Egito restringe venda de coletes amarelos com medo de protestos

Tinou Bao / Flickr

Mercado na cidade do Cairo

As autoridades do Egito restringiram a venda de coletes refletores amarelos com medo que a população replique o movimento iniciado na França durante o aniversário da revolta de 2011 que derrubou o então Presidente Hosni Mubarak e que se assinala no próximo mês.

De acordo com o The Guardian, que cita autoridades de segurança e retalhistas, os revendedores de equipamentos de segurança foram instruídos a não vender coletes amarelos, restringindo a venda apenas a empresas verificadas.

Segundo o diário britânico, mesmo no caso das empresas verificadas, as vendas devem, antes da compra, obter previamente uma permissão por parte das autoridades policiais. As autoridades egípcias avisaram os vendedores que os infratores seriam punidos, sem adiantar mais detalhes sobre esta restrição.

No centro da cidade do Cairo, onde se concentram vários pontos de venda de equipamentos de segurança industrial, seis vendedores revelarem que já não vendem mais coletes amarelos. Dois destes retalhistas recusaram a vendê-los, sem dar qualquer explicação, enquanto os quatro restantes disseram não ter sido informados pela polícia.

“[As autoridades] parecem não querer que ninguém faça o que estão a fazer na França”, disse um dos vendedores sob anonimato. Um outro vendedor, que também recusou ser identificado por medo de represálias, disse que a polícia deu indicações para que parassem com as vendas.

“A polícia chegou aqui há alguns dias atrás e disse-nos para paramos de os vender. Quando perguntamos o motivo, as autoridades disseram que estavam a agir consoante instruções que tinha recebido”, disse outro vendedor.

O Guardian acrescenta ainda que as autoridades de segurança disseram que as restrições ficarão em vigor até o final de janeiro. De acordo com esta força, os importadores destes produtos e os comerciantes foram convocados para uma reunião com polícias no Cairo durante esta semana, sendo informados sobre as regras de venda.

Os vendedores ouvidos pelos jornal falaram sob anonimato, uma vez que não estavam autorizados a falaram com os média. O Ministério do Interior do Egito, que supervisiona as forças policiais, não deu, até ao momento, esclarecimentos sobre a ordem de restrição.

A medida reflete a preocupação do Governo do Egito com a segurança do país. As autoridades têm reprimido nos últimos dois anos, enviando polícias e soldados para todo o país, de forma impedir as marchas comemorativas do 25 de janeiro, data em que se assinala o início da revolta de 2011. Dezenas de pessoas morreram e ficaram feridas durante confrontos em aniversários anteriores.

O movimento de “coletes amarelos” nasceu espontaneamente num sinal de protesto contra a taxação de combustíveis em França. As ações de contestação estão a causar grande embaraço ao Governo francês, tendo corrido mundo as imagens de confrontos entre manifestantes vestindo coletes amarelos e a polícia.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Com os zoos fechados, tudo serve para entreter uma família de lontras. Até um simples galho de bambu

O confinamento serviu como um lembrete indesejado de que ficar preso dentro de casa sem muito o que fazer pode ser desgastante. O mesmo é verdade para os animais, por isso os jardins zoológicos tiveram …

Uma ilha, cinco géneros. Os Bugis têm palavras para as "cinco maneiras de estar no mundo"

Uma ilha, cinco géneros. O povo Bugis é um poderoso grupo étnico que se destaca pelo reconhecimento de cinco géneros distintos. Na Indonésia, a ilha Sulawesi é a casa de um povo que reconhece cinco …

O "aeroporto do amanhã" está abandonado no meio de um pântano dos Estados Unidos

Era para ser o "aeroporto do amanhã", um centro intercontinental para aviões supersónicos com seis pistas e conexões ferroviárias de alta velocidade para as cidades vizinhas. Hoje, é pouco mais do que uma pista no …

Facebook remove (acidentalmente) página oficial de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa

O Facebook apagou a página de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa. O município passou um mês a apelar à rede social para repor a página. "Recebemos uma mensagem no Facebook e também percebemos que …

NASA escolheu SpaceX de Elon Musk para a próxima missão tripulada à Lua

Elon Musk fecha contrato de 2,9 mil milhões de dólares para levar o Homem novamente à Lua. O contrato é a mais importante vitória da SpaceX e reforça a posição da empresa como parceira …

Benfica 1-2 Gil Vicente | Galo canta e silencia águia na Luz

STOP. O Gil Vicente visitou na tarde deste sábado o Benfica e saiu do palco da Luz com os três pontos na bagagem e a “cantar de galo”, ao vencer por 2-1, num duelo relativo …

"Longa vida à monarquia." Realeza britânica tende a viver mais três décadas do que a população geral

As diferenças na longevidade de alguns membros da família real em comparação com a população em geral são extremamente grandes, mas não incomuns. O príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II e o consorte mais antigo …

Abominável (e falso) Homem das Neves. Líder russo usou Yeti para atrair turistas para a Sibéria

Um dos líderes regionais mais antigos de Vladimir Putin confessou ter encenado avistamentos falsos de Yetis numa tentativa de encorajar o turismo na Sibéria. Aman Tuleev, um dos líderes regionais de longa data do Presidente russo …

Irão já está a enriquecer urânio a 60%

O Irão avisou e já está a cumprir. Menos de uma semana depois de ter acusado Israel de um ataque contra a sua principal central nuclear, o país diz estar a enriquecer urânio com uma …

Salvini vai a julgamento em Itália por bloqueio de migrantes em navio

Matteo Salvini, líder do partido de extrema-direita italiano Liga, vai ser julgado por acusações de sequestro pela sua decisão de impedir o desembarque de 147 migrantes resgatados no Mediterrâneo pela Open Arms, em agosto de …