Número de desempregados inscritos é quase metade de há quatro anos

Paulo Novais / Lusa

Entre dezembro de 2015 e setembro de 2019 registou-se uma descida de 53,3% no número de jovens desempregados inscritos nos centros de emprego, destaca o IEFP.

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego caiu 11,1% em setembro face ao período homólogo, para 301,3 mil, o que representa quase metade do registado há quatro anos, segundo dados do IEFP divulgados esta segunda-feira.

Segundo o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), em setembro, o número de desempregados inscritos registou uma redução de 37,7 mil face ao mesmo mês do ano passado (11,1%) e desceu 1% face ao mês anterior, ou seja, menos três mil face a agosto.

Em setembro havia menos 253.900 desempregados em Portugal do que em dezembro de 2015, ou seja, uma redução de 45,7%, destaca o IEFP.

Nos últimos quatro anos registou-se ainda uma descida de 53,3% no número de jovens desempregados inscritos nos centros de emprego, ou seja (menos 36.900), e uma queda de 49,7% nos desempregados de longa duração (menos 129.100).

O número de jovens desempregados (com idade inferior a 25 anos) foi de 32.333 em setembro, uma redução de 10,8% em termos homólogos, mas um aumento de 8,4% na comparação com o mês anterior.

Já o número de desempregados de longa duração, ou seja, inscritos há um ano ou mais nos centros de emprego, ascendeu a 130.907 em setembro, uma queda de 17,6% em termos homólogos e de 1,3% em cadeia.

O IEFP realça que a taxa de cobertura das prestações de desemprego subiu para os 55,7%, o valor mais elevado em seis anos, sendo que quando se consideram apenas os desempregados à procura de novo emprego a taxa sobe para 62,2%.

A taxa de cobertura das prestações de desemprego tem vindo a manter-se acima dos 50% desde maio de 2018, tendo aumentado nove pontos percentuais face ao início da legislatura, (para 55,7%).

O instituto sublinha ainda que a taxa de cobertura de desempregados em medidas ativas de emprego e formação profissional voltou a aumentar em cadeia, fixando-se nos 26,5% no mês de setembro e 3,3 pontos percentuais acima do valor registado no mês homólogo (23,3%).

A taxa de cobertura das medidas de formação profissional subiu para os 16,8% e 2,4 pontos percentuais acima do valor registado no mês homólogo (14,4%).

Em relação ao início da legislatura, a taxa de cobertura de desempregados em medidas ativas de emprego e formação profissional subiu 5,7 pontos percentuais para 26,5% e a taxa de cobertura das medidas de formação profissional subiu 5,8 pontos percentuais para 16,8%.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Se a emigração dos portugueses continua em alta, se o população portuguesa continua a diminuir e se cada vez menos gente se inscreve no centro de emprego por não ver qualquer utilidade nisso não admira pois que os números do desemprego baixem! Lol lol

    • E os que conseguiram emprego em Portugal foi a servir às mesas com salário mínimo e a recibos verdes. É o que dizem as estatísticas oficiais. Viva o Costa!

RESPONDER

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

"Filme fantástico". Novo livro revela cartas entre Kim Jong-un e Donald Trump

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu relacionamento com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como um “filme fantástico”, segundo os editores de um livro a ser publicado, que revela a correspondência entre …

Grupo avisa Bruxelas que Portugal pode tornar-se ilha ferroviária na Europa

Um grupo de portugueses ligados ao setor ferroviário alertou a comissária europeia dos Transportes para a possibilidade de Portugal se tornar uma ilha ferroviária na Europa devido ao atraso em adotar "a bitola europeia" nas …

China encontra traços do coronavírus em asas de frango importadas do Brasil

Traços do novo coronavírus foram encontrados em asas de frango importadas do Brasil, na cidade de Shenzhen, no sul da China, noticiou, esta quinta-feira, um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). Os traços foram detetados …

Denúncia de Rui Pinto leva a congelamento de conta bancária da Doyen

Oito milhões de euros que estavam numa conta bancária do fundo de investimento Doyen foram congelados pelas autoridades portuguesas. Uma denúncia do whistleblower português Rui Pinto levou o fundo a ser investigado por suspeitas de fraude …

Preocupado com a Bielorrúsia, Macron ligou a Putin (e aproveitaram para falar da vacina russa)

O Presidente francês, Emmanuel Macron, manifestou esta quarta-feira ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, "uma preocupação muito grande" quanto à situação na Bielorrússia após a reeleição do chefe de Estado autoritário bielorrusso, Alexander Lukashenko. Segundo indicou …

Obras do Hospital Militar de Belém custaram mais do triplo do valor estimado

As obras no Hospital Militar de Belém, em Lisboa, custaram mais do valor inicialmente estimado, avançou o Diário de Notícias esta quarta-feira. De acordo com o jornal, estava inicialmente previsto que a reabilitação de três …

Autópsia a Valentina revela descolamento do crânio

A autópsia a Valentina, a menina de 9 anos encontrada morta na serra D’el Rei, em Peniche, distrito de Leiria, em meados de maio, revela descolamento do crânio, avança esta quinta-feira o Correio da Manhã. …