Documentário sobre a família real britânica (“banido” durante décadas) foi divulgado no YouTube

O famigerado documentário de 1969 sobre a família real britânica, supostamente banido pela Rainha Isabel II durante décadas por dar ao público uma visão abertamente íntima da realeza, foi divulgado misteriosamente no YouTube.

De acordo com a CNN, o documentário oferecia um olhar sem precedentes sobre as famílias reais e foi assistido por milhões quando foi para o ar pela primeira vez na BBC. Porém, o  filme foi posteriormente armazenado nos arquivos da empresa, supostamente a pedido do Palácio de Buckingham, e não voltou a ir para o ar desde os anos 1970.

Agora, o documentário, intitulado “Família Real”, foi descoberto e publicado no Youtube – sem que se saiba quem o fez ou como.

O vídeo foi removido rapidamente da plataforma de partilha de vídeo depois de ter sido feita uma solicitação de direitos de autor.

No filme, a monarca compara alegadamente o embaixador dos Estados Unidos a um gorila. “Havia um gorila. Eu tive um problema terrível… ele tinha corpo curto, braços longos”, terá dito Isabel II à agência de notícias PA Media.

Outras cenas mais mundanas, que mostravam a família real a comer junta e a rainha a vasculhar a sua carteira para comprar doces do Príncipe Edward de seis anos numa loja, foram consideradas inovadoras por mostrar a famosa família sob uma nova luz.

“Essa porcaria nojenta pegajosa vai ficar no carro, não é?”, terá declarado a monarca, de acordo com PA.

O documentário foi feito depois de a família real ter concedido à emissora britânica BBC acesso exclusivo para filmar as suas vidas quotidianas. A família era cada vez mais vista como estando fora de contacto com a sociedade regular na década de 1960 e o programa era considerado uma tentativa de recuperar relevância.

A princesa Anne, filha da rainha Isabel II, falou mais tarde sobre a sua infelicidade com o programa. “Nunca gostei da ideia do filme da família real. Sempre achei que era uma ideia péssima”, disse, segundo a PA. “A atenção que recebia desde que se era criança, simplesmente não queria mais. A última coisa que precisava era de maior acesso”.

O filme de 110 minutos foi visto por 30 milhões de pessoas em 1969 e continua a ser uma das transmissões de televisão mais vistas do Reino Unido. A BBC estima que mais de 350 milhões tenham assistido ao filme em todo o mundo.

A produção do documentário foi retratada recentemente na série da Netflix “The Crown”, que retratou o descontentamento da realeza em ter câmaras de televisão dentro das suas instalações.

Um porta-voz da BBC recusou-se a comentar à CNN o reaparecimento repentino do vídeo, mas a empresa não desmentiu ter apresentado a reivindicação de direitos de autor que levou à sua remoção do YouTube.

“Quando uma reivindicação de direitos de autor é registada, removemos o conteúdo imediatamente, como é o caso deste upload“, disse o YouTube, em declarações à CNN.

Contactado pela emissora norte-americana, o Palácio de Buckingham não quis comentar.

  Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

As misteriosas auroras de Úrano foram finalmente detalhadas ao pormenor pelos cientistas

Auroras de Úrano foram captadas pela primeira vez em 2011 através do telescópio Hubble Space, mas as suas origens representam ainda mistérios que os cientistas não conseguem esclarecer. Pela primeira vez, os cientistas conseguiram moldar a …

Domingo invulgar: 17 grandes jogos para ver, em poucas horas

A ementa começa em França, ao meio-dia, e acaba no Chile, já depois das oito da noite. Não estamos perto do Carnaval mas vem aí um "domingo gordo" no futebol. Vários jogos grandes, uns mais mediáticos …

Sporting 1-0 Moreirense | Capitão Coates embala leão

O Sporting igualou hoje o FC Porto na liderança provisória da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa o Moreirense, por 1-0, em jogo da nona jornada. O capitão Sebastián Coates marcou, aos …

Relatório médico indica que jovem chinês morreu após beber uma garrafa de Coca-Cola em dez minutos

Um homem chinês morreu depois de beber uma garrafa de 1,5 litros de Coca-Cola em dez minutos, informaram os médicos num relatório. O jovem de 22 anos, que não tinha doenças subjacentes, dirigiu às urgências do …

Universidade no Reino Unido tem arquivo de "casas assombradas"

A Universidade de Sheffield, no Reino Unido, tem um arquivo aberto ao público com quase 80 mil fotografias de "casas assombradas" de várias feiras populares. Para muitos, o medo é parte integrante da experiência de uma …

J&J acusada de usar manobra para impedir processos judiciais relativos à venda de pó de talco com propriedades cancerígenas

A Johnson & Johnson está a ser criticada por usar uma manobra para impedir cerca de 38 mil processos judiciais que alegam que o famoso baby powder da marca causa cancro. De acordo com a NPR, …

Tondela 1-3 FC Porto | Hat-trick de Taremi castiga insolência beirã

O iraniano Mehdi Taremi foi a grande figura da vitória do FC Porto em casa do Tondela, por 3-1. Os homens da casa marcaram primeiro, mas cedo se viram reduzidos a dez elementos e tiveram …

Chamam-lhe "Lady Trump". A candidata a governadora do Nevada que está a gerar polémica

Conhecida como "Lady Trump", Michele Fiore anunciou a sua candidatura a governadora do estado do Nevada em estilo, gerando polémica nos Estados Unidos. Michele Fiore, vereadora de Las Vegas, anunciou esta terça-feira a sua candidatura a …

Benfica abre inquérito a envolvimento de colaboradores em negócio de ações da SAD

O Benfica abriu um inquérito interno para averiguar o possível envolvimento de dois colaboradores num eventual negócio de transação de ações da SAD ‘encarnada’, informou hoje o clube, em comunicado. “Tendo em conta as recentes notícias …

Um hipopótamo na água

Tribunal norte-americano reconhece hipopótamos de Pablo Escobar como pessoas jurídicas

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do legado deixado na Colômbia por Pablo Escobar, recebeu o estatuto de "pessoas jurídicas". Um tribunal federal dos Estados Unidos defendeu que os descendentes dos hipopótamos do barão da …