De acordo com o site Business Insider, a equipa médica conta que a …

17 anos depois, Estados Unidos voltam a aplicar a pena capital a nível federal

Os Estados Unidos procederam, esta terça-feira, à primeira execução federal de um prisioneiro no "corredor da morte" em 17 anos, através de uma injeção letal. Daniel Lewis Lee, 47 anos, natural de Yukon (Oklahoma), foi executado …

Com o pretexto de paz, "senhor da guerra" vai ganhando poder na República Centro-Africana

O "senhor da guerra" Ali Darassa foi pago pelo presidente da República Centro-Africana e já influenciou a demissão de um ministro numa tentativa de manter a paz no país. A República Centro-Africana é um país atormentado …

Ministério Público acusa 25 arguidos pela queda do BES

O Ministério Público deduziu acusação, esta terça-feira, contra 25 arguidos, 18 pessoas singulares e sete pessoas coletivas, no âmbito do processo sobre a queda do Universo Espírito Santo. "O Ministério Público do Departamento Central de Investigação …

Agora, até o Toyota Corolla é um crossover

O Toyota Corolla Cross é o mais recente SUV da marca japonesa. Apesar de a marca estar a reforçar a sua gama de SUV, Portugal terá de esperar mais um pouco. Na semana passada, a Toyota …

Da Escócia à Grécia, Kleon pedalou durante 48 dias para regressar a casa

Um jovem grego, "preso" na Escócia devido ao cancelamento dos voos por causa da pandemia de covid-19, decidiu pedalar durante 48 dias consecutivos para conseguir regressar a casa. De acordo com a CNN, Kleon Papadimitriou, de …

Após fugirem da Venezuela, milhares foram obrigados a regressar por causa da pandemia (mas não é assim tão fácil)

Desde 2016, quase cinco milhões de venezuelanos deixaram o país, fugindo da pobreza e dos serviços sociais e de saúde em colapso. Agora, a pandemia de covid-19 forçou-os a regressar à Venezuela - se o …