França reage à falta de “decoro” de Trump. A diplomacia não se faz através de “tweets”

Ian Langsdon / EPA

Emannuel Macron com Donald Trump na visita do presidente norte-americano a França

O governo francês apontou nesta quarta-feira a falta de decoro do Presidente norte-americano ao ter publicado via Twitter fortes críticas contra França no mesmo dia em que o país lembrava as vítimas dos atentados terroristas de 2015.

“Ontem [terça-feira] foi 13 de novembro. Assinalávamos o assassínio de 130 compatriotas em Paris e em Saint-Denis há três anos. Vou responder em inglês: ‘common decency‘ (decoro) teria sido desejável“, afirmou o porta-voz do executivo francês, Benjamin Griveaux, na conferência de imprensa após a reunião de Conselho de Ministros.

“A diplomacia não é feita por meio de tweets, mas por via de discussões bilaterais”, declarou o Presidente francês, Emmanuel Macron, durante a reunião ministerial realizada nesta quarta-feira, segundo o relato do mesmo porta-voz.

Na terça-feira, e depois de ter participado no domingo em Paris nas comemorações dos 100 anos do Armistício da I Guerra Mundial ao lado do Presidente francês, Trump voltou a criticar o plano do chefe de Estado francês para a criação de um exército europeu.

“Emmanuel Macron sugeriu a criação do seu próprio exército para proteger a Europa contra os Estados Unidos, a China e a Rússia. Mas foi a Alemanha (que a atacou) nas I e II Guerra Mundial – como foi isso para a França? Estavam a começar a aprender alemão em Paris, até os EUA chegaram. Paguem à NATO ou não paguem!”, escreveu, na terça-feira.

Antes destas novas declarações, Trump já tinha consideradas insultuosas as palavras de Macron, a propósito da urgência de criar um exército europeu. Na terça-feira, Trump também lançou críticas contra alegados obstáculos comerciais impostos pelas autoridades francesas, nomeadamente ao setor vinícola norte-americano, bem como fez referência à baixa taxa de popularidade de Macron.

“O problema”, segundo destacou Trump ainda no Twitter, é que Macron enfrenta uma taxa de popularidade muito baixa, 26%, e uma taxa de desemprego de cerca de 10% e está “apenas a tentar mudar de assunto”.

Ainda na rede social, Trump deixou uma adaptação do seu slogan de campanha como sugestão para Macron.

Os atentados de 13 de novembro de 2015 fizeram 130 mortos e mais de 300 feridos.

Os ataques, reivindicados pelo aclamado Estado Islâmico, foram perpetrados por vários comandos integrados por uma dezena de homens que abriram fogo ou detonaram explosivos em vários locais em Paris, nomeadamente na sala de espetáculos Le Bataclan.

Aliados devem respeito, lembra Macron

Mais tarde, e em entrevista ao canal público francês TF1, Macron recusou-se a responder às críticas do seu homólogo norte-americano optando por realçar os estreitos laços que unem os dois países e que devem respeito.

“Entre os aliados, devemos respeito e o resto não me interessa ouvir. Os Estados Unidos são nosso aliado histórico e continuará a ser”, disse o presidente francês.

“Tudo isso não tem nenhuma importância. Não vou debater questões com o Presidente dos Estados Unidos através de tweets”, adiantou Macron, numa alusão às duras críticas que Trump fez contra o próprio naquela rede social.

Ser aliado não é ser um vassalo. Para não o ser, não devemos ser dependentes deles”, afirmou ainda o Presidente francês, justificando a aposta em marcha de um exército europeu, que também conta com o apoio do Governo alemão.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Também concordo com o exército europeu. Está patente que Portugal precisa de uma limpeza a fundo e não só dos paiois. Precisa de redução de quartéis e passagem do dinheiro das FA para os hospitais e reabilitação de escolas. Duvido que os espanhóis nos invadam.

RESPONDER

Três meses depois do anúncio, o apoio de emergência às Artes ainda não chegou

Cinquenta das 311 entidades abrangidas pela Linha de Apoio de Emergência às Artes, dotada de 1,7 milhões, ainda não tinham esta quinta-feira recebido o valor que lhes foi atribuído, três meses depois do anúncio dos …

Avaliação dos professores, "mock exams" e testes no outono. Britânicos podem "escolher" as próprias notas

O Governo britânico deu aos estudantes de liceu três alternativas diferentes para obterem o resultado das suas avaliações deste ano letivo, que foi atípico devido à pandemia de covid-19. De acordo com o jornal britânico The …

Governo reitera que não há exceções para a Festa do Avante. Críticas multiplicam-se

A ministra de Estado e da Presidência destacou que o Governo “não tem competências legais ou constitucionais” para proibir iniciativas políticas como a Festa do Avante!, mas salientou que não serão admitidas exceções às regras. Na …

Trabalhadores que estiveram em lay-off durante pelo menos 30 dias também vão ter bónus

O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que clarifica que os trabalhadores que estiveram em lay-off por mais de 30 dias consecutivos, mesmo sem completar um mês civil, vão receber o complemento de estabilização. "Criado com …

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

"Filme fantástico". Novo livro revela cartas entre Kim Jong-un e Donald Trump

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu relacionamento com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como um “filme fantástico”, segundo os editores de um livro a ser publicado, que revela a correspondência entre …

Grupo avisa Bruxelas que Portugal pode tornar-se ilha ferroviária na Europa

Um grupo de portugueses ligados ao setor ferroviário alertou a comissária europeia dos Transportes para a possibilidade de Portugal se tornar uma ilha ferroviária na Europa devido ao atraso em adotar "a bitola europeia" nas …

China encontra traços do coronavírus em asas de frango importadas do Brasil

Traços do novo coronavírus foram encontrados em asas de frango importadas do Brasil, na cidade de Shenzhen, no sul da China, noticiou, esta quinta-feira, um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). Os traços foram detetados …