Macron alerta contra nacionalismo no centenário do fim da Grande Guerra

Christophe Petit Tesson / EPA

O Presidente francês, Emmanuel Macron, advertiu neste domingo contra o crescimento do nacionalismo, a que chamou “o oposto do patriotismo”, no discurso que proferiu nas comemorações do centenário do Armistício, que decorreu no Arco do Triunfo, em Paris.

“O patriotismo é precisamente o oposto do nacionalismo. O nacionalismo é uma traição do patriotismo. Ao dizermos ‘os nossos interesses primeiro, o que quer que aconteça aos outros’, estamos a apagar aquilo que de mais precioso uma nação pode ter, o que lhe dá vida, o que lhe dá grandeza e o que é mais importante: os seus valores morais”, disse.

A lição da Grande Guerra não pode ser o rancor de um povo contra os outros”, frisou Macron. “Partilhemos as nossas esperanças em vez de opormos os nossos medos”.

O Presidente francês elogiou o patriotismo dos soldados que combateram na I Guerra Mundial, e afirmou que, nesse conflito, havia uma “visão de França como uma nação generosa, portadora de valores universais”.

“Juntemos as nossas esperanças em vez de opor os nossos medos”, disse, apelando aos dirigentes mundiais que recusem “o fascínio pelo isolamento, a violência e a dominação”.

Macron encorajou os países do mundo a juntar forças no combate a “ameaças como as alterações climáticas, a degradação da natureza, a pobreza, a fome, a doença, a desigualdade, a ignorância”.

Macron falava perante 72 dirigentes mundiais, entre os quais a chanceler alemã, Angela Merkel, e os presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump, e da Rússia, Vladimir Putin. O Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, assistiu à cerimónia sentado entre o Presidente de Itália, Sergio Mattarella, e o príncipe do Mónaco, Alberto II.

Após o discurso de Macron, a Orquestra da Juventude da União Europeia, integrada por jovens músicos de todos os Estados-membros da UE, incluindo vários portugueses, interpretou o Bolero de Ravel.

A cerimónia no Arco do Triunfo foi seguida de um almoço oficial oferecido aos chefes de Estado no Palácio do Eliseu, sede da presidência, aos primeiros-ministros em Matignon, sede do governo, e às primeiras-damas no Palácio de Versailles.

Um forte dispositivo policial enquadrou as comemorações dos 100 anos do fim da Grande Guerra (1914-18), com cerca de 10.000 polícias destacados para a capital francesa e medidas especiais como a interdição do acesso automóvel um amplo perímetro em torno da praça Étoile, onde fica o Arco do Triunfo, e o encerramento de oito estações do metropolitano a partir das 07:00.

Putin e Trump com programas paralelos

Donald Trump ainda não tinha chegado a Paris e já demonstrava o seu descontentamento face ao seu homólogo francês que recentemente defendeu a criação de um exército europeu. O Presidente norte-americano não apreciou a iniciativa, considerando a atitude “muito insultante”, escreveu no Twitter.

Macron explicou a Trump que nunca pretendeu assinalar os Estados Unidos como o inimigo, considerando apenas que a Europa deve reforçar-se face às novas ameaças. Depois de uma longa conversa, apertaram cordialmente as mãos em frente às televisões.

Ainda assim, durante a visita a Paris, Trump optou por um programa diferente dos restantes líderes mundiais. E também Vladimir Putin, Presidente da Rússia, tomou a mesma decisão. Desde do início das comemorações, e para a deslocação até ao Palácio do Eliseu, ambos optaram por carros privados, enquanto os restantes líderes foram transportados em autocarros oficiais.

Já na tarde de domingo, tanto Putin como Trump decidiram também não participar no Fórum de Paris sobre a Paz.

Durante a tarde, Trump visitou o cemitério de Suresnes, em Paris, onde foram sepultados soldados norte-americanos mortos em combate durante a I Guerra Mundial. Num breve discurso, o Presidente norte-americano “prestou homenagem” aos “corajosos americanos que deram o seu último suspiro” em combate na Grande Guerra.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas produziram um processador quântico em larga escala feito apenas de luz

Uma equipa internacional de cientistas da Austrália, Japão e Estados Unidos produziu um protótipo de um processador quântico em larga escala feito apenas de luz laser. O mais recente processador quântico é baseado num projeto com …

FIFA investe 449 milhões de euros para desenvolver o futebol feminino

A FIFA anunciou que vai investir 500 milhões de dólares no desenvolvimento do futebol feminino. Em cima da mesa está uma Liga das Nações, um mundial de clubes e torneios para camadas jovens. A FIFA vai …

Escritor famoso escreve livro para ser lido apenas em 2114

O famoso escritor norueguês Karl Ove Knausgaard, autor de romances como A Morte do Pai e a Ilha da Infância, onde explora a sua história pessoal e o seu dia a dia, aceitou escrever um …

PS deverá aprovar recandidatura de Ferro à presidência da Assembleia da República

O Grupo Parlamentar do PS vai reunir-se na quinta-feira, com a presença do secretário-geral, António Costa, ocasião em que deverá aprovar a recandidatura de Ferro Rodrigues ao cargo de presidente da Assembleia da República. Fonte oficial …

Perito revela que arma que investigação diz que matou Luís Grilo foi adulterada

O perito que examinou a arma que, segundo o Ministério Público, António Joaquim usou para matar o triatleta Luís Grilo revelou hoje em tribunal que o revólver foi adulterado, não conseguindo garantir se essa foi …

Cientistas criam vasos sanguíneos artificiais funcionais

Cientistas nos Estados Unidos usaram impressão 3D para fabricar vasos sanguíneos funcionais que poderão vir a ser usados clinicamente em casos de doenças vasculares. O resultado das experiências é relatado num estudo publicado esta terça-feira no …

Ordem suspende durante seis meses obstetra do caso do bebé sem rosto

O Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos decidiu suspender preventivamente o obstetra envolvido no caso do bebé que nasceu em Setúbal com malformações graves. A informação foi avançada à Lusa por fonte oficial da …

A China está a criar porcos gigantes (tão grandes como ursos polares)

https://vimeo.com/368036025 Porcos tão pesados como ursos polares. Esta é a solução encontrada por produtores chineses de porcos que tentam resolver o problema da falta de carne no mercado, muito por culpa da gripe suína africana dizimou …

Rússia e Síria vão partilhar controlo do nordeste sírio

O Presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse hoje que a Turquia e a Rússia alcançaram um acordo pelo qual as forças curdas da Síria vão recuar 30 quilómetros a partir da zona fronteiriça do nordeste …

Câmara dos Comuns aprova acordo do Brexit (mas rejeita calendário apertado)

A Câmara dos Comuns aprovou esta terça-feira a primeira votação do acordo para o Brexit. No entanto, a calendarização da saída foi rejeitada numa segunda votação, deixando um impasse na data para o Brexit. Pela primeira …