Einstein previu o Holocausto. A sua carta foi leiloada por 28 mil euros

(dr)

Albert Einstein, Prémio Nobel da Física em 1921

Albert Einstein receava o crescimento do antissemitismo alemão e escreveu sobre isso uma década antes de os nazis chegarem ao poder. A carta foi vendida por mais de 28 mil euros.

A carta, datada de 1922, foi adquirida na terça-feira num leilão em Jerusalém. A destinatária era a sua irmã Maria, de acordo com a Reuters.

“Aqui estão a nascer tempos economicamente e politicamente sombrios, por isso fico feliz em poder afastar-me de tudo”, escreveu o físico de 43 anos, após sair de Berlim para um local não identificado na carta.

Albert Einstein, que três meses depois ganhou o Prémio Nobel, deixou a capital alemã depois de extremistas de extrema-direita terem assassinado o ministro dos Negócios Estrangeiros, Walter Rathenu, um amigo e colega judeu, com a polícia a avisá-lo de que poderia ser a próxima vítima.

“Ninguém sabe onde estou e acredito em ficar desaparecido“, escreveu Einstein. “Estou muito bem, apesar de todos os antissemitas que existem entre os meus colegas alemães.”

A carta fala numa viagem planeada por Einstein ao Japão, o que sugere que ele a escreveu enquanto esperava para partir do porto de Kiel, no norte da Alemanha.

Quando os nazis chegaram ao poder na Alemanha, em 1933, iniciaram uma campanha de perseguição anti-judaica que culminaria no Holocausto. Einstein acabaria por renunciar à cidadania alemã e ficar a viver nos EUA.

“O que é especial nesta carta é que Einstein realmente prevê. Ele percebe, com 10 anos de antecedência, o que vai acontecer na Alemanha”, observou Meron Eren, co-fundador da leiloeira Kedem Auction House, que vendeu a carta a um comprador não identificado.

Esta é a segunda carta de Einstein que vai a leilão no espaço de três meses mês. A famosa carta em que o físico alemão afirmava que a Bíblia não passa de uma “lenda primitiva” e que Deus é uma fraqueza humana vai ser leiloada pela Christie’s a 4 de dezembro.

O texto, escrito por Albert Einstein em 1954, um ano antes da sua morte, em resposta ao livro Choose Life: The Biblical Call to Revolt do filósofo Eric Gutkind, poderá valer algo entre 870 mil euros e 1,3 milhões de euros.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O título da notícia é uma deturpação.
    Entre prever o crescimento do anti-semitismo e prever o extermínio em massa de judeus vai uma enormíssima distância.
    O anti-semitismo tem séculos e foi particularmente intenso em alguns países em algumas épocas (Portugal incluído). Mas não houve extermínio em massa na maioria desses países.

  2. É assustador a deturpação das notícias através de titulos completamente desadequados. Concordo plenamente com o seu comentário. Muito, mas muito mesmo a dizer sobre este tema.

  3. A expressão “Aqui estão a nascer tempos economicamente e politicamente sombrios” é uma indicação que Einstein era um espetador atento e sabia interpretar os sinais que surgiam na sociedade alemã. Prever que chegaria á carnificina que se seguiu já é um exagero; ninguém pensava que um povo culto e socialmente evoluído iria embarcar numa deriva sangrenta e irracional.
    No entanto a frase é intemporal; era bom que hoje tb se soubesse ler bem os sinais que emanam de algumas sociedades, pois o ressurgimento dos populismos nacionalistas, das xenofobias e racismos, dos ideais das extremas direitas, pode levar novamente o Mundo á guerra global e a um novo holocausto. Como já alguém disse ” Muitas vezes a história repete-se; por vezes como Ópera Bufa, outras como Tragédia”

RESPONDER

Confinado num hotel de luxo, funcionário abre 1400 torneiras a cada cinco dias

O diretor de engenharia do hotel W Barcelona, em Espanha, está a viver sozinho no estabelecimento turístico para garantir o seu pleno funcionamento até ao dia da reabertura. No âmbito das medidas impostas pelo Governo espanhol para …

Prisão preventiva para suspeito de matar estudante de psicologia em Lisboa

O suspeito de matar a estudante universitária de psicologia Beatriz Lebre, de 23 anos, ficou em prisão preventiva, depois de presente a primeiro interrogatório judicial, em Lisboa, disse à agência Lusa o advogado do arguido. Miguel …

BPI quer cobrar dívida de quase 5 milhões ao marido de Isabel dos Santos

O BPI interpôs um processo no Tribunal do Funchal, na Madeira, para cobrar uma dívida de 5 cinco milhões de euros ao marido da empresária Isabel dos Santos. A notícia é avançada este sábado pelo Diário …

Mais 13 mortes e 257 infetados. Região de Lisboa concentra 90% dos novos casos

Portugal regista este sábado 1.396 mortes relacionadas com a covid-19, mais 13 do que na sexta-feira, e 32.203 infetados, mais 257, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde. Registou-se um aumento de 0,8% no …

Recibos verdes e sócios-gerentes já podem pedir apoio relativo a maio

O formulário para os trabalhadores independentes e sócios-gerentes pedirem o apoio criado no âmbito da pandemia covid-19, relativo a maio, fica hoje disponível na Segurança Social Direta, podendo ser entregue até 9 de junho. O prazo …

Director nacional da PJ defende "recompensa garantida" para Rui Pinto

O director nacional da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, realça a colaboração de Rui Pinto como tendo sido essencial para apurar a "verdade material" no caso de pirataria informática que o envolve e defende, por …

Lufthansa aceita condições do resgate. Vai ceder aviões e perder "slots"

O Governo da Alemanha e a Comissão Europeia (CE) chegaram a um acordo sobre o resgate da Lufthansa e que poderá evitar a falência da companhia aérea, anunciaram, na sexta-feira, fontes próximas das negociações e …

Chipre vai pagar despesas das férias a turistas que ficarem infetados no país

O Chipre vai pagar o custo das férias aos turistas que testaram positivo depois de viajarem para o país. Entre as despesas está o alojamento, a alimentação e os medicamentos. O Chipre comprometeu-se a pagar todas …

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …