Estado pode perder dinheiro no Banif (e ficar com os activos tóxicos)

As propostas de compra da participação do Estado no Banif têm que ser entregues até às 20 horas desta sexta-feira e o cenário não se vislumbra positivo para as contas públicas. E o governo pode vir a recusar vender em saldos.

Até ao momento, já terão sido apresentadas seis propostas para a aquisição dos 60% que o Estado detém no banco. E os valores em causa “deverão ser baixos”, nota o Diário Económico, frisando que “os interessados vão poder deixar de fora a carteira de imobiliário e outros activos “problemáticos” do Banif”.

As propostas de compra deverão ficar muito longe dos 700 milhões de euros que o Estado gastou quando ficou com os 60% do Banif.

Mas, além das perdas directas no âmbito do processo de venda, as contas públicas poderão ainda ficar com uma factura a pagar durante tempo indeterminado por causa dos activos tóxicos do banco.

Perante este cenário, o governo estará a “ponderar alternativas à venda”, caso o negócio se assuma como demasiado prejudicial para o Estado, conforme adianta o Diário Económico.

“O Governo não quer que aconteça uma venda como a do BPN ao BIC, em que todos os anos aparece uma factura para o Estado pagar, à medida que vão aparecendo imparidades”, frisa uma fonte não identificada contactada pelo jornal.

Entretanto, a Comissão de Mercado de Valores Mobliários suspendeu as acções do Banif em bolsa, enquanto o processo de venda decorre.

Fonte oficial do Banif confirmou ao Dinheiro Vivo que “existem seis candidatos, europeus e americanos“.

Entre os interessados na compra estarão os bancos espanhóis Santander e Popular. Haverá ainda três fundos de capitais na corrida, e ainda a Apollo, que adquiriu a seguradora Tranquilidade.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O senhor Costa e extrema-esquerda que há dois meses atrás tinham solução para tudo isto certamente não irão agora falhar o alvo para depois não terem que andar a desculpar-se todos os dias com as falhas dos outros.

  2. Mais um assalto à carteira dos contribuintes tudo isto em governos PS. Para fugir à regra a venda (doação) do BPN ao BIC foi obra do PSD. Cá para mim esta venda assemelha-se às PPPs. É rendimento garantido durante anos. Foi dado por 40 milhões ao BIC (só a parte boa) mas todos os anos o estado tem que pagar uma factura que aparece. Até quando é que este regabofe se mantem? Aos bancos como em qualquer outra empresa a regra deveria ser: faliu, está falido. Garantem-se até aos 100.000 € o dinheiro dos depositantes e o resto vai ao ar. Revertendo a favor do estado o património da instituição, imobiliário ou não. O crédito mal parado será recuperado coercivamente pelas finanças como já acontece no que respeita às SCUTS.

RESPONDER

Tem dores nas articulações quando está de chuva? É mito

A relação entre o tempo de frio e chuva e as dores nas articulações é um mito que persiste desde a antiguidade, mas não há qualquer relação, garante um estudo feito nos Estados Unidos e …

Vieira da Silva "absolutamente tranquilo"

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social reafirma estar "absolutamente tranquilo" relativamente à sua implicação no caso relativo a suspeitas de gestão danosa na associação Raríssimas. "Uma equipa técnica do Instituto de Segurança …

China constrói campos de refugiados na fronteira com a Coreia do Norte

A China, que sempre defendeu uma solução pacífica para a crise da Coreia do Norte, pode estar a preparar-se para um eventual conflito militar ou para a queda do regime de Kim Jong-un. Isto numa …

Ministério abre processo disciplinar por fuga de informação no exame de Português

O inquérito à fuga de informação no exame nacional de Português deste ano determinou a abertura de um processo disciplinar a uma professora "para apuramento de responsabilidade", adiantou o Ministério da Educação. O processo disciplinar é …

"Super-homem chinês" cai de um edifício e filma a própria morte

O "super-homem" Wu Yongning, uma estrela na rede social chinesa Weibo, morreu ao cair do 62º andar de um edifício em Changsha, na China. Wu Yongning, de 26 anos, morreu numa queda ocorrida quando tentava subir …

Governo concede tolerância de ponto no dia 26 de dezembro na função pública

O Governo vai conceder tolerância de ponto em 26 de dezembro "aos trabalhadores que exercem funções públicas nos serviços da administração direta do Estado, sejam eles centrais ou desconcentrados, e institutos públicos", de acordo com …

Juncker envolvido em processo judicial por escutas ilegais

Jean-Claude Juncker pode ser envolvido num processo judicial por escutas ilegais e adulteração de conversas. A investigação é relativa a uma altura em que o Presidente da Comissão Europeia era primeiro-ministro do Luxemburgo. Jean-Claude Juncker, presidente …

ONU prepara projeto contra reconhecimento pelos EUA de Jerusalém como capital de Israel16

Um projeto de resolução contra o reconhecimento pelos Estados Unidos de Jerusalém como capital de Israel está a ser preparado na ONU para demonstrar o isolamento dos norte-americanos no Conselho de Segurança. Os Estados Unidos da …

Senador John McCain hospitalizado devido a tumor

O senador e ex-candidato republicano à Casa Branca foi hospitalizado, esta quarta-feira, nos arredores de Washington. John McCain foi diagnosticado em julho com um tumor cerebral. "O senador McCain está a receber tratamento no Centro Médico …

Último aviso da Cassini: se for a Saturno, leve guarda-chuva

Se está a pensar fazer uma viagem até Saturno deixamos um conselho: não se esqueça do guarda-chuva. Cientistas norte-americanos descobriram recentemente que os anéis de Saturno podem produzir uma espécie de chuva. A sonda Cassini viveu …