“Limpe-os”. Duterte ordenou publicamente que se matassem traficantes de drogas

King Rodriguez, PPD / Wikimedia

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte

O Presidente filipino, Rodrigo Duterte, ordenou publicamente ao principal responsável da alfândega do país que atirasse e matasse traficantes de drogas, numa das suas mais contundentes ameaças na campanha contra as drogas, que resultou em milhares de mortos.

Duterte deu a ordem ao comissário da Alfândega, Rey Leonardo Guerrero, durante uma reunião do gabinete sobre a pandemia do novo coronavírus na noite de segunda-feira, que foi transmitida pela televisão.

Guerrero, um general reformado do exército e ex-chefe do Estado-Maior militar, não estava por perto quando Duterte falou sobre o assunto, mas o Presidente disse que se havia encontrado com ele e dois outros oficiais na segunda-feira no palácio presidencial em Manila. “A droga ainda está a entrar no país pela alfândega”, disse Duterte, acrescentando que já havia aprovado o pedido de armas de fogo de Guerrero.

“Eu aprovei a compra de armas de fogo e até agora não matou ninguém? Eu disse-lhe (a Guerrero): Limpe-os”, afirmou Duterte.

“Eu disse-lhe diretamente: ‘As drogas ainda estão a entrar. Eu gostaria que matasse (…) Eu vou apoiá-lo e não vai ser preso. Se forem drogas, atire e mate. Esse é o acordo'”, sublinhou Duterte, sem entrar em mais detalhes.

A campanha antidrogas promovida por Duterte tem sido uma peça central da sua Presidência. Duterte tem negado veementemente ter autorizado execuções extrajudiciais, mas ameaça repetidamente e abertamente os traficantes de drogas com a morte.

O Presidente e a polícia nacional, que lidera a sua campanha antidrogas, disseram que a maioria dos suspeitos mortos pela polícia haviam ameaçado a vida dos agentes de segurança.

Mais de 5.700 suspeitos de delitos de drogas, na sua maioria pobres, foram mortos sob a repressão antidrogas de Duterte, que alarmou grupos de direitos humanos e os Governos ocidentais, motivando um inquérito a supostos crimes contra a humanidade no Tribunal Criminal Internacional.

Duterte prometeu continuar a repressão contra as drogas nos dois anos que lhe restam no poder.

Os grupos de direitos humanos disseram que as suas investigações mostraram que alguns suspeitos foram mortos sem piedade e que os polícias alteravam as cenas dos crimes e colocavam armas de fogo nas mãos das vítimas para dar a impressão de que tinham enfrentado as forças de ordem.

A polícia disse que os grupos de direitos humanos e os críticos devem apresentar queixas criminais no tribunal se tiverem provas contra os agentes.

Duterte colocou o departamento da alfândega, contaminado pela corrupção, temporariamente sob controlo militar em 2018, depois que dois grandes carregamentos de drogas ilegais passaram pela agência no porto de Manila.

Uma investigação do parlamento sobre como os grandes carregamentos de metanfetamina escaparam do porto rigidamente vigiado terminou com recomendações de acusações contra alguns funcionários da alfândega e reformas internas no departamento de alfândega.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Reino Unido confirma que variante Delta é 60% mais transmissível

O Reino Unido registou 17 mortes e 8.125 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com os dados oficiais mais recentes, que hoje também confirmaram que a variante Delta é 60% mais transmissível. Um …

Médicos de Saúde Pública pedem "cautela" e alertam que a "pandemia ainda não acabou"

A Associação de Médicos de Saúde Pública apelou hoje à população para ter “algumas cautelas” em celebrações familiares e noutros contextos, lembrando que a vacina contra a covid-19 não é “100% eficaz” e que a …

Lone Star recusa divulgação pública dos contratos de venda do Novo Banco

A Nani Holdings, acionista do Novo Banco ligada à Lone Star, recusou esta sexta-feira a divulgação pública dos contratos de venda e de capitalização contingente relativos ao banco, de acordo com carta enviada ao parlamento. Numa …

As 11 maiores surpresas de sempre nos Europeus de futebol

No dia do arranque de mais uma edição de um campeonato da Europa, adicionamos uma escolha à lista proveniente de Londres. O Europeu 2020 de futebol começa nesta sexta-feira e vai ser disputado em 11 cidades, …

Estado da Califórnia vai celebrar Dia dos Açores

A Assembleia do estado da Califórnia, decidiu, numa sessão plenária realizada na quinta-feira, proclamar "junho como o mês de Portugal e o dia 1 de junho como o Dia dos Açores naquele Estado norte-americano", foi …

China. Uigures vivem num "cenário infernal distópico", diz Amnistia Internacional

A Amnistia Internacional (AI) recolheu novas provas de abusos dos direitos humanos na região de Xinjiang, na China, que afirma se ter tornado num "cenário infernal distópico" para centenas de milhares de muçulmanos sujeitos a …

Economia portuguesa voltou a abrandar na primeira semana de junho

De acordo com os dados divulgados pelo Banco de Portugal, o indicador diário de atividade económica (DEI) voltou a abrandar no início de junho, face à semana anterior, mesmo com o avançar do desconfinamento. Segundo o …

Paulo Fonseca está a caminho do Tottenham

O Tottenham já tem acordo de princípio com Paulo Fonseca para que o português assuma o comando técnico da equipa. A oficialização do negócio deverá acontecer na próxima semana. Em Roma, saiu Paulo Fonseca e entrou …

Rússia mobiliza reclusos para construir linha ferroviária na Sibéria

O Serviço Prisional Federal da Rússia (FSIN) revelou na quinta-feira que enviaria reclusos para construir uma nova seção da linha principal Baikal-Amur (BAM), na Sibéria, uma ferrovia parcialmente construída por prisioneiros do Gulag. Segundo relatou esta …

China acusa EUA e Austrália de "mostrarem músculos" com exercícios no Mar do Sul

A China acusou hoje os Estados Unidos e a Austrália de estarem a "mostrar os músculos" com exercícios navais no Mar do Sul da China, uma via comercial estratégica que Pequim reclama quase na totalidade. A …