Moro presta depoimento à polícia. “Judas”, chama-lhe Bolsonaro

Joedson Alves / EPA

O Presidente brasileiro chamou “Judas” a Sérgio Moro, este sábado, horas antes de o ex-ministro da Justiça prestar declarações às autoridades no âmbito da investigação ao mandatário por “ingerência política” na Polícia Federal.

“Ninguém vai fazer nada que contrarie a Constituição. Fiquem tranquilos que ninguém vai querer dar o golpe contra mim”, disse Jair Bolsonaro à saída do Palácio da Alvorada, a sua residência oficial em Brasília.

O Presidente respondeu, assim, às críticas dos seus simpatizantes ao Supremo Tribunal do Brasil, que autorizou o Ministério Público a investigar as declarações feitas por Sérgio Moro quando renunciou ao cargo de ministro da Justiça, em que acusou o chefe de Estado de tentativa de “interferir politicamente” na Polícia Federal porque pretende ter acesso às investigações judiciais, algumas das quais envolvem os seus filhos ou aliados.

O Presidente do Brasil negou qualquer tipo de ingerência na Polícia Federal e apelidou o seu antigo ministro de “Judas”. Bolsonaro também insinuou nas redes sociais que Moro impediu que fosse investigada a punhalada que o agora chefe de Estado sofreu durante a campanha eleitoral em 2018, e cujo autor se encontra detido desde então.

Segundo a agência EFE, no meio da enorme expectativa, grupos de manifestantes a favor de Moro e outros, defensores de Bolsonaro, concentraram-se no exterior da sede policial, protagonizando alguns momentos de tensão, rapidamente apaziguados pela polícia.

Moro liderou em Curitiba, enquanto juiz, as investigações da megaoperação anti-corrupção “Lava Jato”, que resultou na prisão de numerosos políticos e empresários, entre os quais o ex-Presidente Lula da Silva.

De acordo com o Diário de Notícias, se após estas diligências ficar provado que Moro não disse a verdade, o ex-ministro poderá responder em tribunal de primeira instância por denuncia caluniosa e por crimes contra a honra.

Por outro lado, se as acusações forem dadas como provadas, Bolsonaro corre o risco de ser acusado de oito crimes e ainda ser alvo de um processo de destituição.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Entre estes dois palhaços “venha o diabo e escolha”. Só me ocorre lembrar aqui uma anedota antiga atribuída a um dos presidentes da ditadura militar brasileira. Num discurso à nação dizia: “Meus irmãos, quando cheguei ao poder o Brasiu estava à beira do abismo, hoje, demos um passo em frentchi”.

  2. Se o Moro é “Judas”, certo é que que Bolsonaro é “Satanás” disfarçado de Jesus. O Brasil tem grandes recursos, para conceder a sua População uma qualidade de vida Social digna. Mas continua de existir enormes desigualdades na Sociedade Brasileira, em termos Educacionais, Económicos e Estruturantes. Como se pode compreender que ainda uma parte de Cidadãos seja confinada em “Guetos” (Favelas), paredes meias com a classe media e da alta ???…… Será porque faz parte do Panorama Turístico ????..de Governo em Governo assim se vai mantendo esta vergonhosa realidade…….resta saber ..Porquê ???

  3. Creio que estes dois se equivalem. Que venha o Diabo e proceda a sua escolha. Ambos não possuem nem linguagem, nem postura de governantes. Quando abrem a boca fica-se estarrecido com tamanha precaridade do saber de cada um deles. Ambos portadores de um corpus vocabular pouquíssimo elaborado.
    No meu caso sentir-me-ia envergonhada se fossem governantes do meu país.
    Brasil merecia melhor.

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …