Dexametasona corticosteroide é a única terapêutica eficaz contra a covid-19, diz OMS

Tedros Adhanom Ghebreyesus disse que, segundo os dados do ensaio patrocinado pela OMS, os medicamentos remdesivir e interferon não são eficazes contra a covid-19.

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, considerou esta sexta-feira que, até agora, a dexametasona corticosteroide é a única terapêutica comprovada como eficaz contra a covid-19, para doentes com doenças graves.

Numa conferência de imprensa online a partir da sede da organização, em Genebra, Tedros insistiu que, segundo os dados do ensaio patrocinado pela OMS, os medicamentos remdesivir e interferon não são eficazes na luta contra a covid-19.

Os resultados do estudo já tinham sido divulgados e foram mesmo questionados pela farmacêutica norte-americana Gilead, que disse parecerem “inconsistentes”, lembrando que outros ensaios validam o benefício do antiviral.

No entanto, os responsáveis da OMS assinalaram que os ensaios provisórios mostram que o remdesivir e o interferon “têm pouco ou nenhum efeito na prevenção da morte por covid-19 ou na redução do tempo no hospital”, com o diretor-geral a frisar que se tratou do maior ensaio já feito, envolvendo 13 mil pessoas de 500 hospitais em 30 países.

O diretor-geral lembrou na conferência de imprensa que em junho foi retirado do estudo a hidroxicloroquina e que em julho os pacientes também deixaram de tomar a combinação dos medicamentos de lopinavir e ritonavir.

O responsável máximo da OMS agradeceu aos participantes no estudo e disse esperar que os resultados completos sejam publicados em breve numa “importante revista científica”, acrescentando que o ensaio está a recrutar cerca de 2.000 doentes todos os meses e que irá avaliar outros tratamentos, incluindo anticorpos monoclonais e novos antivirais.

Tedros Adhanom Ghebreyesus disse também que com a aproximação do inverno no hemisfério norte os casos de covid-19 estão a aumentar, especialmente na Europa, onde o número de casos comunicado na semana passada foi quase três vezes superior ao do primeiro pico da pandemia, em março último.

Ainda que o número de mortes tenha sido “muito menor” do que em março as hospitalizações estão a aumentar, advertiu, frisando depois que muitas unidades de saúde na Europa poderão chegar ao limite nas próximas semanas.

“Cada cama de hospital ocupada por um paciente com covid-19 é uma cama que não está disponível para alguém com outra condição ou doença, como a gripe”, disse também o responsável, salientando que todos os anos há até 3,5 milhões de casos graves de gripe sazonal no mundo e 650.000 mortes relacionadas com doenças respiratórias.

“Durante o inverno do hemisfério sul deste ano, o número de casos de gripe sazonal e de mortes foi inferior ao habitual devido às medidas postas em prática para conter a covid-19. Mas não podemos assumir que o mesmo acontecerá na estação da gripe do hemisfério norte”, avisou, acrescentando que a OMS recomenda a vacinação contra a gripe dos grupos mais frágeis.

A propósito do Dia Mundial da Hipertensão Arterial, o diretor-geral da OMS lembrou também que a hipertensão agrava o risco de outras doenças e que a pandemia de covid-19 perturbou os serviços nesta área em mais de metade dos países do mundo.

“Mesmo quando nos concentramos em acabar com a pandemia, devemos lembrar que a covid-19 é apenas uma ameaça à saúde entre muitas“, e quando ela acabar vão continuar a existir no mundo mais de mil milhões de pessoas hipertensas, alertou.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Os novos iPhones não trazem carregador. Apple poupa muito nos custos, mas não no ambiente

A Apple decidiu vender os seus novos iPhones sem carregador ou auscultadores, alegando que a alteração tem em conta o ambiente, uma vez que serão utilizados menos produtos na embalagem dos telemóveis, mas os especialistas …

Caça ao tesouro secular. Lendária ilha pode esconder Santo Graal, manuscritos de Shakespeare e jóias reais

Perto da Nova Escócia, no Canadá, há uma lendária ilha com misteriosos túneis e estranho artefactos. Há quem acredite que esconde o Santo Graal, os manuscritos de Shakespeare e um tesouro de um capitão. Porém, …

Aprender "baleiês" pode evitar choque de navios com o animal

Uma equipa de cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, tem uma nova ideia para salvar as baleias-azuis em migração das colisões com navios. Durante a época de migração das baleias-azuis, os animais enfrentam sérios …

Afinal, os carros elétricos não são a melhor resposta para combater as alterações climáticas

Os carros elétricos, surgem como alternativas mais sustentáveis aos veículos a gasolina ou gasóleo, podem não ser a melhor forma de combater as alterações climáticas no âmbito dos transportes, de acordo com um novo estudo. …

Seria Jesus um mágico? Há arte romana que parece sugerir que sim

Em alguma arte antiga, Jesus é retratado a fazer milagres com algo na mão que parece ser uma varinha. Investigadores sugerem que se trata de um cajado, que era usado como símbolo de poder. Segundo a …

Nem todos os clubes estão a afundar – alguns estão a prosperar durante a pandemia

Nem todos os clubes estão a sofrer às mãos desta pandemia de covid-19. Alguns deles têm conseguido bons resultados financeiros apesar da crise. A covid-19 provou ser um adversário devastador para o desporto profissional em todo …

Kibus: o aparelho que vai revolucionar a forma como os nossos cães se alimentam

Ter cães como melhores amigos pode ser muito benéfico, mas também traz a sua dose de trabalho e responsabilidades. Levar ao veterinário, dar banho, levar a passear, brincar, dar de comer... No fundo é como …

Marta Temido antevê dias complicados e alta pressão sobre o SNS (e admite novas medidas)

A ministra da Saúde disse que se vive "um momento muito difícil da evolução da pandemia em Portugal e na Europa" e que "os próximos dias se anteveem complicados e com elevada pressão sobre o …

O maior navio de guerra americano disparou o seu primeiro míssil

O maior navio de guerra norte-americano, o USS Zumwalt, disparou pela primeira vez um míssil. O projétil disparado intercetou com sucesso o alvo de teste. Em 2015, o maior e mais futurista contratorpedeiro da Marinha norte-americana …

Republicanos no Senado preparam-se para um possível "mundo pós-Trump"

Enquanto os republicanos enfrentam um eleição que pode trazer más notícias para o Presidente e o seu partido, alguns começam a se distanciar de Donald Trump, ao mesmo tempo que tentam não atrair a sua …