Trump ridiculariza França. Sem a ajuda dos EUA na II Guerra, franceses falariam alemão

Ian Langsdon / EPA

Donald Trump criticou mais uma vez a ideia do Presidente francês, Emmanuel Macron, de criar um exército europeu, lembrando que sem a intervenção dos Estados Unidos na II Guerra Mundial os franceses falariam alemão.

“Emmanuel Macron sugeriu a criação do seu próprio exército para proteger a Europa contra os Estados Unidos, a China e a Rússia. Mas na I e na II Guerras Mundiais [a culpada] foi a Alemanha – como é que isso correu para os franceses? Estavam a começar a aprender alemão em Paris antes de os Estados Unidos terem aparecido”, escreveu o Presidente norte-americano no seu Twitter.

O líder dos Estados Unidos já tinha consideradas insultuosas as palavras de Macron, a propósito da urgência de criar um exército europeu.

Trump baseara-se em notícias da Imprensa internacional que relatavam que Macron teria dito que apenas seria possível proteger os europeus se houvesse um exército europeu que os protegesse da China, da Rússia e dos EUA.

Esta informação fora retirada de uma entrevista dada pelo Presidente francês à estação radiofónica Europe 1, em que Macron falou dos riscos de ataques informáticos, vindos da Rússia, da China e dos EUA.

Numa outra parte da entrevista, o Presidente francês falou da necessidade de criação de um exército europeu, mas não mencionou a necessidade de proteção contra nenhum país em particular.

O esclarecimento deste contexto das palavras de Macron foi feito por algumas agências internacionais de informação, mas Trum contiunua a preferir a primeira versão do relato, para voltar a criticar a posição do Presidente francês, mesmo depois de o encontro de ambos nas comemorações do centenário do Armistício, em Paris.

O Presidente dos EUA tem exortado várias vezes os países europeus a cumprirem os compromissos da sua participação na Nato, pedindo que aumentem as suas despesas militares e paguem uma parte importante do orçamento da Aliança Atlântica.

A irritação de Trump subiu de tom após as palavras de Macron sobre o exército europeu: “É muito insultuoso, mas talvez a Europa deva pagar a sua parte na Nato”.

Sobre a posição francesa, em particular, nesta matéria, Trump escreveu no Twitter: “O problema é que Emmanuel Macron sofre de uma fraca quota de popularidade em França, 26%, e de uma taxa de desemprego de cerca de 10%”.

Já em tom de conclusão, numa série de quatro tweets sobre a França e a posição do seu Presidente sobre a criação de um exército europeu, Trump deixou uma sugestão a Macron, adaptando o seu slogan de campanha.

Nesta terça-feira, a Presidência francesa escusou-se a comentar a série de ‘tweets’ de Donald Trump.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

19 COMENTÁRIOS

  1. Ahahah. O socialista Macron tem uma popularidade de 26%. O socialismo só parece uma boa ideia onde nunca o viveram. Portugal é exemplo como décadas de socialismo são garantia de baixos ordenados e desemprego

    • “Ahahah” e o seu comentário não tem qualquer relação com a notícia. É como ver uma notícia “Amanhã faz mau tempo” e o seu comentário ser “morte aos comunas!”. E a seguir vir outra notícia a dizer “queda de avião na Indonésia” e a sua resposta sería “O Costa não presta”… e logo a seguir uma notícia “O Porto venceu o Boavista por 3 a 0” e você “raisparta o Centeno!”. Enfim… Obsessões. Fazer o quê?

      • O Macron diz as maiores alarvidades e por norma fica sem resposta, com o Trump a alarvidade foi ridicularizada. Faz sentido a Europa agir como caloteiros não pagando a parte deles devida da NATO, e vem com conversas de fazer uma tropa europeia? O Macron é um imbecil e foi tratado como tal pelo Trump. Como tal Ahahah

        • “O Macron diz as maiores alarvidades…”
          Tu deves estar “hibernado” quando o Trump abre a boca!…
          Se o Macron é um imbecil, o que dizer de ti, que és um autentico “cão de guarda” do Trump?!
          Se é para dizer palermices, mais vale ouvir o palerma original – não precisamos de “réplicas”…
          “Europa caloteiros”?!
          Diz lá quanto é que a Europa deve à NATO!
          E os EUA?!
          Quanto devem eles em todos os países onde “montam a tenda”?!
          Sabes qual é divida externa dos EUA?
          Lá porque eles querem colocar bases e armamento em todo o mundo (para “ajudar” a sua industria de armamento), nós temos que pagar sem questionar?
          Quem é perguntou a opinião aos europeus?
          O Macron disse muito bem: se é para pagar, cria-se um exercito europeu e está feito – não precisamos dos americanos que só nos querem usar a NATO para vender o seu armamento (e como apoio para a sua estratégia geopolítica)!
          Além disso, é impossível o Trump ridicularizar alguém, quando muito, ele ridiculariza o país que representa!…

          • “Diz lá quanto é que a Europa deve à NATO”. Ora bem, sendo a América que cá veio salvar a Europa, e sendo a NATO um organismo que protege em 1º lugar a Europa e não os Estados Unidos, os Estados Unidos pagam 3.6% do PIB para a NATO e a França paga 1.8% do PIB, Alemanha 1.3% do PIB, Espanha 1% do PIB, Portugal 1.3% do PIB e portanto estando a Europa a dar o calote aos Estados Unidos há décadas, a idea do Macron é não pagarem o que devem, mas ir fazer uma força Europeia à parte. Eu da próxima vez que a Europa precisasse de ajuda, dizia “está bem, aqui têm a conta do que ficaram a dever estes anos todos. Paguem”

  2. Como é que este indivíduo, que acredita em deturpações, mesmo depois de conversar com Macron, continua a propalar afirmações destas chega a presidente é um caso estranhissimo. Só um membro de claque de futebol ou de gangue de bairro se comportaria assim em relação a uma nação amiga.

  3. A França deve menos aos EUA pela capitulação de Hitler, do que deve por exemplo à Rússia pela derrota estrondosa que as tropas de Hitler sofreram em Estalingrado e que foram o verdadeiro ponto de viragem da Segunda Guerra Mundial. Mesmo no que toca ao dia D (desembarque na Normandia), menos de metade das tropas eram dos EUA. Em 156 mil apenas 73 mil eram dos EUA. A maioria eram do conjunto dos restantes aliados dos quais 62 mil era Inglesas.

    De resto, mais devem os EUA a França por ter ajudado na guerra da Independência, ou ainda seríam súbditos do Reino Unido, ou então estariam a falar Espanhol na Califórnia. O Trump, de resto ignorante como todos os seus típicos eleitores, perdeu mais uma boa oportunidade de estar calado, pois se os EUA não tivessem sempre sido o país aberto à emigração que sempre foram e que ele quer que deixem de ser, ele é que ainda estaria a falar Alemão pois o seu avô “bosche” Frederick Trump, nunca tinha entrado nos EUA.

    O título da notícia está errado. Trump não ridicularizou a França com estes comentários. A estupidez patente em quase tudo o que ele é que o ridiculariza cada vez mais a ele… Algo notório nas últimas eleições “mid-term”.

    • Bem… isso é uma forma de ver as coisas. Há quem diga que a Alemanha teria dado conta da Rússia e que teria invadido a Inglaterra se os EUA não entrassem. Eu pessoalmente partilho esta ideia. A guerra numa só frente seria tolerável para a Alemanha (considerando que quer França quer Inglaterra não tinham qualquer poderio digno de ressalva). Apenas a Rússia e sobretudo o seu Inverno seria mais complicados. Mas se Alemanha estivesse aí concentrada Moscovo cairia mais tarde ou mais cedo. E não se esqueça que as V2 já começavam a voar. Em breve haveria mísseis a voar para todos os lados. A entrada dos EUA na guerra é determinante no sentido de fraturar o esforço de guerra alemão e desse modo dispersar recursos. Seria impossível a Alemanha ganhar em duas frentes.
      Quanto à dívida dos EUA à França na Guerra da Independência sempre foi reconhecida, muito embora o burro do Trump provavelmente não conheça esse pedação da história e prefira aliar-se com os inimigos de então.

  4. Nem mais!
    Boa resposta Sr. Miguel Queiroz.
    Desde o dia 7 de Novembro, que o dito anda mal disposto: o “julgamento” das “midterms” aos seus dois primeiros anos na Casa Branca, não foi bem o que ele esperava. E vamos ainda ver os resultados da contagem na Flórida!

    • Tu (e a “maioria” dos americanos) podem gostar de quem quiserem; assim como a maioria das pessoas com capacidade para raciocinar podem dizer/escrever o que bem entenderem sobre esse “pedaço de burro” chamado Trump!…

      • Essa ideia que a democracia só é boa quando ganham os nossos…
        Os US of A nunca cresceram tanto como agora; nunca o desemprego foi tão baixo!!! A economia americana está irrepreensível! Essa é que é a verdade. E isso incomoda muita gente. E num futuro próximo a economia ainda melhorará mais como resultado das medidas que este burro tem tomado.
        O Trump apenas está totalmente enganado quanto à imigração. Ele vai precisar de imigração. E muita. Com a progressiva deslocação de unidades de produção para os US of A (já em curso do México, da China e até da Alemanha como forma de não perderem o mercado americano) e com a atual taxa de desemprego… a mão-de-obra terá de vir de algum lado. Caso contrário os US of A terão uma forte inflação. A ver vamos.

  5. esta ai um senhor que os conhecimentos sobre a segunda guerra mundial ,sao um pouco vagos, os eua quando entraram ,o reino unido estava mal,pois os submarinos alemaes afundavam a maioria dos abastecimentos para a industria de guerra,a russia aliada dos nazis mudou de lado,mas era pobre e tinha armamento desatualizado,so conseguio fazer frente aos nazis com os abastecimentos dos eua,ate as botas ,muniçoes,camioes,mantimentos,armas etc

    • Sem duvida que os USA tiveram o seu precioso contributo, assim como a França o fez na altura da independência Americana contra a corte britânica, mas Trump não deve saber disso, provavelmente nem nos livros de história deles deve conter. Mas o mais importante são estas palavras vindas de um chefe de estado, a sua maneira de agir é infantil, inadequada e que pode meter muito veneno num mundo onde a paz cada vez mais se perde de vista.

  6. Não disse que era para se protejer dos EUA…. mas estava implicito. E A Questão do exército europeu não é de agora e a ideia não é só de Morcão…..O Gim Junker, Morcão e Angela Merdas já apelaram à criação de um Exército Europeu, um Orçamento e um Ministro das Finanças europeu, um Presidente Europeu, etc…. São todos bilderbergers globalistas que pretendem acabar com a Soberania dos Países da desunião Europeia e transfoma-los em Provincias de Bruxelas/Berlim. Como foi possivel que os traidores à Pátria tenham vendido a Nossa Independencia sem o Aval dos Portugueses? já não faltará muito para acabarem com o país Portugal. Vão transformar-nos numa Província. Não Há Nada que a Europa tenha que pague a nossa Independencia de Séculos que custou muito sangue, suores e Lágrimas aos nossos ante-passados. Não abram os olhos não…. e depois não se queixem do que os Políticos traidores vão fazer a Portugal. Aos pouquinhos a Desunião Europeia vai retirando Soberania e Instituições ds países membros para se tornar num Estado centralizado. Portugueses Abram os OLHOS….. Estão assassinando Portugal. A União Europeia Soviética, avança devagar, mas avança e irá alcançar esse objectivo rapidamente, e estão a aproveitar-se de Trump e Putin para andar mais depressa. Apartir de 2022 já não teremos águas territoriais e nem zona económica exclusiva e os seus recursos. Passarão tudo para as mãos de Bruxelas. E já estão preparando estes pontos ( Alguns já são realidade) 1- um ministro das finanças para a União Europeia. 2- Um Orçamento Europeu 3- Um Ministro das Finanças Europeu 4- Policia de Fronteiras comuns ( Frontex) 5- Um Exército europeu 6- Um Governo Europeu que substitua a Comissão Europeia 7- Um FBI Europeu. 8 – Um ministro dos negócios estrangeiros europeu 9- Uma Moeda Única 10 – União Bancária, etc… Aínda faltam mais coisas que andam a preparar nas costas do Povinho

  7. Ele, na verdade, não disse tudo. Ele deveria dizer que sem a ajuda do States os franceses tinha logo ficado a falar alemão a seguir à primeira guerra. Só com a ajuda dos soldados americanos é que os alemães começaram a levar forte e feio no toutiço e tiveram que recuar e voltar para a terra deles. Quanto a este macrom, ele gosta é que o trump lhe tire a caspa do casaco. Dizem que o gajo também engole a palhinha. Mas nos dias que correm é uma grande virtude.

RESPONDER

App deteta sinais de anemia. Basta fotografar a pálpebra com o smartphone

Uma equipa de cientistas desenvolveu um novo software capaz de tornar o diagnóstico de doenças do sangue muito mais simples, usando a câmara de um smartphone para avaliar os níveis de hemoglobina. A hemoglobina é uma …

O monumento mais alto do cemitério de Nova Orleães conta uma história de vingança e mesquinhez

Com 24 metros de altura, o Monumento Moriarty é o mais alto no cemitério Metairie de Nova Orleães, nos Estados Unidos. A sua construção conta uma história de mesquinhez: o memorial foi uma desculpa para …

FBI detém membro de um dos mais perigosos e lucrativos grupos de hackers

O FBI deteve recentemente um alegado membro de um dos mais temidos grupos de piratas informáticos do mundo, conhecido como Fin7. O grupo é suspeito de ataques informáticos que levaram a uma receita ilícita estimada em …

Artista gráfico faz reconstrução facial de Henrique VII de Inglaterra

Um artista gráfico fez uma reconstrução ultrarrealista de Henrique VII, Rei de Inglaterra entre 1485 e 1509. De acordo com o site Live Science, Matt Loughrey produziu a imagem de Henrique VII a partir da sua …

Marcelo promulga diploma que permite festa do Avante! (mas deixa recados ao Governo)

O Presidente da República promulgou, esta terça-feira, o diploma do parlamento sobre proibição de festivais e espetáculos de natureza análoga até 30 de setembro devido à covid-19, mas com reparos sobre "a garantia do princípio …

Governo italiano vai contratar 60 mil pessoas para vigiar distanciamento social

O Governo italiano vai contratar "assistentes cívicos" para garantir que os cidadãos cumprem o distanciamento social. Depois de mais de dois meses confinados nas suas casas para conter a propagação do coronavírus, os italianos começaram a …

Rio volta a admitir que PSD viabilize Orçamento Suplementar do Governo

O presidente do PSD afirmou hoje que viabilizará ao Governo uma proposta de Orçamento Suplementar, "como tudo indica que é", que proceda à adaptação de medidas a tomar até ao final do ano para o …

J.K. Rowling anuncia novo livro infantil a ser publicado gratuitamente online

A escritora britânica J.K. Rowling, autora da saga "Harry Potter", vai publicar um novo livro infantil, intitulado "The Ickabog", um conto de fadas que será disponibilizado 'online', gratuitamente e em formato de série, a partir …

Empresa portuguesa cria cabine que faz desinfeção total em 25 segundos

A Starmodular, uma empresa com sede em Belmonte, distrito de Castelo Branco, criou um sistema destinado a espaços abertos ao público que permite a desinfeção total em 25 segundos para evitar a propagação da Covid-19, …

TAP duramente criticada por marginalização do Norte. Rio fala em "empresa regional"

Rui Rio foi apenas uma das várias vozes que criticaram o novo plano de voo da TAP, em que a maioria das ligações repostas são de Lisboa. Marcelo Rebelo de Sousa também demonstrou a sua …