Dinamarca avança com ambicioso plano de criar 9 ilhas na costa de Copenhaga

O governo dinamarquês e a autarquia de Copenhaga, em conjunto com um gabinete de arquitectura e planeamento urbanístico, vão avançar com um ambicioso plano de criar nove ilhas na costa da capital do país.

Um megalómano plano dinamarquês de reclamar terra ao mar para criar ilhas habitáveis vai fazer nascer novos espaços que swerão usados para lazer, fins industriais e produção de energia.

O projecto, que foi baptizado de Holmene, ou “As Ilhotas”, na língua original, vai ficar localizado a 10 km de Copenhaga. O enorme empreendimento usará como matéria prima principal cerca de 26 milhões de m3 de terra, provenientes de sobras das obras de extensão do Metro da cidade e dos projectos de construção civil da região.

As nove ilhas irão criar cerca de 3 milhões de m2 de área útil, incluindo espaços comerciais e industriais, além de oferecer uma paisagem natrural esplêndida para a prática de desportos e actividades ao ar livre.

A possibilidade de produzir energia verde é também um dos objectivos do projecto, que apostará para o efeito em instalações eólicas e no que a Urban Power diz que vai ser a maior fábrida de transformação de lixo em energia do norte da Europa.

O empreendimento irá ainda contar com diversos mecanismos de defesa contra inundações e criar refúgios naturais nas “Ilhotas” para acolher vida selvagem da região.

A construção do empreendimento, cujo orçamento está estimado em 425 milhões de euros, terá início em 2022, e será concluída em 2040. As nove ilhas serão construídas uma de cada vez, estando previsto de a primeira “Ilhota” esteja pronta dentro de seis anos.

Esta estratégia tem várias vantagens“, explica o arquitecto Arne Cermak Nielsen, director da Urban Power, gabinete de arquitectura e planeamento urbanístico responsável pelo projecto. “Permite-nos desenvolver o empreendimento passo a passo sem deixar a ideia de termos um projecto incompleto, se as condições económicas nos obrigarem a interromper ou desacelerar a construção”.

“Além disso, cada uma das ilhas pode ter uma abordagem temática, criando as melhores condições de inovação para a indústria e pesquisa científica nos sectores das biotecnologias, tecnologias verdes, e todas as áreas desconhecidas da ciência que o futuro nos reserva”, acrescenta o arquitecto dinamarquês.

“E não podemos também substimar a qualidade da vida que o mar nos dá. A costa destas ilhas e o delta que delas resulta tem, nesse aspecto, um potencial único”, conclui.

ZAP ZAP // New Atlas

PARTILHAR

RESPONDER

França colhe o que plantou. Poeira do Sahara leva radiação dos testes nucleares de 1960 para o país

A ACRO, uma organização-não governamental francesa, detetou uma nuvem de poeira radioativa, com origem em França, que está a voltar para o país. A poeira do deserto do Sahara alcançou França e trouxe com ela níveis …

Partidos concordam em desconfinar. PSD diz “haver condições” para abrir “grande parte do território”

Vários especialistas estiveram reunidos com o Governo esta segunda-feira em mais uma reunião do Infarmed. O objetivo foi avaliar a situação epidemiológica e definir diretrizes para o desconfinamento, cujo plano será apresentado na quinta-feira. De …

EUA ponderam retirada militar total no Afeganistão, mas pedem “garantias“

Os EUA põe a hipótese de uma retirada militar no Afeganistão. Contudo, Anthony Blinken assumiu que está preocupado com a possibilidade de os taliban aproveitarem a retirada de tropas na NATO e dos Estados Unidos …

Santos Silva diz que notícia sobre “despesas supérfluas” da presidência da UE é “ridícula“

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros considera “ridícula” a notícia avançada na quinta-feira pelo jornal Politico que dava conta de “despesas supérfluas e contratos de patrocínio” durante a presidência portuguesa do Conselho da União …

UE tem de libertar-se da "má vontade" e negociar entre iguais, diz Reino Unido

A União Europeia (UE) deve libertar-se da sua má vontade e construir uma boa relação com o Reino Unido como soberanias iguais, disse no domingo o conselheiro do Governo britânico David Frost, prometendo defender os …

Acordo com Groundforce falha por acionista maioritário ter ações penhoradas

O acordo entre a TAP e a Pasogal, acionista da Groundforce, falhou, porque as ações do acionista já estão penhoradas e, assim, não podem ser dadas como garantia, disse à Lusa fonte oficial do Ministério …

Apenas 24 países têm mulheres no poder. Igualdade de género alcançada somente "em 130 anos"

Menos de 500 milhões de pessoas dos cerca de 7,8 mil milhões que constituem a população mundial têm atualmente uma mulher Presidente ou chefe de governo, avançou a ONU Mulher. "Ao ritmo atual, a igualdade de …

Império de Cristiano Ronaldo mudou-se para Portugal (na pista dos benefícios fiscais)

Após ter dissolvido a CRS Holding no Luxemburgo, Cristiano Ronaldo passou a sede de uma das suas principais empresas para Lisboa renomeando-a CR7 Lifestyle Unipessoal. Nesta altura, o craque já tem seis empresas instaladas em …

Coro de crianças na Alemanha compõe música de apoio a Portugal

Um coro com cerca de quatro dezenas de crianças, da cidade de Tecklenburg, na Alemanha, criou uma música para "dar conforto" aos portugueses durante a pandemia de covid-19. "Quando eu li nas notícias sobre a situação …

Pelo menos 6% das portuguesas já foram vítimas de agressão física ou sexual

No dia em que se assinala o Dia Internacional da Mulher, a Pordata compilou um conjunto de indicadores que retratam a situação da mulher, em Portugal e na União Europeia.  Segundo o Eurostat e a Agência …