Direita está de “cabeça perdida”. A esquerda “pouco preparada” para governar

Luís Forra / Lusa

O presidente do Grupo Parlamentar do Partido Socialista, Carlos César

O líder parlamentar do PS criticou neste domingo o “leilão” de propostas de alteração ao Orçamento, considerando que a direita anda “de cabeça perdida à cabeçada”, enquanto Bloco e PCP revelam “ansiedade pré-eleitoral”, estando “pouco preparados” para governar.

Carlos César fez estas referências sobre a atuação do PSD, CDS-PP, Bloco de Esquerda e PCP no debate do Orçamento do Estado para 2019 na sessão de encerramento das Jornadas Parlamentares do PS, que decorreram em Portimão.

Na série de avisos dirigidos às outras forças políticas, o presidente do Grupo Parlamentar do PS começou por frisar que os socialistas têm de recusar “ímpetos menos razoáveis da parte daqueles que tudo querem, sem quererem entender que tudo não pode ser conseguido ao mesmo tempo, correndo-se o risco de comprometer a maior parte do que foi já alcançado”.

“A discussão agora em curso do Orçamento para 2019, com os milhares de milhões de propostas de alteração – num leilão em que a direita é euforicamente perdulária e num exercício quase patológico -, mostra bem como todo o cuidado é pouco. Não só porque a direita perdeu a cabeça e anda para aí às pequenas e médias cabeçadas, mas também outros, porque já acham que as propostas da direita são como as propostas da esquerda”, sustentou Carlos César.

Em relação ao Bloco de Esquerda e PCP, Carlos César deixou também críticas, notando ainda: “Parecem tomados por uma ansiedade pré-eleitoral de difícil compatibilização com o sentido de responsabilidade que os portugueses estimam que a esquerda deve preservar”.

“Os portugueses percebem o que se passa: Uns [PSD e CDS-PP], de tanto tergiversarem e de se oporem a si próprios, pouco servem o país como oposição ao Governo; outros [Bloco e PCP], de tanto negligenciarem o cumprimento das normas a que o país está obrigado, revelam-se pouco preparados para entender a governação num período tão sensível da vida nacional e europeia”, declarou.

Segundo Carlos César, compete ao PS “manter o diálogo particularmente à esquerda”, mas compete-lhe, “sobretudo, manter o rumo”.

Na parte inicial do seu discurso, Carlos César deixou duas saudações, com a primeira a ser dirigida ao líder do partido e primeiro-ministro, António Costa, considerando que transmitiu no sábado, na abertura das Jornadas Parlamentares, uma mensagem de clara solidariedade em relação à bancada socialista, “às suas iniciativas e propostas”.

“Os deputados do PS “são intérpretes dos seus eleitores e não porta-vozes do Governo”, acentuou mais à frente o presidente do Grupo Parlamentar socialista.

A segunda mensagem “especial” foi dirigida por Carlos César ao secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, que estava sentado na mesa da sessão ao lado da secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes.

O líder da bancada socialista destacou então o papel político do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares na “estabilização” da atual solução governativa”. “Pedro Nuno Santos é nosso convidado permanente“, frisou o líder parlamentar socialista.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “enquanto Bloco e PCP revelam “ansiedade pré-eleitoral”, estando “pouco preparados” para governar”.
    Portanto, o PCP e o BE, na pior das hipóteses, estão como os outros (PS, PSD e CDS) – como se comprova facilmente com o “serviço” que estes tem feito nas ultimas décadas!…

RESPONDER

China proíbe a venda de vários modelos de iPhone (e as ações da Apple caem)

As ações da gigante norte-americana Apple sentiram uma queda de 1,7% na bolsa de Nova Iorque depois de o Tribunal de Fuzhou, na China, ter proibido a venda de alguns modelos de iPhone no país. …

Suspeito da morte de Maëlys admite ter filmado agressões sexuais a crianças

O principal suspeito da morte da jovem lusodescendente Maëlys de Araújo admitiu ter filmado agressões sexuais contra a afilhada e a prima, de quatro e seis anos de idade, respetivamente, antes de, alegadamente, matar a …

Preço do bilhete para visitar o Taj Mahal sobe 400% (para os indianos)

Os especialistas alertam que o fluxo de pessoas está a causar danos irreversíveis ao monumento emblemático mais importante da Índia. O preço do bilhete para os visitantes indianos do Taj Mahal foi aumentado em 400%, na …

Morreu Gérman, o último habitante das ilhas Ciés

Germán Luaces Freijeiro, de 54 anos, instalou-se no arquipélago de Cíes, localizado na foz do estuário de Vigo, em meados dos anos 90 e nunca mais se voltou a mudar. Vivia sozinho naquelas ilhas onde acolhia …

Atentado no Mercado de Natal de Estrasburgo faz quatro mortos e nove feridos

Um tiroteio que ocorreu esta terça-feira na cidade francesa de Estrasburgo, no local onde ocorre o Mercado de Natal, fez pelo menos quatro mortos e nove feridos, anunciou a autarquia local. A Câmara Municipal de Estrasturgo …

Galatasaray vs Porto | Eficácia dá vitória e record de pontos

O FC Porto não abranda e somou a 12ª vitória consecutiva em todas as competições. Na deslocação ao terreno do Galatasaray, em jogo da sexta jornada do Grupo D da Liga dos Campeões, os “dragões” tiveram …

"O luxo do século XXI vai ser o interior de Portugal"

O Turismo está "a cumprir bem" o seu papel no combate ao despovoamento, considera o presidente da Turismo Centro, Pedro Machado, que vaticina que "o luxo do século XXI vai ser o Interior de Portugal". O …

Mãe tenta vender virgindade da filha na Internet por 21 mil euros

Uma mãe pôs à venda a virgindade da filha de 13 anos na Internet por 21.200 euros. A mulher chegou a enviar fotografias de carácter sexual da filha ao comprador, mas não esperava o desfecho …

Há polícias a dormir no carro devido aos preços dos quartos

Sem dinheiro para arrendar quartos, face aos preços praticados, "há polícias a dormir dentro de carros", denuncia o Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP). Acabados de formar na Escola Prática de Polícia, em Torres Novas, os …

António Lobo Antunes lamenta que Portugal e Espanha não sejam o mesmo país

O escritor António Lobo Antunes lamentou que portugueses e espanhóis não sejam cidadãos do mesmo país, numa entrevista dada ao jornal catalão La Vanguardia no âmbito da Feira Internacional do Livro de Guadalajara e publicada …