Descoberta casa onde viveu a histórica abolicionista negra Harriet Tubman

A casa do pai de Harriet Tubman foi descoberta por arqueólogos em Maryland, anunciaram autoridades do Harriet Tubman Underground Railroad Visitor Center esta terça-feira.

O local onde Ben Ross viveu – apelidado de Ben 10 – foi descoberto numa propriedade adquirida no ano passado pelo Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos como um acréscimo ao Blackwater National Wildlife Refuge em Dorchester County, Maryland, disse o tenente-governador Boyd Rutherford, de acordo com o NBC News.

Julie Schablitsky, arqueóloga-chefe da Administração de Rodovias Estaduais, explicou que, depois de cavar cerca de mil buracos com a ajuda de uma dúzia de outros arqueólogos, decidiu usar um detetor de metais. Foi assim que, em novembro, descobriu uma moeda de 50 centavos de 1808 – o mesmo ano em que Ben Ross e a esposa se casaram.

“Isso, para mim, foi minha pista de que estávamos a chegar perto”, disse Schablitsky.

A equipa também começou a encontrar peças de cerâmica partidas que datam do início e meados de 1800.

“Examinámos estes artefactos mais de perto e confirmámos que datam da época em que [Ben] morava lá”, disse Schablitsky. “Com os artefactos, a arqueologia, a evidência de uma construção e apenas o local – sabendo que trabalhou em áreas húmidas de madeira -, estas várias linhas de evidência disseram inequivocamente que esta é a casa de Ben Ross.”

Ross adquiriu os quatro hectares no início da década de 1840 de um proprietário de escravos que escreveu no seu testamento que Ross deveria ser libertado cinco anos após a sua morte e herdar a terra.

Harriet Tubman nasceu Araminta Ross no início da década de 1820.

“Durante vários anos, acreditámos que Ross cortava árvores na propriedade e vendia a madeira, que era transportada para estaleiros por marinheiros negros livres para usar na construção de navios em Baltimore”, explicou Rutherford.

“A descoberta da cabana de Ben Ross é uma descoberta importante”, disse Rutherford. “Esta descoberta soma-se a outra peça do quebra-cabeças da história de Harriet Tubman, do estado de Maryland e da nossa nação.”

“Harriet Tubman trabalhou ao lado do seu pai quando era adolescente. E os historiadores acreditam que Tubman aprendeu a navegar pelas terras e rios que mais tarde atravessaria para conduzir os escravos à liberdade”, continuou.

“Quando conseguimos encontrar sítios extra, outras pessoas que a inspiraram, que lhe deram aquela lição de integridade e perseverança como o seu pai, acho que que nos dá vontade de podermos aprender mais sobre Harriet Tubman através dos seus pais”, disse Schablitsky.

A arqueólogo manteve os descendentes de Tubman atualizados durante a escavação do local. “Significa muito para a família poder ver tudo isto”, disse Tina Wyatt, tetraneta de Tubman.

Segundo a parente, a descoberta de peças de placas, um cachimbo e a moeda ajudam-na a humanizar e visualizar os seus antepassados. “É muito importante, não só para a família, mas para o mundo entender a nossa história”, rematou Wyatt.

  Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Máquina de venda automática de brindes

Máquina das bolas japonesa. As pequenas esferas de plástico guardam os detalhes de uma viagem surpresa

As máquinas de venda automática de brindes, conhecidas como gachapon no Japão, têm inovado nos últimos anos. Agora, são os detalhes de uma viagem que estão guardados nas pequenas bolas de plástico. O valor das bolas …

O Supremo dos EUA mudou as suas regras para que as juízas não fossem constantemente interrompidas

Revelação foi feita por Sonia Sotomayor, uma das três mulheres que compõe o coletivo de nove juízes e a primeira latina a chegar ao cargo. O facto de serem constantemente interrompidas em reuniões ou outros …

A candidata a primeira-ministra da Hungria, Klára Dobrev.

Num futuro sem Orbán, a oposição escolhe entre um novo conservador ou uma liberal divisiva

Os opositores de Viktor Orbán estão na dúvida quanto ao candidato para enfrentar o atual primeiro-ministro nas próxima eleições. Esta indecisão pode custar-lhes o assalto ao cargo. Viktor Orbán é um nome recorrente na política húngara. …

Nuno Melo, do CDS/PP

Nuno Melo ataca líder do CDS por anunciar sentido de voto sem consultar deputados

O candidato à liderança do CDS-PP criticou, este sábado, o atual líder do partido por ter comunicado publicamente a intenção de votar contra a proposta de Orçamento do Estado sem se ter reunido com os …

Vaticano tem três celas e um só prisioneiro. Uma onda de julgamentos pode mudar isso

Dez pessoas vão ser julgadas no Vaticano por crimes relacionados com a venda de um edifício em Londres. Visto como limitado e sombrio, o sistema judicial da cidade-estado está a mudar. Carlo Capella é o único prisioneiro …

Alexandra Leitão diz que "não há trabalhadores a mais na Administração Pública"

A ministra da Modernização do Estado assegura que não há trabalhadores a mais na Administração Pública e assume toda a abertura do Governo para negociar, "com humildade e responsabilidade", medidas adicionais às inscritas no OE2022. Em …

Start-up israelita quer fazer roupa a partir de algas

A Algaeing, criada em 2016, é uma empresa que converte as algas numa fórmula líquida, que depois pode ser usada como corante ou transformada num tecido. A indústria da moda é uma das responsáveis pelas emissões …

O antigo Presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton

Bill Clinton já teve alta hospitalar e deve regressar a Nova Iorque

O ex-Presidente dos Estados Unidos deixou, neste domingo de manhã, o hospital da Califórnia onde foi internado com uma infeção, informou o chefe da equipa de médicos que o tratou. "O Presidente Clinton teve alta do …

Acordo escrito. Bloco diz que Governo "conhece bem" os pontos negociais

O Bloco de Esquerda anunciou, este domingo, que vai enviar ao Governo propostas de articulado de nove pontos negociais colocados em cima da mesa no início de setembro, aos quais declara não ter obtido resposta …

Mais de 1,6 milhões de portugueses vivem com menos de 540 euros por mês

Mais de 1,6 milhões de portugueses vivem abaixo do limiar da pobreza, ou seja, com menos de 540 euros por mês, uma realidade que afeta famílias numerosas, mas também quem vive sozinho, idosos, crianças, estudantes …