Pressões políticas fazem Dinamarca desistir do abate de milhões de martas

O Governo dinamarquês desistiu de uma tentativa de aprovar uma legislação de emergência que lhe permitia abater todas as martas do país.

Após uma grande pressão popular e política, a Dinamarca decidiu suspender a ordem de abate de todas as martas criadas naquele país, que serão entre 15 milhões e 17 milhões.

O anúncio do abate foi feito pela primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, após ter sido verificada uma mutação do novo coronavírus que infetou 12 pessoas. A governante argumentou que esta evidência ameaça a eficácia de uma futura vacina contra a covid-19, que é provocada pelo novo coronavírus (SARS-Cov-2).

Até esta segunda-feira, 2,4 milhões de animais já tinham sido abatidos. Segundo o The Guardian, a oposição ao abate concentra-se no facto de a agência de saúde pública da Dinamarca, Statens Serum Institut (SSI), não ter encontrados evidências da mutação durante mais de um mês, enquanto vários especialistas dinamarqueses e internacionais questionam se a mutação é, de facto, perigosa.

Frederik Waage, professor de Direito da University of Southern Denmark, afirmou ao jornal Berlingske que a ordem de abate é “ilegal”. Por sua vez, Jakob Ellemann-Jensen, líder do maior partido de oposição da Dinamarca, Venstre, alegou que as evidências científicas não eram suficientes para comprovar a necessidade de exterminar as martas.

Alguns críticos argumentaram também que o abate dos animais prejudicaria o emprego de muitas pessoas, já que este país nórdico é o maior criador de martas do mundo e a pele destes mamíferos é usada na confeção de casacos.

Em agosto, os Países Baixos decretaram o fim da prática de criar martas para a indústria de peles naquele país, após o registo de vários focos de infeção pelo novo coronavírus em explorações dedicadas à criação destes pequenos mamíferos.

Em junho, e após suspeita de transmissão do novo coronavírus a pessoas, também as autoridades holandesas ordenaram o abate de vários milhares de martas. Em maio, as autoridades holandesas já tinham decidido proibir o transporte de peles de martas em todo o país, depois da divulgação do caso de dois trabalhadores de uma exploração localizada na zona do sul dos Países Baixos que teriam contraído o novo coronavírus através daqueles pequenos animais.

Na altura, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou, e perante as suspeitas, que estas possíveis contaminações poderiam ser os “primeiros casos conhecidos de transmissão” do novo coronavírus de animais para seres humanos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …

Etiópia. Comissão de direitos humanos denuncia massacre de 600 civis na região de Tigré

A organização independente que investiga acusações de violência contra civis na Etiópia corroborou o relatório da Amnistia Internacional que denunciou a chacina de pelo menos 600 pessoas na região de Tigré, no Norte do país. Segundo …