Eduardo Lourenço recusa uma “nova revolução”

Carlos Botelho / Flickr

Eduardo Lourenço por Carlos Botelho

Eduardo Lourenço por Carlos Botelho

O pensador Eduardo Lourenço defendeu hoje que só o respeito pela Constituição é consentâneo com a indignação dos portugueses que estão a sofrer, recusando “movimentos incontrolados” ou uma “nova revolução”.

Eduardo Lourenço foi o orador convidado dos almoços organizados pela associação 25 de Abril, inseridos nas comemorações dos 40 anos da revolução dos cravos.

O pensador disse compreender “perfeitamente” as “reações de indignação, de sofrimento, ao que se está passar, sobretudo, sofrimento pessoal de uma parte da população mais afetada”.

“Penso que só o respeito dessa mesma Constituição e do seu espírito é que é consentâneo com essa indignação”, afirmou aos jornalistas.

“Não penso que seja esperado movimentos incontrolados, nova revolução, coisas desse género, neste momento, porque a Europa não está vivendo nesta perspetiva. E mais, já é uma coisa extraordinária que Portugal possa manter o essencial das conquistas de Abril, que é ideia de democracia e aquilo a que ela obriga”, sublinhou.

Para Eduardo Lourenço, “basta ler a Constituição” e não é necessária “outra referência”.

“O contributo do 25 de Abril na nossa história contemporânea, para aquilo que Portugal é neste momento, foi o de ter restaurado o nosso passado democrático”, afirmou, sublinhando que “esse bem mais precioso” está consignado no documento que saiu da revolução, a Constituição.

Já durante a sua intervenção Eduardo Lourenço tinha afirmado que só aceitaria uma revolução “amanhã” se soubesse que seria como o 25 de Abril, mostrando-se cauteloso relativamente a outro tipo de movimentos.

“Os custos dessas aventuras são sangrentos, difíceis”, afirmou, referindo que não é possível antecipar “como acabam”.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …

Israel não vai desperdiçar "oportunidade histórica" para anexar a Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a defender hoje a anexação de partes da Cisjordânia nos próximos meses e em prosseguir este polémico plano, apesar do crescente coro de condenações de diversos aliados. Os palestinianos, e …

Zlatan Ibrahimovic lesiona-se e deixa carreira em risco

No treino com vista ao regresso da Liga italiana, Zlatan saiu a coxear do centro de treinos, com os milaneses a explicarem que exames vão determinar se se trata de lesão no gémeo ou tendão …

Há uma orquestra presa num palácio da Alemanha há 75 dias

Um grupo de músicos bolivianos, que pertencem à Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos, está confinado no Palácio Rheinsberg, na Alemanha, há cerca de 75 dias devido à pandemia de covid-19. No início de março, os membros da …

Bolsonaro diz ter imagem negativa no exterior porque a imprensa "é de esquerda"

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse hoje que a sua imagem no exterior é negativa porque a imprensa mundial é de esquerda, enquanto falava com apoiantes junto ao Palácio da Alvorada, em Brasília. "A imprensa …

Líderes vodu do Haiti preparam templos para tratar infetados com covid-19

Líderes de vodu do Haiti pediram aos padres da religião afro-caribenha para criar um remédio secreto que servisse de tratamento contra o novo coronavírus. Aos religiosos foi também pedido que preparassem as câmaras sagradas de …

Centros comerciais e lojistas dizem-se preparados para reabrir em junho

Os centros comerciais e lojistas asseguram estar preparados para reabrir em pleno em 1 de junho, apelando à não discriminação face aos restantes espaços de retalho, mas pedem medidas que travem o impacto da pandemia …

Não vai faltar sardinha dentro dos próximos anos, revela investigação

A quantidade de sardinha adulta no mar é mais do que suficiente para os próximos três anos. Os dados científicos confirmam que o stock de sardinha está totalmente recuperado. O último cruzeiro realizado pelo Instituto Português …

Um ano e 20 mil assinaturas depois, Acordo Ortográfico regressa ao parlamento

Um projeto de lei de iniciativa de cidadãos, com 20.669 assinaturas, contra o Acordo Ortográfico (AO), começa esta quarta-feira a ser discutido no parlamento, mais de um ano depois de ter sido entregue. Na agenda de …