Empresas espanholas dominam obras públicas na ferrovia

As empresas espanholas dominam as obras públicas na ferrovia em Portugal, ascendendo a sua quota a 70%, avança o Expresso na sua edição deste sábado.

Para presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços (AECOPS), Ricardo Pedrosa Gomes, está é uma a percentagem é “desproporcionada”.

Nunca existiu reciprocidade no mercado espanhol”, disse ao semanário. “[Esta questão] deve preocupar mais do que o setor, o próprio país, tal como acontece na banca”.

No entender do presidente da AECOPS, a dependência de Espanha, bem como em outras entidades externas, faz com que Portugal perca “capacidade de decisão e as empresas de afirmação na economia”, acrescenta Ricardo Pedrosa Gomes.

O líder da Mota-Engil, António Mota, mostra igualmente preocupações face ao domínio espanhol nas obras públicas na ferrovia. “Em Espanha, só as construtoras espanholas singram. Nem as portuguesas nem a de outros países conseguem ganhar obras”, nota.

A obra pública é basicamente ferroviária, e em três concursos de valor conjunto de 300 milhões de euros, nós ficámos com um de 75 milhões de euros e o resto foi para construtoras espanholas. É fazer as contas”, atira.

Portugal “é atrativo para as construtoras espanholas, tal como Espanha é para as portuguesas. Se nos deixassem, também gostaríamos de ter empreitadas em Espanha. Mas lá só as espanholas conseguem ganhar obras (…) Não há uma ameaça, porque as espanholas sempre estiveram atentas ao nosso mercado e operaram cá. Mas, o tecido português ficou mais débil e perdeu competitividade e isso reflete-se na quota nacional”.

Na ferrovia, as construtoras espanholas têm um domínio 70%. Aumentando o universo para todas as obras acima dos 10 milhões de euros, a quota de Espanha é de quase um terço. “Se lidarmos com os 122 contratos acima dos €4 milhões (€1,3 mil milhões), a quota desce para 20%”, dá ainda conta o Expresso.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Ano de 2020 pode ser menos mau internacionalmente do que temia"

O Presidente da República considerou esta quarta-feira que “o ano de 2020 pode ser economicamente menos mau internacionalmente do que temia”, devido à evolução do Brexit e da "guerra comercial" entre Estados Unidos da …

Google já sabe falar em português de Portugal

A Google anunciou oficialmente o idioma de português europeu para o seu assistente digital, um passo importante para desbloquear o potencial desta funcionalidade no país. Falar com as máquinas não é novidade. A Alexa, da Amazon, …

CGD prepara-se para pagar 300 milhões em dividendos ao Estado

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) prepara-se para entregar ao Estado cerca de 300 milhões de euros em dividendos, o que irá ajudar o Governo a compor o Orçamento do Estado do próximo ano. O banco …

Infarmed nega fármaco para cancro da mama a mulheres jovens, denuncia oncologista

A oncologista Fátima Cardoso denuncia que o novo medicamento foi aprovado pelo Infarmed para ser administrado em mulheres após a menopausa. Fátima Cardoso, médica oncologista, lamenta que a Autoridade do Medicamento (Infarmed) autorize apenas para …

"A precariedade mata." Anas Kournif imolou-se e gerou uma onda de protesto nas universidades francesas

Anas Kournif, um aluno de Ciência Política, perdeu os 450 euros que recebia em bolsas por ser repetente pela segunda vez. Num ato de desespero, imolou-se na passada sexta-feira, em Lyon, França. Anas Kournif, um estudante …

Diretores das escolas vão decidir tamanho das turmas (e algumas poderão ser ainda maiores)

Os diretores escolares vão ter liberdade para criar turmas de diferentes dimensões, podendo haver agrupamentos com turmas pequenas e outras com uma "dimensão ligeiramente superior ao que já acontece". Tiago Brandão Rodrigues explicou, em entrevista à …

Impeachment de Trump. Novas provas, testemunhas e teorias da conspiração

No primeiro dia de audiência do processo de impeachment a Donald Trump, as principais testemunhas foram ouvidas, foram apresentadas novas provas e ficou reforçada a ideia de que Trump usou as relações diplomáticas para atacar …

Iniciativa Liberal pede ao Governo que não avance com prémio de assiduidade na função pública

O deputado único da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, entregou na quarta-feira na Assembleia da República um projeto de resolução que recomenda ao Governo que não implemente um sistema de incentivos à assiduidade dos funcionários …

Consumo de refrigerantes baixou após introdução de novos impostos

Os novos escalões de impostos para bebidas açucaradas podem ter feito com que os portugueses consumam menos refrigerantes. A receita fiscal obtida pelo Estado com este imposto baixou desde que as novas regras foram implementadas. Além …

"Podem voltar a ver basebol". Ibrahimovic diz adeus aos LA Galaxy

O futebolista sueco Zlatan Ibrahimovic, que atuou nos Los Angeles Galaxy (LA Galaxy) nas últimas duas temporadas, despediu-se esta quarta-feira do clube norte-americano através da sua conta na rede social Twitter, sem desvendar o futuro …