Defesa de Moro pede divulgação de vídeo que pode incriminar Bolsonaro

Isac Nóbrega / PR

A defesa do ex-ministro da Justiça brasileiro, Sérgio Morto, exigiu a divulgação de um vídeo em que seria comprovado que o Presidente tentou “interferir” política e ilegalmente na Polícia Federal.

O vídeo em causa diz respeito a uma reunião do Presidente Jair Bolsonaro com um grupo de ministros, gravado na sede da Presidência, em Brasília, e analisado no âmbito de uma investigação que tenta determinar se o chefe de Estado incorreu em algum crime, como Sergio Moro insinuou, após ter renunciado ao Governo por essas supostas “interferências”.

Segundo o advogado Rodrigo Sánchez Rios, que representa Moro, o vídeo “confirma integralmente” as suspeitas lançadas pelo ex-juiz da operação Lava Jato em relação a Bolsonaro, motivo pelo qual considera ser de “extrema relevância” que o seu conteúdo, até agora sob sigilo, seja divulgado.



A reunião ministerial em causa ocorreu a 22 de abril, dois dias antes da renúncia de Moro, quando denunciou “pressões inaceitáveis” por Bolsonaro em relação à Polícia Federal, um órgão autónomo subordinado ao Judiciário, embora o seu diretor seja nomeado pelo Presidente da República.

“O Presidente disse-me, mais de uma vez, expressamente, que ele queria ter uma pessoa do contacto pessoal dele [para quem] ele pudesse ligar, [de quem] ele pudesse colher informações, [com quem] ele pudesse colher relatórios de inteligência. Seja o diretor [da Polícia Federal], seja um superintendente”, declarou Sergio Moro, ao anunciar a sua demissão.

No vídeo, de acordo com a revista brasileira Veja, Bolsonaro terá mesmo dito, entre “palavrões”, que se o superintendente da Polícia Federal do Rio de Janeiro não fosse substituído, ele mesmo iniciaria o processo de troca dos superiores hierárquicos da Polícia Federal e do responsável político com a pasta da Justiça, Sérgio Moro. Isto porque, segundo Bolsonaro, a Polícia Federal estaria a perseguir os familiares do atual Presidente, algo que considerava inaceitável e de que se queixava ao seu ministro.

O Presidente brasileiro terá dito que pretendia evitar que as investigações da Polícia Federal prejudicassem “a minha família e meus amigos”.

Na ocasião da renúncia de Moro, o diretor da Polícia Federal, Mauricio Valeixo, foi demitido e substituído pelo comissário Alexandre Ramagem, que mantém laços de amizade com a família Bolsonaro.

Porém, Alexandre Ramagem negou num depoimento que seja amigo da família do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, que teve acesso a um depoimento numa investigação solicitada pela Procuradoria-geral da República sobre interferência política na Polícia Federal, Ramagem declarou que obteve a confiança de Bolsonaro depois de ser escolhido para assegurar a sua segurança, após as eleições presidenciais, e negou ser amigo dos filhos do Presidente brasileiro.

Ainda assim, a nomeação de Ramagem foi anulada por um juiz do Supremo Tribunal Federal (STF), tendo Bolsonaro nomeado para o cargo Ronaldo Souza, considerado um homem próximo desse comissário.

Uma das primeiras decisões de Souza como diretor da Polícia Federal foi demitir o superintendente do Rio de Janeiro, Carlos Henrique Oliveira, tendo Bolsonaro informado que passará a ocupar o cargo de vice-diretor nacional desse órgão autónomo.

As insinuações de Moro levaram a Procuradoria-Geral da República a abrir uma investigação sobre a conduta do Presidente, que está a ser realizada sob a supervisão do juiz do Supremo Tribunal Celso de Mello.

No âmbito dessa investigação, estavam agendadas para a tarde desta terça-feira as audições dos ministros da Casa Civil, Walter Braga Neto, da Segurança Institucional, Augusto Heleno, e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

Segundo Moro, três ministros participaram na reunião com Bolsonaro, que foi gravada em vídeo, e que a sua defesa pede agora que seja tornada pública.

Na tarde desta terça-feira, Jair Bolsonaro afirmou aos jornalistas, em Brasília, que apoia que seja retirado o sigilo do vídeo, e que seja divulgado “tudo o que seja de interesse para o inquérito”. Contudo, negou que tenha mencionado a Polícia Federal ao longo da reunião.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bilardo foi "distraído" para não saber da morte de Maradona

Carlos Bilardo continua sem saber que Diego Maradona morreu. Família tenta proteger saúde do antigo selecionador argentino. Diego Armando Maradona morreu em novembro e Carlos Bilardo continua sem saber desse falecimento. A família tenta proteger a …

Processo de envelhecimento é imparável, revela estudo

Um novo estudo, que envolveu cientistas de 14 países, confirmou que provavelmente não podemos diminuir a velocidade com que envelhecemos, devido a restrições biológicas. A pesquisa, publicada na quarta-feira na Nature Comunications, inclui especialistas da Universidade …

Inglaterra 0-0 Escócia | Nulo total no dérbi britânico

A Inglaterra empatou hoje 0-0 com a Escócia, em jogo da segunda jornada do Grupo D do Euro 2020 de futebol, e desperdiçou a oportunidade de garantir já um lugar nos oitavos de final do …

Infeção pelo coronavírus pode não garantir proteção prolongada, revela estudo

Um novo estudo britânico sugere que uma infeção pelo SARS-CoV-2 não garante que o hospedeiro desenvolva uma resposta imunitária prolongada contra o vírus, sendo a imunidade "altamente variável de pessoa para pessoa". Segundo a pesquisa do …

Ex-ministro da Bolívia planeou um segundo golpe usando mercenários dos EUA

O vazamento de gravações telefónicas e e-mails revelam que um ex-ministro da Defesa boliviano estava a preparar-se para usar tropas estrangeiras para impedir que o partido de esquerda MAS regressasse ao poder. Os documentos e registos …

Espécie rara de orquídea encontrada em telhado de banco de investimentos em Londres

Uma espécie rara de orquídea, que se acredita estar extinta no Reino Unido, foi descoberta no jardim do telhado de um banco de investimentos em Londres. Segundo o The Guardian, a Serapias parviflora, uma espécie rara …

Pintura de David Bowie comprada por três euros vai agora ser leiloada por milhares

A pintura do ícone do rock, David Bowie, deverá ser vendida por milhares de dólares num leilão de arte online. O retrato, intitulado "DHead XLVI", faz parte de um conjunto de aproximadamente 47 obras que David …

Vila Nova de Milfontes vai ter praia para cães

A praia pet friendly, que fica próxima de Furnas-Rio, vai funcionar já esta época balnear de forma experimental. Uma praia concessionada que também admite cães vai funcionar, nesta época balnear, de forma experimental, em Vila Nova …

Podia ser um quadro de Dalí, mas é só o degelo glacial na Islândia

Na Islândia, o degelo glacial criou uma paisagem deslumbrante que o fotógrafo espanhol Manuel Ismael Gómez de Almería não deixou passar em branco. Faz lembrar a arte surrealista de Salvador Dalí, mas é uma versão ampliada …

Digby, o cão dos bombeiros, ajudou a salvar uma mulher do suicídio

O cão Digby desempenhou um importante papel ao salvar uma mulher que estava a ponderar pôr fim à sua própria vida no Reino Unido. Digby é um cão terapeuta que ajuda as pessoas a lidar com …